Configurar o Adobe Experience Manager 6.x Assets para o Adobe Asset Link

Saiba como configurar o Adobe Experience Manage (AEM) Assets para uso com a extensão Adobe Asset Link (AAL) para os aplicativos da Creative Cloud.

O Adobe Asset Link simplifica a colaboração entre profissionais de criação e de marketing no processo de criação de conteúdo. Ele conecta o Adobe Experience Manager Assets aos seguintes aplicativos de desktop da Creative Cloud: Adobe InDesign, Adobe Photoshop e Adobe Illustrator. O painel Adobe Asset Link permite que os profissionais de criação acessem e modifiquem conteúdo armazenado no AEM Assets sem sair dos aplicativos de criação que eles já conhecem.

Observação:

Consulte as instruções para configurar o Adobe Experience Manager Assets como Cloud Service, se você estiver usando essa oferta.

Para configurar o Experience Manager Assets e usá-lo com o Asset Link, siga as etapas abaixo. Use a conta de administrador do Experience Manager para realizar a configuração.

  1. Instale os pacotes conforme necessário. Os detalhes estão em pré-requisitos.

  2. Configure o Experience Manager manualmente ou usando um pacote.

  3. Gerencie o controle de acesso do usuário para mapear usuários licenciados da Creative Cloud com usuários do Experience Manager.

Pré-requisitos e suporte para várias funcionalidades

Certifique-se de instalar o service pack e o pacote apropriados, conforme necessário. Consulte os seguintes requisitos para cada versão do AEM e para recursos específicos do AEM.

Recurso do Assets

Versão do AEM e requisitos de suporte

O Asset Link funciona por padrão

  • AEM 6.5 e AEM 6.5.2 ou posterior.
  • AEM 6.4.4 e AEM 6.4.6 ou posterior.

A Adobe recomenda instalar o AEM service pack (SP) mais recente antes de usar o AAL.

O Asset Link funciona após a instalação de um pacote

Para o AEM 6.4.0 a 6.4.3, instale o pacote adobe-asset-link-support.

Integração do Adobe Stock

AEM 6.4.2 ou posterior

Pesquisa visual ou por semelhança

AEM 6.5.0 ou posterior

Configurar o Experience Manager usando o pacote de configuração

A Adobe recomenda que você instale o pacote de configuração adobe-asset-link-config para automatizar a maioria das tarefas de configuração, seguidas de algumas tarefas manuais. Como alternativa, você pode configurar manualmente.

Cuidado:

Se sua instância do AEM estiver configurada para logon de usuários com contas do Adobe IMS, não use o pacote de configurações. Em vez disso, configure manualmente o AEM.

  1. Para abrir o Package Manager, na interface da Web do AEM, acesse Ferramentas > Implantação > Compartilhamento de pacotes. Instale o pacote adobe-asset-link-config.

  2. Acesse Ferramentas > Operações > Console online. Localize a configuração Adobe Granite OAuth IMS Provider e clique em  para editá-la. Defina as seguintes propriedades e salve as alterações.

    Nome da propriedade

    Valor

    Mapeamentos de grupo

    Deixe vazio a menos que desejado. Para saber mais, consulte Mapeamento de grupo.

    Organização

    Insira a ID da organização usada no Adobe Admin Console. Para obter mais informações sobre IDs de organizações, consulte Criar um grupo de usuários.

  3. Localize a configuração Adobe Granite Bearer Authentication Handler e clique em  para editá-la.

    Adicione as IDs de cliente InDesignAem2 à propriedade de configuração IDs de cliente OAuth permitidas.

Configurar manualmente o AEM

Configure manualmente o AEM se você optar por não usar um pacote de configurações ou se sua implantação do AEM estiver configurada para oferecer suporte a logon com contas do Adobe IMS. Para configurar manualmente, siga estas etapas.

  1. Para acessar o gerenciador de configuração, acesse Ferramentas > Operações > Console online. Selecione OSGi > Configuração no menu na parte superior.

  2. Localize a configuração Adobe Granite OAuth IMS Provider e clique em  para editá-la. Defina a seguinte configuração e clique em Salvar.

