Você está visualizando o conteúdo de ajuda da versão:

Diretamente no Assets, com o gerenciamento centralizado de ativos de vídeo, é possível fazer upload de vídeos para codificar para o Scene7 e acessar vídeos do Scene7, para fins de criação de página.

A integração de vídeo do Scene7 estende o alcance do vídeo otimizado para todas as telas (detecção automática do dispositivo e da largura de banda).

  • O componente de vídeo do Scene7 executa automaticamente a detecção de dispositivo e de largura de banda para reproduzir o vídeo no formato correspondente e com a qualidade certa em computadores, tablets e celulares.
  • Assets: é possível incluir conjuntos de vídeos adaptáveis, em vez de somente ativos de vídeo individuais. Um conjunto de vídeos adaptáveis é um contêiner para todas as representações de vídeo necessárias para reproduzir o vídeo de forma contínua em várias telas. Um Conjunto de vídeos adaptáveis agrupa versões de um mesmo vídeo codificadas em formatos e taxas de bits diferentes, como 400 kbps, 800 kbps e 1000 kbps. Você usa um conjunto de vídeos adaptáveis, juntamente com o componente de vídeo do S7, para transmitir vídeo adaptável em vários tipos de telas, incluindo telas de computadores, e dispositivos móveis com iOS, Android, Blackberry e Windows. Consulte a documentação do Scene7 sobre conjuntos de vídeos adaptáveis para obter mais informações.

Sobre o FFMPEG e o Scene7

O processo de codificação de vídeo padrão se baseia no uso da integração em FFMPEG com perfis de vídeo. Portanto, o fluxo de trabalho do Ativo de atualização DAM pronto para uso contém as seguintes etapas de fluxo de trabalho baseadas em FFMPEG:

  • Miniaturas de FFMPEG
  • Codificação FFMPEG

Observe que ativar e configurar a integração do Scene7 não remove nem desativa automaticamente essas duas etapas do fluxo de trabalho de assimilação do Ativo de atualização DAM pronto para uso. Se você já usa a codificação de vídeo baseada em FFMPEG no AEM, é provável que tenha o FFMPEG instalado em seus ambientes de criação. Nesse caso, um novo vídeo assimilado por meio do Assets seria codificado duas vezes: uma vez do codificador de FFMPEG e uma vez da integração do Scene7.

Se você tiver a codificação de vídeo baseada em FFMPEG configurada no AEM e o FFMPEG instalado, a Adobe recomenda remover os dois fluxos de trabalho de FFMPEG dos fluxos de trabalho do Ativo de atualização DAM.

Formatos suportados

Os seguintes formatos são compatíveis com o componente de vídeo do Scene7:

  • F4V H.264
  • MP4 H.264

Como decidir onde fazer upload de seu vídeo

Para decidir onde fazer upload de seus ativos de vídeo, considere o seguinte:

  • O ativo de vídeo requer um fluxo de trabalho?
  • O ativo de vídeo requer controle de versão?

Se a resposta for “sim” para ambas as perguntas, faça upload do vídeo diretamente no Adobe DAM. Se a resposta for “não” para ambas as perguntas, faça upload do vídeo diretamente no Scene7. O fluxo de trabalho referente a cada cenário é descrito na próxima seção.

Se estiver fazendo upload do vídeo diretamente no Adobe Assets

Se for necessário um fluxo de trabalho ou controle de versão para seus ativos, você deverá fazer upload primeiro no Adobe Assets. Este é o fluxo de trabalho recomendado:

  1. Faça upload do ativo de vídeo no Adobe Assets e codifique e publique automaticamente no Scene7.
  2. No AEM, acesse os ativos de vídeo no WCM na guia Filmes do Localizador de conteúdo.
  3. Crie com um vídeo do Scene7 ou componente de vídeo de base.

