Para obter informações e instruções detalhadas, clique nos links abaixo.

Importar XML e métodos de layout

Após a importação de dados XML, o conteúdo importado aparece como elementos (o fundamento básico de XML) no painel 'Estrutura'. O InDesign não cria novos quadros nem páginas durante a importação de XML.

Acrescentar ou mesclar?

Você pode importar XML usando um destes modos: acréscimo ou mesclagem. O método a ser escolhido depende do seu processo de produção (manual ou automático), de como você deseja tratar o conteúdo existente no documento e se deseja usar opções avançadas para o tratamento dos dados importados.

Modo de acréscimo

Quando você acrescenta o conteúdo importado, a estrutura e o conteúdo originais do documento são preservados; o novo conteúdo XML é substituído na parte inferior do painel 'Estrutura', na forma de elementos.

Modo de mesclagem

Quando você mescla o conteúdo importado, o InDesign compara o XML de entrada com a estrutura e os nomes de elementos já existentes no documento. Se houver correspondência entre os elementos, os dados importados substituirão o conteúdo do documento existente e serão mesclados em quadros (ou espaços reservados) com marcas de formatação corretas no layout. (Os elementos para os quais o InDesign não consegue localizar um nome correspondente e uma classificação de hierarquia são colocados no painel 'Estrutura', de modo que você possa inseri-los manualmente.) O modo de mesclagem, além de tornar possível o layout automatizado, também fornece opções de importação mais avançadas, como a capacidade de filtrar o texto de entrada e clonar elementos para a repetição de dados.

Layout de conteúdo

Após importar o conteúdo XML, a próxima etapa é inseri-lo no seu documento. Você pode inserir o conteúdo de forma manual ou automática, ou usando scripts. O método a ser escolhido depende do conteúdo que está sendo importado, do layout do documento e do processo de produção.

Inserir conteúdo manualmente

Com o método manual, você pode arrastar elementos do painel 'Estrutura' para as páginas de seu documento ou para quadros. Esse método requer pouco esforço de configuração ou de planejamento. Use esse método se o tipo de conteúdo a ser importado for variável ou se o conteúdo for obtido de várias origens.

Inserção manual de conteúdo XML importado
Inserção manual de conteúdo XML importado

Inserir conteúdo automaticamente

Ao planejar com antecedência, você pode automatizar o processo de inserção de dados XML no seu layout. Para inserir conteúdo XML de forma automática, primeiro prepare o documento criando quadros de espaço reservado com marcas de formatação para armazenar o XML de entrada. Desde que a estrutura XML e os nomes de marcas de formatação de conteúdo de entrada correspondam aos nomes de marcas de formatação e à estrutura dos quadros de espaço reservado, o InDesign poderá inserir automaticamente no seu documento o XML importado. O InDesign também poderá clonar elementos para tratar dados repetidos, como listas de endereços e material de catálogo. Use o método de layout automático como parte de um processo de produção estruturado para agilizar o tempo e a eficiência da produção.

O quadro de espaço reservado selecionado é marcado com o elemento Matéria
O quadro de espaço reservado selecionado (acima) é marcado com o elemento 'Matéria'. Quando dados XML são importados (parte inferior), o quadro de espaço reservado do elemento 'Matéria' é preenchido automaticamente com o conteúdo desse elemento.

Observação:

O InDesign reconhece os atributos especiais de espaço de nome que especificam estilos de parágrafo ou de caractere no XML. Para obter mais informações, consulte o Guia de referência técnica de XML.

Sobre a mesclagem

Você pode substituir dados XML em um documento usando o modo de mesclagem ou o modo de acréscimo. O modo de mesclagem permite automatizar a inserção do conteúdo. Você também pode filtrar dados no arquivo XML para inserir somente certas partes do conteúdo.

Mescle o conteúdo XML de entrada quando:

  • O documento contiver quadros de espaço reservado e você quiser preenchê-los com o conteúdo XML importado.

