Para assistência com o processamento de dados e tempos de recuperação, o Adobe Analytics emprega uma lógica que impede que as variáveis recebam muitos valores únicos diferentes. Os valores únicos de variáveis coletados depois de aproximadamente 500.000 valores existentes estão listados em (Baixo tráfego).

Como o Adobe Analytics determina o que é classificado em (Baixo tráfego)

  • O relatório não é afetado se a variável não alcançar 500.000 valores únicos em um determinado mês.
  • Quando uma variável alcança este primeiro limite de 500.000, os dados começam a ser armazenados sob (baixa tráfego) Cada valor além deste limite passa pela seguinte lógica:
    • Se um valor já existe em relatórios, adicione uma instância àquele valor.
    • Se um valor ainda não estiver no relatório, verifique para determinar se aquele valor foi visto mais que aproximadamente dez vezes hoje. Se tiver, adicione este valor ao relatório. Se não tiver sido contado mais de aproximadamente dez vezes, deixe-o sob (Baixo tráfego).
  • Se um conjunto de relatórios alcançar mais de 1.000.000 de valores únicos, uma filtragem mais agressiva é aplicada:
    • Se um valor já existe em relatórios, adicione uma instância àquele valor.
    • Se um valor ainda não estiver no relatório, verifique para determinar se aquele valor foi visto mais que aproximadamente 100 vezes hoje. Se tiver, adicione o valor ao relatório. Se não tiver, deixe-o sob (baixo tráfego).
  • Se um valor de variável receber tráfego suficiente para sair da classificação (Baixo tráfego), os primeiros valores coletados não serão movidos para o item de linha respectivo. Aquelas 10 a 100 primeiras instâncias ficam em (Baixo tráfego).
  • As classificações correspondentes aos valores de variável não existem embora contenham além do limite de 500.000. Esse conceito se aplica apenas a novos valores chave; contanto que classifique os valores existentes, os valores únicos não aumentam.

Lógica de únicos com relatórios de origens de tráfego

Os relatórios de fontes de tráfego não estão sujeitos ao gerenciamento (Baixo tráfego) no momento. No entanto, a Adobe planeja alterar esta função em uma futura versão de manutenção:

  • Domínios
  • Todos os relatórios de palavras-chave de pesquisa
  • URL por palavra-chave de pesquisa (ícone em relatórios de Palavras-chave de pesquisa)
  • Domínio referenciador
  • Referenciadores

Lógica de únicos com o Data Warehouse

Como o Data Warehouse processa cada solicitação individualmente com base em dados brutos coletados, o gerenciamento de únicos não se aplica a muitas dimensões nesta plataforma. Esta função não se destina para alterar. Portanto, é o método mais confiável para obter todos os dados de origens de tráfego sem qualquer lógica de únicos aplicada.

No entanto, ao puxar solicitações do Data Warehouse, os usuários podem raramente ver um item de linha de (baixo tráfego). Esta otimização de processamento de pedido aplica às seguintes variáveis:

  • Variáveis que podem conter múltiplos valores, como Vars de lista e Propriedades de lista
  • TNT e variáveis de pesquisa
  • Algumas variáveis de canal de marketing como Primeiro/Último Detalhe de Toque
  • eVars de comercialização

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online