Saiba como configurar o MySQL no Adobe Dreamweaver, criar uma conexão ao banco de dados MYSQL e utilizara os utilitários MySQL.

Este documento é aplicável para usuários da Creative Suite Dreamweaver com servidores executando o PHP 5x.

Se você estiver usando o Dreamweaver CC, consulte os seguintes documentos para obter informações sobre conexões de banco de dados:

Visão geral

Esse documento descreve alguns dos fatores importantes envolvidos na criação com êxito de uma conexão ao banco de dados MYSQL ao usar o modelo do servidor PHP no Dreamweaver. Também cobre algumas configurações básicas da conta de usuário do MySQL. Assume-se que você instalou e configurou o MySQL no computador local ou remoto.

Erros do Dreamweaver caso a configuração não seja concluída corretamente. Um erro comum que possa ocorrer ao testar uma conexão MySQL no Dreamweaver é “Ocorreu um erro não identificado”.

Observação: este conteúdo fornece um guia básico para iniciar. Para ajustar as configurações da conta do MySQL aos seus requisitos de segurança específicos, consulte a documentação do MySQL e outros recursos de terceiros. Para baixar e instalar o MySQL, visite o site do MySQL.

Configuração do MySQL

A instalação padrão do sistema de banco de dados MySQL contém dois bancos de dados denominados mysql e test. O banco de dados mysql contém seis tabelas que armazenam informações sobre os privilégios. Esta seção discute duas dessas tabelas: a tabela de usuários e a tabela db.

A tabela de usuários armazena as informações sobre quem pode se conectar ao servidor MySQL e se o usuário tem algum privilégio de nível global. Como os privilégios na tabela de usuários afetam todos os bancos de dados no servidor MySQL, normalmente os administradores terão um Ys (sim) nos campos de privilégio enquanto que a maioria dos usuários padrão terão apenas Ns (não). A tabela db especifica os bancos de dados no servidor MySQL aos quais os usuários têm direito de acesso, e esta tabela é onde maioria dos privilégios dos usuários padrão são armazenados.

Observação: muitos utilitários de interface gráfica de terceiros podem ajudá-lo a gerenciar visualmente os bancos de dados MYSQL; no entanto, este documento usa o cliente nativo linha de comando do MySQL.

Se você instalar MySQL em uma máquina UNIX, Windows ou Mac OS X, poderá usar a janela Prompt de comando para administrar o MySQL. No Windows abra o prompt de comando selecionando Iniciar > Programas > Prompt de comando. (Em alguns sistemas, o prompt de comando pode estar localizado em Acessórios no menu Iniciar > Programas).

Mude para o diretório mysql\bim ao inserir os seguintes comandos no prompt de comando:

> cd\> cd mysql\bin

Durante a instalação do MySQL, ele cria uma conta chamada raiz sem senha, que pode ser usada para fazer login no banco de dados. A Adobe recomenda com ênfase que você atribua uma senha para esta conta, pois a raiz tem total controle sobre os bancos de dados MYSQL. Para atribuir uma senha à conta raiz, execute o seguinte comando que define a senha raiz para a nova senha. Substitua a nova senha por uma senha de sua escolha que seja mais segura.

> mysqladmin -u root password new-password

Crie contas MySQL separadas para cada aplicativo PHP da WEB. Você pode criar quantas contas do MySQL que desejar e atribuir diferentes direitos e permissões para cada conta. Os usuários do aplicativo da Web, não precisam do mesmo nível de privilégios como os da conta raiz.

Para criar uma conta de usuário separada para o aplicativo da Web, conecte-se aoMySQL e efetue o login com a conta de superusuário usando um dos seguintes métodos. No exemplo abaixo, a conta com privilégios de superusuário é a conta raiz. O MySQL solicita que você insira uma senha ao pressionar Enter:

> mysql --user=root --password

ou

> mysql -uroot -p

Uma vez conectado ao MySQL, você irá criar um usuário denominado dbuser (o nome é arbitrário) para o aplicativo da Web. Abaixo estão quatro exemplos das formas de configurar esse novo usuário. Em todos os quatro exemplos, um novo usuário denominado dbuser é criado. Os quatro privilégios concedidos a este usuário são SELECT, INSERT, UPDATE e DELETE em qualquer tabela no banco de dados employees (esse banco de dados é referido como emp nos exemplos a seguir). A senha nyPassword é criptografada no banco de dados MYSQL.