  • O documento contiver conteúdo XML e você quiser substituí-lo pelo conteúdo XML importado.

  • O documento não contiver nenhuma estrutura XML e você quiser que o InDesign substitua a raiz padrão pela raiz do arquivo XML de entrada.

O modo de mesclagem compara os dados XML de entrada com os elementos já existentes no documento. Ele percorre o arquivo, elemento por elemento, comparando os elementos de entrada com os elementos existentes da maneira indicada a seguir:

1.O InDesign começa a fazer a comparação no elemento raiz

  • Se não houver correspondência entre os elementos raiz do arquivo XML importado e o documento do InDesign, e o painel 'Estrutura' não contiver nenhuma estrutura, o InDesign substituirá a raiz do documento do InDesign pela raiz do arquivo XML de entrada e importará o arquivo.

  • Se os elementos raiz não apresentarem correspondência e o painel 'Estrutura' já contiver elementos, o InDesign acrescentará o arquivo ao fim da estrutura existente.

  • Se os elementos raiz apresentarem correspondência, o processo de mesclagem (e correspondência) continuará.

2.O InDesign move-se para o elemento sob a raiz

O InDesign procura um elemento correspondente no painel 'Estrutura' começando pelo elemento situado logo abaixo da raiz no arquivo XML de entrada. Para que haja correspondência, o elemento XML de entrada deverá ter o mesmo nome que um elemento existente no painel 'Estrutura', e os dois elementos deverão estar no mesmo nível na hierarquia.

  • Se o InDesign encontrar um elemento correspondente no painel 'Estrutura', ele substituirá o elemento nesse painel pelo elemento do arquivo XML de entrada.

  • Se o InDesign não encontrar uma correspondência, ele inserirá o elemento de entrada no painel 'Estrutura', no ponto inicial da pesquisa. Por exemplo, se a pesquisa começar logo abaixo da raiz e for encontrada uma correspondência, o elemento de entrada será inserido logo abaixo da raiz.

3.O InDesign continua a comparar os elementos

O InDesign continua a comparar o XML de entrada com a estrutura existente, elemento por elemento. O ponto inicial da pesquisa no painel 'Estrutura' muda conforme o andamento da pesquisa, e cada pesquisa inicia logo abaixo do último elemento inserido ou substituído. O InDesign sempre se move para baixo a partir do local atual; ele nunca insere elementos acima do elemento anterior inserido ou substituído.

Importar e acrescentar dados XML

Quando você importa conteúdo XML, os novos elementos são exibidos no painel 'Estrutura'. Nesse local, você pode arrastar elementos para inseri-los no seu documento.

  1. Abra um documento do InDesign ou crie um novo documento para receber o conteúdo XML.
  2. Abra o painel 'Estrutura'. (Escolha 'Exibir' > 'Estrutura' > 'Exibir estrutura'.)
  3. Escolha 'Arquivo' > 'Importar XML' (ou escolha 'Importar XML' no menu do painel 'Estrutura') e selecione o arquivo XML que deseja importar.
  4. Selecione 'Mostrar opções de importação de XML'.
  5. Escolha 'Acrescentar conteúdo' e clique em 'Abrir'.
  6. Para vincular o conteúdo XML ao arquivo XML original, selecione 'Criar vínculo'.

    O InDesign listará o arquivo XML no painel 'Vínculos' e exibirá um triângulo de alerta amarelo no painel se o arquivo XML for alterado.

  7. Clique em 'OK'.

Definir manualmente o layout do XML

Você pode inserir manualmente o conteúdo XML no layout de seu documento, arrastando elementos do painel 'Estrutura' para a página ou os quadros existentes. Quando você inserir um elemento, seus elementos filho (e todos os elementos filho abaixo deles, se houver) também serão incluídos.