    Nome da propriedade

    Valor

    Ponto de extremidade de autorização

    Ponto de extremidade de token

    Ponto de extremidade de perfil

    URL de validação

    Organização

    Defina a ID da organização no Adobe Admin Console.

    Mapeamentos de grupo

    Deixe vazio, a menos que você tenha um caso especial. Para saber mais, consulte Mapeamento de grupo.

  3. Localize a configuração Adobe Granite Bearer Authentication Handler e clique em  para editá-la.

    Adicione as seguintes IDs de cliente à propriedade de configuração IDs de cliente OAuth permitidasInDesignAem2, cc-europa-desktop_0_1, cc-europa-desktop_1_0, cc-europa-desktop_2_0, cc-europa-desktop_3_0, cc-europa-desktop_4_0, cc-europa-desktop_5_0, cc-europa-desktop_6_0, cc-europa-desktop_7_0, cc-europa-desktop_8_0, cc-europa-desktop_9_0cc-europa-desktop_10_0.

    Para adicionar cada ID de cliente, clique em +. Clique em Salvar depois de adicionar todas as IDs.

  4. Na configuração Adobe Granite OAuth Application and Provider, verifique todas as instâncias existentes de Adobe Granite OAuth Authentication Handler. Se você localizar uma instância com o valor de ID de configuração de ims, use-a para as instruções neste procedimento. Caso contrário, clique em + para criar uma instância de configuração. Defina os seguintes valores de propriedades e clique em Salvar.

    Nome da propriedade

    Valor

    ID do cliente

    Não alterar

    Segredo do cliente

    Não alterar

    ID da configuração

    ims

    Escopo

    AdobeID, OpenID, read_organizations (outros valores também podem estar presentes na configuração)

    ID do provedor

    ims

    Criar usuários

    Marcado (verdadeiro)

    Propriedade da ID do usuário

    Email para a configuração recém-criada. Caso contrário, não altere.

  5. Localize a configuração Apache Jackrabbit Oak Default Sync Handler com o Sync Handler Name ims e clique em  para editá-la.

    Defina as seguintes propriedades de configuração e clique em Salvar.

    Nome da propriedade

    Valor

    Tempo de expiração do usuário e Expiração da associação do usuário

    Tempo em minutos, seguido de “m” sem espaço. Por exemplo, 15m para quinze minutos. Para obter mais detalhes, consulte Mapeamento de grupo.

    Associação automática do usuário

    Não alterar

    Associação dinâmica do usuário

    Desmarcado (falso)

  6. Localize a configuração Adobe Granite OAuth Authentication Handler e clique em  para editá-la. Sem fazer alterações, clique em Salvar.

  7. Para ajustar a prioridade relativa do manipulador de autenticação do portador, no CRXDE, navegue para /apps/system/config. Localize com.adobe.granite.auth.oauth.impl.BearerAuthenticationHandler.config e abra sua configuração. No final, adicione service.ranking=I"-10". Salve as alterações.

    Observação:

    Cada solicitação autenticada com um token de portador resulta na sobrecarga de três chamadas para o Adobe IMS, na sincronização de usuários e na criação de um token de logon no AEM. Para superar essa sobrecarga, o Adobe Asset Link captura o token de logon retornado na resposta do AEM e o envia com solicitações subsequentes. Para que esse processo funcione, a prioridade relativa do manipulador de autenticação do portador deve ser ajustada.

  8. (Opcional) Se os usuários do AEM tiverem nomes de domínio em maiúsculas ou maiúsculas e minúsculas nas IDs de email, selecione Change Locking User to Lower Case (Alterar o bloqueio do usuário para minúsculas) em Adobe Granite ACP Platform Configs (Configurações da plataforma ACP do Adobe Granite) no Console online do AEM.

Gerenciar o controle de acesso do usuário no repositório do AEM

Esta seção descreve como gerenciar usuários e o acesso deles ao repositório do AEM.

Mapeamento de grupo

O mapeamento de grupo determina como os grupos do AEM correspondem aos grupos no Adobe IMS. Ele desempenha um papel importante no modo como os usuários do Adobe Asset Link recebem permissão para acessar o AEM Assets.