Se estiver fazendo upload do vídeo no Scene7

Se você não precisar de um fluxo de trabalho ou controle de versão para os ativos, faça upload deles no Scene7. Este é o fluxo de trabalho recomendado:

  1. No Scene7, configure um cronograma de upload por FTP e uma codificação para o Scene7 (automatizada pelo sistema).
  2. No AEM, acesse os ativos de vídeo no WCM na guia Scene7 do Localizador de conteúdo.
  3. Crie com o componente de vídeo do Scene7.

Configurar a integração de vídeo do Scene7

Para configurar predefinições universais:

  1. Em Serviços em nuvem, navegue até a configuração do Scene7 e clique em Editar.

  2. Selecione a guia Vídeo.

    Observação:

    A guia Vídeo não será exibida se a página não possuir uma configuração de nuvem. Consulte Habilitar o Scene7 para WCM.

  3. Selecione o perfil de codificação de vídeo adaptável, um perfil de codificação de vídeo pronto para uso ou um perfil de codificação de vídeo personalizado.

    Observação:

    Para obter mais informações sobre o que significam as predefinições de vídeo, consulte a documentação do Scene7

    A Adobe recomenda selecionar ambos os conjuntos de vídeos adaptáveis ao configurar as predefinições universais ou selecionar a opção Codificação de vídeo adaptável.

  4. Os perfis de codificação selecionados são aplicados automaticamente a todos os vídeos enviados por upload para a pasta de destino DAM CQ configurada para essa configuração de nuvem do Scene7. É possível configurar várias configurações de nuvem do Scene7 com diferentes pastas de destino para aplicar diversos perfis de codificação, conforme necessário.

Atualizar as predefinições de codificação e do visualizador

Se você precisar atualizar as predefinições de codificação de vídeo e do visualizador no AEM porque elas foram atualizadas no Scene7, navegue até a configuração do Scene7 na configuração de nuvem e clique em Atualizar as predefinições de codificação e do visualizador.

chlimage_1

Fazer upload do vídeo mestre

Para fazer upload de seu vídeo mestre no Scene7 por meio do Adobe DAM:

  1. Navegue até a pasta de destino DAM CQ onde você definiu as configurações de nuvem com os perfis de codificação do Scene7.

  2. Clique em Fazer upload para fazer upload do vídeo mestre. O upload e a codificação do vídeo terminam depois da conclusão do fluxo de trabalho do Ativo de atualização DAM e quando Publicar no Scene7 apresentar uma marca de verificação.

    Observação:

    Pode levar algum tempo para gerar as miniaturas de vídeo.

    Arrastar o vídeo mestre do DAM para o componente de vídeo permite acessar todas as execuções de proxy codificadas do Scene7 para entrega.

Comparação do componente de vídeo de base com o componente de vídeo do Scene7

Ao usar o AEM, você tem acesso ao componente de Vídeo disponível no Sites e o componente de vídeo do Scene7. Esses componentes não são intercambiáveis.

O componente de vídeo do Scene7 funciona somente para vídeos do Scene7. O componente de base funciona com os vídeos armazenados do AEM (usando ffmpeg) e com os vídeos do Scene7.

A seguinte matriz explica quando você deve usar cada componente:

chlimage_1

Observação:

Pronto para uso, o componente de vídeo do S7 usa o perfil de vídeo universal. No entanto, é possível obter o reprodutor de vídeo baseado em HTML5 para ser usado pelo AEM seguindo um destes procedimentos: 

  • No Scene7, copie o código incorporado do reprodutor de vídeo HTML5 pronto para uso e coloque-o na página do AEM.
  • Use o SDK de visualizador HTML5 do Scene7 para criar um reprodutor personalizado e, em seguida, crie um componente personalizado do AEM.

Componente de vídeo do AEM

Mesmo que o uso do componente de vídeo do Scene7 seja recomendado para visualizar os vídeos do Scene7, esta seção descreve o uso dos vídeos do Scene7 com o Componente de vídeo de base do AEM, por uma questão de completude.