No painel 'Estrutura', um losango azul específico da estrutura aparecerá em um ícone do elemento se ele tiver sido inserido no documento. Os elementos não incluídos mostram um ícone de não inserido.

Observação:

Se você importou XML usando a opção 'Mesclar conteúdo', o layout de alguns elementos pode já ter sido definido. Quando você mescla o conteúdo importado, o InDesign faz os elementos fluírem automaticamente para os quadros existentes se suas estruturas e marcas de formatação forem idênticas.

  1. Abra o painel 'Estrutura' ('Exibir' > 'Estrutura' > 'Mostrar estrutura') e selecione o elemento cujo layout você deseja definir.
  2. Execute um dos procedimentos a seguir para cada elemento a ser inserido no seu documento:
    • Arraste o elemento para a página. O InDesign cria um quadro para o elemento.

    • Arraste o elemento para um quadro existente. Se o quadro contiver conteúdo, ele será substituído pelo conteúdo dos dados XML.

  3. Para formatar os itens a serem dispostos, execute um destes procedimentos:
    • Mapeie as marcas de formatação XML para estilos de parágrafo, de caractere, de tabela e de célula.

    • Aplique estilos aos elementos.

    • Formate manualmente o conteúdo selecionado escolhendo opções de texto no painel de controle.

Mapear marcas de formatação XML para estilos

As marcas de formatação XML são meramente descrições de dados, pois não contêm instruções de formatação. Desse modo, você precisa formatar o conteúdo XML após importá-lo e definir seu layout. Uma maneira de fazer isso consiste em mapear as marcas de formatação XML para estilos de parágrafo, caractere, tabela ou célula. Por exemplo, a marca de formatação Subtítulo pode ser mapeada para o estilo de caractere 'Autor', de modo que todo o conteúdo XML importado e inserido que seja marcado como Subtítulo receba automaticamente o estilo de caractere 'Autor'. O mapeamento de marcas de formatação a estilos facilita a formatação do conteúdo XML importado, tornando-a mais rápida.

Não é necessário mapear todas as marcas de formatação a um estilo de parágrafo ou caractere. Talvez alguns elementos não sejam exibidos no layout e seja mais fácil formatar outros individualmente. Além disso, os elementos filho assumem o estilo de parágrafo ou caractere atribuído a seus pais, o que pode causar confusão, a menos que você tenha o cuidado de mapear elementos pai e filho separadamente.

Observação:

O comando 'Mapear marcas de formatação a estilos' reaplica estilos em todo o documento, às vezes com resultados indesejados. Quando você mapeia uma marca de formatação a um estilo, o texto anteriormente atribuído a um estilo pode ser reatribuído a outro, dependendo de sua marca de formatação XML. Se você já tiver formatado algum texto, poderá preferir aplicar estilos manualmente para impedir que as opções de estilo de parágrafo e caractere sejam substituídas.

  1. Escolha 'Mapear marcas de formatação a estilos' no menu do painel 'Marcas de formatação' ou 'Estrutura'.
    Caixa de diálogo Mapear marcas a estilos
    Um menu de estilos é exibido para cada marca de formatação na caixa de diálogo 'Mapear marcas de formatação a estilos'

  2. Siga um destes procedimentos:
    • Para importar estilos, marcas de formatação e definições de mapeamento de outro documento, clique em 'Carregar', escolha um documento e clique em 'Abrir'.

    • Para mapear marcas de formatação a estilos individualmente, clique na coluna 'Estilo' adjacente a uma marca de formatação e escolha no menu exibido o estilo de parágrafo ou de caractere. O símbolo de parágrafo identifica estilos de parágrafo no menu; um “A” identifica estilos de caractere. Repita o procedimento para cada marca de formatação a ser mapeada.