Quando usado com o Adobe Asset Link, o AEM delega as funções de gerenciamento de usuários ao Adobe IMS. O AEM cria automaticamente os usuários e os grupos correspondentes aos existentes no Adobe IMS. Além disso, o AEM sincroniza usuários, grupos e associações de grupos no AEM para corresponderem aos encontrados no Adobe IMS.

Por exemplo, considere um cenário em que os usuários do Adobe Asset Link são membros do grupo do Adobe IMS assetlink-users. Nesse caso, um grupo sincronizado chamado assetlink-users é criado no AEM quando um usuário desse grupo do Adobe IMS se conecta ao Adobe Asset Link pela primeira vez. Cada novo usuário no grupo do Adobe IMS é adicionado ao grupo correspondente no AEM assim que se conecta ao AEM por meio do Adobe Asset Link pela primeira vez.

Os grupos no AEM que são correspondentes e sincronizados com os grupos no Adobe IMS podem receber acesso direto ou serem adicionados como membro de outro grupo no AEM. Veja aqui um exemplo de como as permissões podem ser gerenciadas.

Exemplos de grupo
Exemplo de mapeamento de grupo no AEM e no Adobe IMS

As seguintes regras são aplicáveis aos mapeamentos de grupo no AEM:

  • Verifique se a propriedade Mapeamentos de grupo na configuração Adobe Granite OAuth IMS Provider está vazia.
  • A associação de um usuário a um grupo no Adobe Asset Link é avaliada quando o usuário é autenticado e quando o período de tempo na propriedade Tempo de expiração do usuário na configuração Apache Jackrabbit Oak Default Sync Handler expirou. Atualmente, os usuários podem ser adicionados e removidos de grupos no AEM para serem sincronizados com os que se encontram no Adobe IMS.
  • Evite conflitos de nomes de grupo. Verifique se os nomes usados nos grupos criados no Adobe IMS (para gerenciar usuários) são diferentes de todos os nomes de grupos de sistema do AEM.
    Por exemplo, verifique se eles são diferentes do grupo dam-users e os grupos criados pelo administrador do AEM.
    Um grupo do Adobe IMS cujo nome entre em conflito com um grupo de sistema do AEM ou um grupo criado manualmente não é usado para controlar permissões de usuário.
  • Se um usuário do Adobe IMS se conectar a uma instância do AEM em que o nome do usuário entre em conflito com um usuário do AEM criado anteriormente, o usuário do Adobe IMS receberá outro nome com alguns números adicionados para torná-lo exclusivo.

Configurar o controle do primeiro acesso

Os usuários que se conectarem por meio do Adobe Asset Link podem apenas exibir ativos e interagir com eles depois de receberem a permissão necessária. A seção Mapeamento de grupo acima discute como os grupos de usuários são criados no AEM e como correspondem e são sincronizados com os grupos de usuário da sua organização dentro do Adobe IMS. Recomenda-se que os administradores do AEM usem esses grupos para gerenciar o controle de acesso dos usuários do Adobe Asset Link.

Para cada grupo do AEM sincronizado com um grupo do Adobe IMS (usado para gerenciar o controle de acesso do usuário):

  1. Verifique se o grupo tem um membro que pode ser usado para uma conexão inicial do Adobe Asset Link.

  2. Use esse usuário para fazer logon no Adobe Asset Link e conectar-se ao AEM. Espera-se que a conexão falhe.

  3. No AEM, localize o grupo correspondente ao grupo no Adobe IMS e conceda a ele o controle de acesso desejado. Por exemplo, o novo grupo se torna membro do grupo dam-users.

  4. Feche o Adobe Asset Link e reinicie o aplicativo da Creative Cloud.

  5. Para verificar se o usuário tem os acessos esperados, reabra o Adobe Asset Link.

Após a conclusão dessas etapas, outros usuários no mesmo grupo poderão se conectar ao AEM com o Adobe Asset Link na primeira tentativa. Eles terão automaticamente as mesmas permissões que os outros usuários do grupo.

