Este documento aborda questões relacionadas a metadados, como um servidor de metadados ou campos definidos pelo usuário.

Vá para a pesquisa avançada, selecione os parâmetros e gere os resultados da pesquisa.

Ou navegue até uma pasta. Selecione os itens que você deseja usando Ctrl+clique ou Shift+clique. Em seguida, vá para Arquivo> Importar metadados. Selecione o tipo de saída (geralmente se deixa apenas os padrões) e clique em Gerar.

Uma nova janela abre com os metadados dos itens selecionados e você pode copiá-los e colá-los em um arquivo local.

O SPS oferece suporte a dezenas de campos de metadados XMP incorporados. Os metadados XMP incluem muitas bibliotecas padrão, como metadados EXIF de câmeras (f-stop, velocidade do obturador), metadados IPTC (que os jornalistas usam) e metadados Dublin Core (campos de metadados de propósito geral que se aplicam a vários setores).

No passado, a única maneira de preencher esses campos era incorporar os dados ao ativo e carregá-lo (por exemplo, usando o Adobe Bridge para editar os campos na área de trabalho), digitar manualmente na página Detalhes no SPS ou criar um aplicativo de API de serviço da Web personalizado do IPS. Ao contrário dos metadados UDF (campo definido pelo usuário) herdados, campos de metadados XMP que um trabalho de upload de metadados não pôde preencher.

Porém, a partir do SPS 6 os metadados XMP agora podem ser importados por meio de um upload de metadados. Para tanto, só é preciso nomear corretamente os campos. As propriedades de metadados XMP devem ter o prefixo XMP relacionado antes do nome (property-). Um sinal de dois-pontos separa o prefixo e o nome. Os nomes das propriedades XMP não aparecem no recurso Gerar arquivo.

Por exemplo: a propriedade XMP para palavras-chave é o esquema XMP "Dublin Core" com o prefixo "dc" e "subject" é o nome técnico do XMP. O prefixo e o nome técnico do XMP são combinados no nome completo da propriedade "dc:subject". No formato de importação de metadados XML, "dc.subject" deve ser o nome da propriedade. No formato de importação delimitado por tabulação, ele deve ser o cabeçalho da coluna.

Eis um exemplo de metadados delimitados por tabulação para um upload:

ipsid dc:subject

img_001 palavra1,palavra2

E este é um exemplo XML:

<ips xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/">

<ghw_object vc_objectname="img_001" dc:subject="palavra1,palavra2">

</ips>  

Após importar este arquivo, a imagem img_001 possui duas palavras-chave: palavra1 e palavra2.

Link da documentação do SPS para este fluxo de trabalho:

http://help.adobe.com/en_US/scene7/using/WS259993e42159a215-1c6a66df1265272619e-7fec.html#WS259993e42159a215-1c6a66df1265272619e-7fea 

Você pode associar metadados ao conteúdo carregado. Primeiro, gere a informação existente. Vá para a pesquisa avançada, selecione os parâmetros e gere os resultados da pesquisa. Ou navegue até uma pasta.

Selecione os itens que você deseja usando Ctrl+clique ou Shift+clique.

Em seguida, vá para Arquivo> Importar metadados.

Selecione o tipo de saída e clique em Gerar.

Uma nova janela abre com os metadados dos itens selecionados e você pode copiá-los e colá-los em um arquivo local.

Demora algum tempo para os dados serem preenchidos.

Este documento da Ajuda mostra o processo de criação de um modelo:

http://help.adobe.com/en_US/scene7/using/WS259993e42159a215-1c6a66df1265272619e-7fec.html#WSef8d5860223939e2-e32148f12b17c9da22-8000

Após editar os metadados, você pode seguir estas instruções para importá-los.

http://help.adobe.com/en_US/scene7/using/WS259993e42159a215-1c6a66df1265272619e-7fec.html#WS259993e42159a215-1c6a66df1265272619e-7fea

Existem dois tipos diferentes de arquivos EPS, vetor e bitmap. O SPS rasteriza imagens vetoriais e não lida com os metadados da mesma maneira. Para arquivos EPS de bitmap, o processo é o mesmo que qualquer imagem de bitmap, como jpg ou png. O processo de upload de metadados funciona em imagens rasterizadas ou em conteúdo estático.

Tags de resolução no cabeçalho da imagem determinam a resolução das imagens. Se essas tags não estão presentes ou são 0, elas não aparecem no campo de resolução quando são carregadas no SPS. Você pode abrir uma imagem no PhotoShop para forçar o preenchimento dos campos de resolução, mas saiba que se não há uma resolução definida na imagem, o PhotoShop simplesmente diz que a resolução é de 72 dpi. A Adobe não tem uma maneira de distinguir se uma resolução de imagem está ou não definida para 72 dpi no Photoshop.

A configuração de resolução nas opções de PDF e de Postscript é usada apenas para formatos de arquivo baseados em vetor, como arquivos PDF e EPS. Imagens comuns, como JPEGs e TIFFs, não são renderizadas e a própria imagem define a resolução.