    • Para mapear automaticamente marcas de formatação a estilos com os mesmos nomes, clique em 'Mapear por nome'. Os estilos com nomes idênticos aos das marcas de formatação são selecionados na coluna 'Estilo'. Para que haja correspondência, uma marca de formatação e um estilo não apenas devem ter o mesmo nome, como também as mesmas maiúsculas/minúsculas; H1 e h1, por exemplo, não são considerados uma correspondência. Se existir o mesmo nome de estilo em dois grupos de estilos distintos, a opção 'Mapear por nome' não funcionará e você será alertado para renomear um dos estilos.

  3. Clique em 'OK'.

Sobre o layout automático

Com o InDesign, você pode inserir automaticamente em um layout o conteúdo XML importado. Para isso, crie primeiro quadros ou tabelas de espaço reservado e marque-os com os mesmos nomes de marcas de formatação dos elementos XML que você deseja incluir neles. Em seguida, importe o conteúdo XML para os espaços reservados no modo de mesclagem. Quando houver correspondência das marcas de formatação por nome e hierarquia estrutural, o InDesign mesclará o conteúdo XML, substituindo o conteúdo existente no documento.

Essa técnica é útil quando você deseja usar o mesmo layout para diversos conjuntos de conteúdo. Por exemplo, um boletim informativo semanal poderá ter o mesmo layout semanalmente e oferecer um conteúdo diferente em cada publicação.

Para que o XML importado seja mesclado diretamente em um layout, seu documento deve atender a estes requisitos:

  • Os quadros (ou as tabelas) no documento devem ser marcados com nomes idênticos aos elementos no arquivo XML que você pretende importar.

  • A estrutura do documento (como mostrado no painel 'Estrutura') deve ser igual à do arquivo XML importado. Em outras palavras, os elementos com nomes idênticos devem se encontrar nos mesmos locais na hierarquia da estrutura dos dois arquivos. Para atingir essa estrutura paralela, talvez seja necessário reorganizar e reordenar os elementos (e seus elementos filho) no painel 'Estrutura' ou usar a opção 'Aplicar XSLT' ao importar o arquivo XML.

Observação:

O InDesign fará o conteúdo XML fluir somente para os quadros existentes. O conteúdo de qualquer elemento que não se ajustar em seu quadro (ou série de quadros encadeados) se tornará um texto com excesso de tipos.

Trabalhar com dados repetidos

O XML será repetido se a mesma configuração de elementos aparecer várias vezes em uma linha, mas contiver dados exclusivos em cada instância. Por exemplo, os registros de banco de dados são repetidos. Os endereços em uma tabela de banco de dados contêm informações repetidas — nome, endereço, cidade, estado, CEP — de diversas pessoas.

Ao importar um conteúdo XML, você poderá selecionar 'Clonar elementos de texto repetidos' na caixa de diálogo 'Opções de importação de XML'. Selecionar essa opção informa ao InDesign para clonar os elementos repetidos da estrutura. A clonagem permite mesclar dados XML repetidos em um documento sem a necessidade de criar elementos de espaço reservado no painel 'Estrutura' (ou texto de espaço reservado em um quadro) para cada registro. Por exemplo, para importar uma lista de endereços XML com 25 entradas, crie uma estrutura de elementos correspondentes para uma entrada no painel 'Estrutura'. Quando você importa a lista completa, o InDesign clona essa estrutura para criar elementos em todas as 25 entradas.

O conteúdo XML repetido flui como uma única matéria quando é mesclado no documento. Se quadros de espaço reservado tiverem sido encadeados juntos, o conteúdo flui de um quadro para o próximo. Se não houver espaço suficiente no(s) quadro(s) de espaço reservado para acomodar o conteúdo XML, você poderá fazer com que o conteúdo restante flua automaticamente criando e encadeando mais quadros. Não é necessário arrastar elementos manualmente do painel 'Estrutura' para quadros individuais.

Layout
Espaço reservado encadeado no layout (esquerda) e layout após a importação (direita)

Criar espaços reservados para layout automático

Crie quadros ou tabelas de espaço reservado no seu documento quando quiser que o InDesign mescle automaticamente no seu layout o XML importado.