  • Neste exemplo, o dbuser somente pode acessar o banco de dados do localhost:
    GRANT SELECT, INSERT, UPDATE, DELETE ON emp.* TO dbuser@localhost IDENTIFIED BY "myPassword";
  • Neste exemplo, o dbuser somente pode acessar o banco de dados do mySite:
    GRANT SELECT, INSERT, UPDATE, DELETE ON emp.* TO dbuser@mySite IDENTIFIED BY "myPassword";
  • Neste exemplo, o dbuser somente pode acessar o banco de dados do mySite.myDomain.com:
    GRANT SELECT, INSERT, UPDATE, DELETE ON emp.* TO dbuser@mySite.myDomain.com IDENTIFIED BY "myPassword";
  • Neste exemplo, o dbuser pode acessar o banco de dados de qualquer host:
    GRANT SELECT, INSERT, UPDATE, DELETE ON emp.* TO dbuser@"%" IDENTIFIED BY "myPassword";

Após executar as declarações GRANT, alterne do banco de dados emp de volta para o banco de dados mysql ao executar o seguinte comando:

>use mysql

Para verificar quais alterações foram feitas à tabela db banco de dados mysql principal, execute a seguinte declaração SQL:

SELECT Host, Db, User, Select_priv, Insert_priv,    Update_priv, Delete_priv   FROM db   WHERE User='dbuser';

Aqui está como a tabela db aparenta se você executar todas as declarações GRANT acima listadas:

Host Db Usuário Select_

priv
Insert_

priv
Update_

priv
Delete_

priv
localhost emp dbuser S S S S
mySite emp dbuser S S S S
mySite.

myDomain.com
emp dbuser S S S S
% emp dbuser S S S S

Para verificar quais alterações foram feitas à tabela db banco de dados mysql principal, execute a seguinte declaração SQL:

SELECT Host, User, Select_priv, Insert_priv,    Update_priv, Delete_priv   FROM user   WHERE User='dbuser';

Aqui está como a tabela user aparenta se você executar todas as declarações GRANT acima listadas:

Host Usuário Select_

priv
Insert_

priv
Update_

priv
Delete_

priv
localhost dbuser N N N N
mySite dbuser N N N N
mySite.

myDomain.com
dbuser N N N N
% dbuser N N N N

Observação: para fins de segurança, não modifique a conta dbuser na tabela user, a não ser que a conta necessite de direitos administrativos similares a conta raiz ou do administrador do MySQL. Se você conceder esses privilégios, o dbuser terá acesso ao banco de dados do sistema.

O MySQL automaticamente lê as tabelas de usuáriosdb quando for iniciado, e quando as declarações GRANT e REVOKE forem emitidas. Se você fizer alterações manuais nas tabelas de usuários e db, recarregue as tabelas para processar as alterações usando este comando:

> flush privileges;

Configurar a definição de site PHP/MySQL no Dreamweaver

Uma conexão bem-sucedida com o banco de dados MYSQL no Dreamweaver depende das entradas corretas de definição do site ao definir o mesmo. Abaixo, encontra-se uma definição de site PHP/MySQL de amostra que utiliza um servidor PHP Linux sendo executado em uma máquina identificada como mySite.myDomain.com. O MySQL está em execução em outra máquina identificada como mysql1.myDomain.com e o Dreamweaver está em execução em uma estação de trabalho local. O FTP é usado para transferir arquivos entre a estação de trabalho e o servidor da Web Linux.

  • Informações locais:
    • Nome do site: mySite
    • Pasta raiz local: C:\mySite\
  • Informações remotas:
    • Acesso: FTP
    • Host de FTP: mySite.myDomain.com
    • Diretório host: /htdocs/
    • Login: webadmin
    • Senha: *********
  • Servidor de teste:
    • Modelo do servidor: PHP/MySQL
    • Acesso: FTP
    • Host de FTP: mySite.myDomain.com
    • Diretório host: /htdocs/
    • Login: webadmin
    • Senha: *********
    • Prefixo do URL: http://mySite.myDomain.com/

Criar uma conexão de banco de dados MYSQL no Dreamweaver

Depois que você configurar a conta de usuário do MySQL e definir o site, poderá se conectar ao banco de dados MYSQL no Dreamweaver. Usando as configurações acima, aqui estão configurações de exemplo para a caixa de diálogo Conexão MySQL no Dreamweaver:

Nome da conexão: escolha um nome (tal como connEmp)  
MySQL Server: mysql1.myDomain.com
Nome do usuário: dbuser
Senha: myPassword
Banco de dados: insira o nome de seu banco de dados ou clique em Selecionar para escolher em uma lista de banco de dados MySQL em execução no servidor

Observação: para o campo Servidor MySQL você precisa inserir o localhost se o PHP e MySQL estiverem em execução na mesma máquina.

Utilitários do MySQL

Ferramentas de terceiros podem ajudar a configurar e gerenciar um banco de dados MYSQL sem ser necessário conhecer o SQL. Essas ferramentas são úteis se você preferir trabalhar com bancos de dados por meio de uma interface visual em vez de uma interface de linha de comando. Você pode baixar e instalar essas ferramentas na máquina que estiver executando o banco de dados MYSQL ou na estação de trabalho local. Algumas ferramentas conhecidas incluem PHPMyAdmin, EMS MySQL Manager, urSQL e PremiumSoft MySQL Studio.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online