Gerenciar usuários do AEM para trabalhar com o Adobe Asset Link

Os usuários do Adobe Asset Link podem se conectar ao AEM enquanto estiverem conectados ao aplicativo da Creative Cloud. Essa autenticação usa a tecnologia do Adobe IMS e criará as informações do usuário no AEM, se elas não existirem. É comum que os clientes corporativos do AEM gerenciem seus usuários com um provedor de identidade externo integrado ao AEM. Os provedores de identidade incluem o Adobe IMS e outros produtos que usam os protocolos SAML e LDAP. Como alternativa, os usuários podem ser criados e gerenciados localmente no AEM.

Os usuários que se conectam ao AEM com o Adobe Asset Link não entrarão em conflito com as informações de usuário existentes armazenadas no AEM de logons diretos anteriores, se:

  • Todos os nomes de usuário usados para logon direto no AEM forem diferentes dos nomes de usuário usados no Adobe IMS para logon na Creative Cloud.
  • O Adobe IMS for usado como provedor de identidade para logon direto no AEM.
  • Os usuários se conectarem ao AEM com o Adobe Asset Link antes de fazer logon diretamente no AEM com a mesma conta.

Por outro lado, as informações de usuário criadas como resultado do logon direto no AEM devem ser atualizadas para funcionar com o Adobe Asset Link, nas seguintes situações:

  • O mesmo nome de usuário, como o endereço de email do usuário, é usado tanto para a conta da Creative Cloud, que usa o Adobe IMS, quanto para a conta no provedor de identidade externo que não seja o Adobe IMS.
  • O mesmo nome de usuário é usado para a conta na Creative Cloud e para a conta local no AEM.
  • As contas da Creative Cloud no Adobe IMS são Federated IDs, que são fornecidas pelo mesmo provedor de identidade externo integrado ao AEM para logon direto.

Os usuários do AEM criados nessas situações não têm uma propriedade obrigatória para usuários sincronizados com o Adobe IMS. Para atualizar esses usuários no AEM para trabalhar com o Adobe Asset Link:

  1. No console online do AEM, localize a configuração Apache Jackrabbit Oak External PrincipalConfiguration e clique em  para editá-la. Desmarque a caixa de seleção Proteção de identidade externa e clique em Salvar.

  2. Para acessar a interface de gerenciamento de usuários do AEM, navegue até Ferramentas > Segurança > Usuários. Selecione o usuário que deseja atualizar e anote o final do caminho do URL do usuário, iniciado por /home/users. Como alternativa, você pode pesquisar o nome de usuário usando o AEM CRXDE. O caminho do usuário é similar a /home/users/x/xTac082TDh-guJzzG7WM.

  3. Use o AEM CRXDE para navegar até o caminho do usuário, selecione o nó do usuário e exiba as propriedades do nó selecionando a guia Propriedades na área inferior central. Esse nó tem um valor de propriedade jcr:primaryType de rep:User.

  4. Na parte inferior da área da guia Propriedades, insira o valor rep:externalId para Name, o valor String para Type e o valor <rep:authorizableId>;ims para Value, no qual <rep:authorizableId> é o valor da propriedade rep:authorizableId do nó. (Um ponto-e-vírgula é usado sem espaços para separar o valor rep:authorizableId de ims.)

  5. Clique no botão Adicionar à direita da nova entrada e, depois, clique em Salvar tudo no canto superior esquerdo da janela do navegador ou pressione Command+S/Ctrl+S.

  6. Repita as etapas de 2 a 5 para qualquer outro usuário que você queira atualizar para ser usado com o Adobe Asset Link.

  7. No console online do AEM, localize a configuração Apache Jackrabbit Oak External PrincipalConfiguration e clique em  para editá-la. Desmarque a caixa de seleção Proteção de identidade externa e clique em Salvar.

    Observação:

    Caso os serviços não sejam restaurados em alguns minutos, reinicie o AEM para permitir autenticações.