Observação:

O InDesign fará o conteúdo XML fluir somente para os quadros existentes. O conteúdo que não se ajustar aos quadros fornecidos se tornará texto com excesso de tipos.

Você também pode criar texto de espaço reservado para garantir que os dados XML sejam inseridos e formatados corretamente na página. O texto de espaço reservado também pode ser usado para incluir tabulações, espaçamento ou rótulos (chamados de texto estático) entre os elementos XML que serão exibidos em um quadro.

Texto de espaço reservado com marcas e layout após a importação
Texto de espaço reservado com marcas de formatação (esquerda) e layout após a importação (direita)

A. Retornos e texto estático adicionados entre elementos B. Texto de espaço reservado. 

Por exemplo, se você estiver importando e inserindo informações sobre produtos, poderá separar o nome, a descrição e o preço do produto com uma tabulação e incluir rótulos como “Produto:” ou “Preço:” antes das entradas de texto de espaço reservado para esses elementos. Quando os dados XML são mesclados no quadro, rótulos estáticos, espaçamento e tabulações são preservados entre os elementos do conteúdo.

Observação:

Se você mesclar em seu documento dados XML repetidos e instruir o InDesign a clonar elementos repetidos, o texto estático e o espaçamento também serão clonados para cada instância dos dados.

Criar um quadro de espaço reservado

  1. Usando a ferramenta 'Tipo', crie um quadro de texto para o conteúdo XML.

    Observação:

    Se você quiser que o conteúdo XML importado flua de um quadro para outro, crie vários quadros e encadeie-os juntos.

  2. Abra o painel 'Estrutura' ('Exibir' > 'Estrutura' > 'Mostrar estrutura') e o painel 'Marcas de formatação' ('Janela' > 'Utilitários' > 'Marcas de formatação').
  3. Se o painel 'Marcas de formatação' não contiver marcas de formatação com nomes idênticos aos elementos XML a serem importados, crie as marcas de formatação ou carregue-as do arquivo XML.
  4. Marque o quadro de espaço reservado com a marca de formatação adequada do painel 'Marcas de formatação'. Quando você marca um quadro, os quadros encadeados nele são atribuídos à mesma marca de formatação.
  5. Se necessário, organize ou adicione elementos ao painel 'Estrutura' para fazer a correspondência entre os elementos e a estrutura do arquivo XML que será importado.

Criar uma tabela de espaços reservados

Você pode importar elementos XML para uma tabela de espaços reservados, bem como para um quadro de espaço reservado. Em uma tabela, cada célula é representada por um elemento. O InDesign insere o conteúdo XML na tabela, célula por célula, elemento por elemento, começando do canto superior esquerdo da tabela e fazendo a correspondência entre o elemento e a célula marcada. Ao criar tabelas de espaços reservados, você deve marcar a tabela e cada uma de suas células. As células mescladas são consideradas como uma única célula.

Como o InDesign não faz distinção entre linhas e colunas durante a importação, o número de colunas no espaço reservado deve corresponder ao número de colunas no conteúdo importado. Além disso, todos os elementos de células da tabela devem estar contidos em um único elemento da tabela. Ou seja, todas as células são elementos irmãos, com o mesmo pai.

Tabela de espaços reservados
Tabela de espaços reservados (acima) e fluxo do conteúdo XML para a tabela de espaços reservados (abaixo)

  1. Abra o painel 'Marcas de formatação' ('Janela' > 'Utilitários' > 'Marcas de formatação') e o painel 'Estrutura' ('Exibir' > 'Estrutura' > 'Mostrar estrutura').
  2. Se o painel 'Marcas de formatação' não contiver nomes de marca de formatação idênticos aos nomes dos elementos da tabela XML que você planeja importar, carregue marcas de formatação de um documento existente ou crie-as.