Comparação entre vídeos do Scene7 e do AEM

A tabela a seguir fornece uma comparação avançada dos recursos suportados entre o Componente de vídeo de base do AEM e o Componente de vídeo do Scene7:

  Vídeo de base do AEM Vídeo do Scene7
Abordagem Abordagem de HTML5 primeiro. O Flash é usado somente para o fallback não-HTML5. Flash na maioria dos computadores. O HTML5 é usado para dispositivos móveis e tablets.
Entrega Progressiva Transmissão adaptável
Acompanhamento Sim Sim
Extensibilidade Sim Sim (com o SDK do visualizador do Scene7)
Vídeo móvel Sim Sim

Configuração

Criação de perfis de vídeo

As diferentes codificações de vídeo são criadas de acordo com as predefinições de codificação do S7 selecionadas na configuração de nuvem do S7. Para que possam ser utilizadas pelo componente de vídeo de base, um perfil de vídeo deve ser criado para cada predefinição de codificação do S7 selecionada. Isso permite que o componente de vídeo selecione as execuções de DAM apropriadas. 

Observação:

Os novos perfis de vídeo e as alterações a eles devem ser ativados para publicação.

  1. No AEM, acesse as Ferramentas e selecione o Console de configuração. No Console de configuração, acesse Ferramentas -> Assets -> Perfis de vídeos na árvore de navegação. 

  2. Crie um novo perfil de vídeo do S7. No menu Novo..., selecione Criar página e selecione o modelo de Perfil de vídeo do Scene7. Forneça um nome para a nova página de perfil de vídeo e clique em Criar.

    chlimage_1
  3. Edite o novo perfil de vídeo. Selecione primeiro a configuração de nuvem. Em seguida, selecione a mesma predefinição de codificação selecionada na configuração de nuvem.

    chlimage_1
    Propriedade Descrição
    Configurações de nuvem do Scene7 As configurações de nuvem a serem usadas para as predefinições de codificação.
    Predefinição de codificação do Scene7 A predefinição de codificação com a qual mapear este perfil de vídeo.
    Tipo de vídeo HTML5 Esta propriedade permite definir o valor da propriedade de tipo referente ao elemento de origem do vídeo HTML5. Essa informação não é fornecida pelas predefinições de codificação do S7, mas é necessária para renderizar corretamente os vídeos usando o elemento de vídeo HTML5. Uma lista de formatos comuns é fornecida, mas eles podem ser substituídos por outros formatos. 

    Repita essa etapa para todas as predefinições de codificação selecionadas na configuração de nuvem que você deseja usar no componente de vídeo.

Configuração do design

O componente de vídeo de base deve saber quais perfis de vídeo usar para que possa construir a lista de origens de vídeo. É preciso abrir a caixa de diálogo dos componentes de vídeo e configurar o design dos componentes para usar os novos perfis de vídeo.

Observação:

Se você usa o componente de vídeo de base em uma página para dispositivos móveis, talvez seja necessário repetir essas etapas no design da página móvel.

Observação:

As alterações feitas no design exigem que ele seja aplicado para serem aplicadas na publicação.

  1. Abra a caixa de diálogo de design do componente de vídeo de base e altere para a guia Perfis. Em seguida, exclua os perfis de OOTB e adicione os novos perfis de vídeo do S7. A ordem da lista de perfis na caixa de diálogo de design também define a ordem dos elementos de origens de vídeo na renderização.

  2. Para os navegadores que não oferecem suporte ao HTML5, o componente de vídeo permite configurar um fallback de flash. Abra a caixa de diálogo de design dos componentes de vídeo e altere para a guia Flash. Ajuste as configurações do flash player e atribua um perfil de fallback a ele.

Lista de verificação

  1. Crie uma configuração de nuvem do S7. Verifique se as predefinições de codificação de vídeo estão definidas e se o importador está em execução. 
  2. Crie um perfil de vídeo do S7 para cada predefinição de codificação de vídeo selecionada na configuração da nuvem.
  3. Os perfis de vídeo devem ser ativados.
  4. Configure o design do componente de vídeo de base na sua página.
  5. Ative o design após finalizar as alterações no design.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online