Após essa alteração, um usuário atualizado do AEM conseguirá se conectar ao Adobe Asset Link e poderá continuar usando o método de logon direto no AEM, que era usado antes da atualização. Após a autenticação bem-sucedida com o Adobe IMS, as informações do perfil do usuário do AEM serão sincronizadas com o perfil do usuário no Adobe IMS.

Há um método pelo qual é possível migrar vários usuários do AEM para permitir que eles funcionem no Adobe Asset Link. Entre em contato com o atendimento ao cliente da Adobe para obter mais informações e assistência sobre como ativar essa opção.

Como alternativa às etapas, em determinadas circunstâncias, um usuário do Adobe Asset Link pode ter acesso rápido ao AEM. Esses são os casos nos quais as informações preexistentes dos usuários são encontradas e excluídas com o AEM User Management ou com o AEM CRXDE antes da conexão com o Adobe Asset Link. Novas informações de usuário são criadas no AEM após a conexão. Use essa abordagem somente se você tiver certeza de que nenhum dado importante foi adicionado como filho do nó de usuário. Esse dado adicional pode ser qualquer nó filho do nó de usuário diferente de nós tokens, preferências, perfil, perfis, perfis/público rep:policy/* .

Iniciar automaticamente um fluxo de trabalho para processar ativos condicionalmente

No Experience Manager 6.4 e no Experience Manager 6.5, os administradores podem configurar fluxos de trabalho para executar e processar ativos automaticamente com base em condições predefinidas.

Essas configurações são úteis para usuários da área de negócios e profissionais de marketing, por exemplo, para criar um fluxo de trabalho personalizado em algumas pastas específicas. Ou seja, todos os ativos da sessão de fotos de uma agência podem receber marca-d'água ou todos os ativos enviados por um freelancer podem ser processados para criar versões específicas.

Para obter mais informações e configurar o Experience Manager, veja como executar automaticamente um fluxo de trabalho de ativos.

Gerar representações FPO (somente colocação) para o Adobe InDesign

Ao colocar ativos de tamanho grande do AEM nos documentos do Adobe InDesign, um profissional de criação deve esperar um tempo considerável depois de inserir um ativo. Enquanto isso, o usuário é impedido de usar o InDesign. Isso interrompe o fluxo criativo e afeta negativamente a experiência do usuário. A Adobe permite colocar temporariamente representações de tamanho pequeno nos documentos do InDesign para começar. Quando a saída final é necessária, como em fluxos de trabalho de impressão e publicação, os ativos originais de resolução total substituem a renderização temporária em segundo plano. Esta atualização assíncrona em segundo plano agiliza o processo de design para aumentar a produtividade e não atrapalhar o processo criativo.

O AEM fornece representações que são usadas como FPO (somente colocação). Essas representações FPO têm um tamanho de arquivo pequeno, mas têm a mesma proporção. Se uma representação FPO não estiver disponível para um ativo, o Adobe InDesign utilizará o ativo original. Esse mecanismo de contingência garante que o fluxo de trabalho de criação continue sem interrupções.

Abordagem para gerar representações FPO

O AEM permite muitos métodos para processar imagens que podem ser usadas para gerar as representação FPO. Os dois métodos mais comuns consistem em usar fluxos de trabalho do AEM incorporados e usar o ImageMagick. Usando esses dois métodos, você configura a geração de representações de ativos recém-carregados e dos ativos que existem no AEM.

Você pode usar o ImageMagick para processar imagens, inclusive para gerar representações FPO. Essas representações têm a resolução diminuída, ou seja, as dimensões em pixels da representação são proporcionalmente reduzidas se a imagem original tiver um PPI maior que 72. Consulte Instalar e configurar o ImageMagick para trabalhar com AEM Assets.

 

Uso do fluxo de trabalho incorporado do AEM

Uso do fluxo de trabalho do ImageMagick

Observações

Para novos ativos

Habilite a representação FPO (ajuda)

Adicione a linha de comando do ImageMagick no fluxo de trabalho do AEM (ajuda)

O AEM executa o fluxo de trabalho do DAM Update Assets para cada upload.