    Observação:

    São necessárias, no mínimo, as marcas de formatação do elemento pai das células da tabela e as células da tabela, além do elemento em que residirá a tabela.

  3. Crie uma tabela com o número adequado de colunas para o conteúdo XML. Não é necessário criar o número exato de linhas; o InDesign adicionará linhas à tabela conforme o necessário.
  4. Com um ponto de inserção na tabela, escolha 'Tabela' > 'Selecionar' > 'Tabela' e selecione a marca de formatação adequada no painel 'Marcas de formatação'.
  5. Insira a marca de formatação desejada em cada célula da tabela. Dependendo da estrutura do seu conteúdo XML, você pode selecionar e marcar as células individualmente ou selecionar uma linha ou coluna inteira — por exemplo, se quiser marcar a primeira linha ou a linha de título — e marcar todas as células selecionadas usando a mesma marca de formatação.
  6. Conforme o necessário, reorganize e adicione elementos ao painel 'Estrutura' de modo que seu documento tenha os mesmos elementos e estrutura do arquivo XML a ser importado.

Criar estrutura de espaço reservado para dados repetidos

As mesmas regras de mesclagem XML também se aplicam à mesclagem de XML repetido. A estrutura dos elementos no painel 'Estrutura' deve ser igual à estrutura dos dados XML importados, e os quadros de espaço reservado devem ser marcados com os mesmos nomes de marca de formatação dos elementos pai no arquivo XML.

Painel 'Estrutura' mostrando a estrutura do texto de espaço reservado
Painel 'Estrutura' mostrando a estrutura do texto de espaço reservado

A. O elemento que conterá todos os elementos repetidos B. O elemento que será clonado como conteúdo XML repetido é importado C. Os elementos filho dos dados contidos no elemento repetido 
  1. Primeiro, você precisará de um elemento pai ou raiz que descreva a coleta de informações ou os registros que serão importados.

    Por exemplo, um elemento Capítulo que conterá uma série de receitas.

  2. Sob esse pai, crie um elemento que descreva as informações (ou o registro) que serão repetidas.

    Por exemplo, no elemento Capítulo, você pode criar um elemento Receita. Esse é o elemento que será clonado para cada registro no XML importado.

  3. Sob esse elemento, crie elementos filho para descrever as unidades de informações (ou campos) que constituem o registro.

    Por exemplo, no elemento Receita, você pode criar elementos Nomedareceita, Ingredientes, Instruções, Notas e Porções.

Observação:

Para incluir rótulos, retornos de carro ou tabulações entre elementos “field” nos dados XML repetidos, crie elementos de espaço reservado no quadro em que o conteúdo importado será mesclado. Além disso, adicione espaçamento ou rótulos, conforme o necessário, entre os espaços reservados.

Criar texto de espaço reservado

  1. Abra um documento existente ou crie um novo documento para o XML.
  2. Abra o painel 'Marcas de formatação' ('Janela' > 'Utilitários' > 'Marcas de formatação') e o painel 'Estrutura' ('Exibir' > 'Estrutura' > 'Mostrar estrutura').
  3. Verifique se o painel 'Marcas de formatação' contém nomes de marcas de formatação idênticos aos nomes dos elementos a serem importados com o arquivo XML e crie novas marcas de formatação ou carregue as necessárias, conforme apropriado.

    Observação:

    Importar uma amostra do conteúdo XML final é a maneira mais fácil de obter todas as marcas de formatação necessárias e de garantir que a estrutura do documento corresponda ao arquivo XML.

  4. Crie quadros de espaço reservado (e encadeie-os), conforme o necessário, para o conteúdo XML.
  5. Usando a ferramenta 'Texto', clique no primeiro quadro para criar um ponto de inserção e digite um texto de espaço reservado para cada elemento que você deseja mesclar nesse quadro. Inclua o espaçamento desejado entre os elementos, bem como texto estático.

    Observação:

    Se você for importar dados repetidos, só precisará criar uma instância do texto de amostra para os elementos que serão repetidos.

  6. Formate o texto do modo como deseja exibi-lo no documento final.
  7. Marque o quadro de texto com a marca de formatação referente ao elemento pai que conterá os elementos (ou os dados repetidos) que você deseja importar para esse quadro.
  8. Posicione o ponto de inserção no texto de espaço reservado e escolha 'Editar' > 'Editar no Editor de matérias'.
  9. Escolha 'Exibir' > 'Estrutura' > 'Mostrar marcadores de formatação'.
  10. Escolha Editar > Selecionar Tudo.
  11. No painel 'Marcas de formatação', selecione 'Adicionar' e clique na marca de formatação que você atribuiu ao quadro.

    O InDesign contornará o texto de espaço reservado com a marca de formatação e adicionará o elemento ao painel 'Estrutura'.

  12. Selecione o texto que representa o primeiro elemento filho e clique em sua marca de formatação no painel 'Marcas de formatação'. Repita o procedimento até que o texto de espaço reservado filho contenha marcas de formatação.

    Observação:

    Ao marcar o texto de espaço reservado, não selecione nenhum espaçamento ou texto estático que deseje manter entre os elementos. Insira marcas de formatação somente no texto que deseja substituir pelo conteúdo XML.

  13. No painel 'Estrutura', revise a hierarquia criada por suas marcas de formatação para garantir que ela corresponda à estrutura do conteúdo XML a ser importado.

Importar e mesclar XML

Depois que você criar e inserir marcas de formatação em quadros de espaço reservado, tabelas e texto — e tiver certeza de que seu documento e o arquivo XML de entrada têm as mesmas marcas de formatação e estrutura — poderá importar o conteúdo XML para seu layout.

Você deve usar a opção 'Mesclar conteúdo' para importar o XML para espaços reservados (ou para substituir o conteúdo existente em seu documento). Quando o conteúdo é mesclado, o InDesign substitui os elementos estruturados e com marcas de formatação idênticas no seu documento por elementos XML importados. Você pode usar opções de importação adicionais para excluir o conteúdo importado (ou seja, filtro) que não corresponda à estrutura do documento, para excluir itens do documento que não coincidam nem sejam substituídos pelo XML importado, e para clonar elementos XML repetidos.

Se o arquivo XML importado contiver elementos não encontrados no documento, o InDesign substituirá esses elementos no painel 'Estrutura' sem definir o layout deles no documento.

Para mesclar o XML nos espaços reservados, lembre-se destas regras:

  • Insira marcas de formatação em espaços reservados com um nome de marca de formatação idêntico ao do elemento XML que o substituirá (ou que fluirá para ele).

  • No texto do espaço reservado, certifique-se de que qualquer espaçamento, retorno, tabulação ou texto estático esteja fora das marcas de formatação do elemento de espaço reservado, porém, dentro do elemento pai da matéria.

  • Ao importar o XML, selecione 'Não importar conteúdo de elementos que só contenham espaços em branco'. Esse procedimento preservará o espaçamento e o texto estático se os elementos XML importados consistirem somente em espaços em branco.

Mesclar XML em conteúdo ou espaços reservados existentes

  1. Abra o documento do InDesign que contém espaços reservados para o conteúdo XML.
  2. Abra o painel 'Estrutura' ('Exibir' > 'Estrutura' > 'Mostrar estrutura').
  3. Escolha 'Arquivo' > 'Importar XML' (ou escolha 'Importar XML' no menu do painel 'Estrutura') e selecione o arquivo XML que deseja importar.
  4. Selecione 'Mostrar opções de importação de XML'.
  5. Selecione 'Mesclar conteúdo' e clique em 'Abrir'.
  6. Para vincular o conteúdo XML ao arquivo XML original, selecione 'Criar vínculo'.

    O InDesign listará o arquivo XML no painel 'Vínculos' e exibirá um triângulo de alerta amarelo no painel se o arquivo de origem XML for alterado.

  7. Selecione opções de importação adicionais conforme o necessário:

    'Clonar elementos de texto repetidos'

    Se você estiver importando XML repetido, clona um único elemento de espaço reservado para criar um container para cada registro no arquivo.

    'Somente importar os elementos que correspondam à estrutura existente'

    Filtra o XML de entrada, de modo que os elementos que não existam no painel 'Estrutura' não sejam importados.

    'Não importar conteúdo de elementos que só contenham espaços em branco'

    Preserva o espaçamento ou o texto estático inserido entre os elementos em um quadro de espaço reservado.

    'Excluir elementos, quadros e conteúdo que não correspondam ao XML importado'

    Após a importação do XML, exclui os elementos ou os espaços reservados sem correspondência no seu documento com os dados de entrada ou que foram substituídos por estes.

  8. Clique em 'OK'.

O InDesign mescla o conteúdo no documento iniciando com o primeiro elemento correspondente no arquivo XML.

Opções de importação de XML

Quando você importa e insere dados XML com a opção 'Mesclar conteúdo', a caixa de diálogo 'Opções de importação de XML' apresenta as seguintes opções:

Criar vínculo

Vincula ao arquivo XML de modo que, se o arquivo XML for atualizado, seja possível atualizar os dados XML desse arquivo no documento do InDesign.

Aplicar XSLT

Aplica uma folha de estilos para definir a transformação do XML importado. Selecione 'Procurar' (Windows) ou 'Escolher' (Mac OS) para selecionar um arquivo XSLT (.xsl ou .xslt) no sistema de arquivos. A opção padrão 'Usar folha de estilo de XML" faz com que o InDesign use uma instrução de processamento XSLT, se houver alguma no arquivo XML, para transformar os dados XML.

'Clonar elementos de texto repetidos'

Replica a formatação aplicada ao texto de espaço reservado com marcas de formatação em todo o conteúdo repetido. Crie uma instância de formatação (por exemplo, um endereço) e, em seguida, reutilize seu layout para criar outras instâncias automaticamente. (Consulte Trabalhar com dados repetidos.)

'Somente importar os elementos que correspondam à estrutura existente'

Filtra o conteúdo XML importado, de modo que sejam importados somente os elementos do arquivo XML importado com elementos correspondentes.

'Importar elementos de texto para tabelas, se as marcas de formatação forem correspondentes'

Importa elementos para uma tabela se as marcas de formatação forem correspondentes àquelas aplicadas à tabela de espaços reservados e suas células. Por exemplo, use esta opção para inserir registros de banco de dados em uma tabela ao gerar listas de preços ou planilhas de estoque.

'Não importar conteúdo de elementos que só contenham espaços em branco'

Mantém o conteúdo existente no local se o conteúdo XML correspondente contiver somente espaços em branco (como um caractere de retorno ou de tabulação). Use esta opção se tiver incluído texto entre os elementos nos quadros de espaço reservado e quiser preservar esse texto. Por exemplo, ao definir o layout de receitas geradas em um banco de dados, você poderá adicionar rótulos como “Ingredientes” e “Instruções”. Se o elemento pai que contorna cada receita contiver somente espaços em branco, o InDesign manterá o rótulo no local.

'Excluir elementos, quadros e conteúdo que não correspondam ao XML importado'

Remove elementos do painel 'Estrutura' e o layout do documento se eles não corresponderem a nenhum elemento no arquivo XML importado. Use esta opção para filtrar os dados do documento. Por exemplo, ao importar nomes e endereços, o texto de espaço reservado de um elemento poderá conter o nome da empresa. Se um dos nomes não incluir o elemento da empresa, o InDesign excluirá o elemento que contém o texto de espaço reservado.

'Importar tabelas CALS como tabelas do InDesign'

Importa tabelas CALS do arquivo XML como tabelas do InDesign.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online