Para ativos existentes

Habilite a representação FPO em um novo fluxo de trabalho do AEM dedicado (ajuda)

Adicione a linha de comando do ImageMagick no novo fluxo de trabalho do AEM dedicado (ajuda)

As representações FPO dos ativos existentes podem ser criadas sob demanda ou em lote.

Cuidado:

Crie os fluxos de trabalho para gerar renderizações modificando uma cópia dos fluxos de trabalho padrão. Isso impede que as alterações sejam substituídas quando o AEM é atualizado, por exemplo, ao instalar um novo service pack.

Gerar representações de novos ativos usando o fluxo de trabalho do AEM

Para configurar o modelo de fluxo de trabalho do DAM Update Asset para habilitar a geração de representação, siga estas etapas:

  1. Clique em Ferramentas > Fluxo de trabalho > Modelos. Selecione o modelo DAM Update Asset e clique em Editar.

  2. Selecione a etapa Processar miniaturas e clique em Configurar.

  3. Clique na guia Representação FPO. Selecione Ativar criação de representação FPO.

    Habilite a criação de representação FPO no fluxo de trabalho Processar miniaturas.
    Habilite a criação de representação FPO no fluxo de trabalho Processar miniaturas

  4. Ajuste a Qualidade e adicione ou modifique os valores de Lista de formato conforme necessário. Por padrão, a lista de tipos MIME para gerar a representação FPO é pjpeg, jpeg, jpg, gif, png, x-png e tiff. Clique em Concluído.

    Observação:

    A geração de representação é compatível com os tipos de arquivo JPEG, GIF, PNG, TIFF, PSD e BMP.

  5. Para ativar as alterações, clique em Sincronizar.

Observação:

Imagens com mais de 1280 pixels de um lado não mantêm as dimensões em pixels na representação FPO.

Gerar representações de novos ativos usando o ImageMagick

No AEM, o fluxo de trabalho do DAM Update Asset é executado quando um novo ativo é carregado. Para usar o ImageMagick para processar representações de ativos recém-carregados, adicione um novo comando ao modelo de fluxo de trabalho.

  1. Clique em Ferramentas > Fluxo de trabalho > Modelos. Selecione o modelo DAM Update Asset e clique em Editar.

  2. Clique em Alternar painel lateral no canto superior esquerdo. Procure a etapa da linha de comando.

  3. Arraste a etapa Linha de comando e adicione-a antes da etapa Processar miniaturas.

  4. Selecione a etapa Linha de comando e clique em Configurar.

  5. Adicione as informações desejadas como Título e Descrição personalizados. Por exemplo, representação FPO (viabilizada pelo ImageMagick).

  6. Na guia Argumentos, adicione os Tipos MIME para fornecer uma lista dos formatos de arquivo aos quais o comando se aplica.

    Defina os tipos MIME aos quais o comando do ImageMagick se aplica.
    Defina os tipos MIME aos quais o comando do ImageMagick se aplica.

  7. Na guia Argumentos, na seção Comandos, adicione um comando do ImageMagick relevante para gerar representações FPO.

    Veja abaixo um exemplo de comando que gera representações FPO no formato JPEG, com resolução reduzida para 72 PPI e uma configuração de qualidade de 10%, e manipula arquivos do Adobe Photoshop de várias camadas, nivelando a saída:

    convert -quality 10% -units PixelsPerInch ${filename} -resample 72 -flatten cq5dam.fpo.jpeg
  8. Para ativar as alterações, clique em Sincronizar.

Para obter informações detalhadas sobre os recursos de linha de comando do ImageMagick, consulte https://imagemagick.org.

Gerar representações de ativos existentes usando o fluxo de trabalho do AEM

Para usar o fluxo de trabalho do AEM para gerar a representação FPO dos ativos existentes, crie um modelo de fluxo de trabalho dedicado que use a opção de representação FPO incorporada.

  1. No AEM, clique em Ferramentas > Fluxo de trabalho > Modelos. Para criar um modelo, clique em Criar > Criar modelo. Adicione um Título significativo e um Nome.

  2. Selecione o modelo e clique em Editar. Clique em Informações da página > Abrir propriedades. Selecione Fluxo de trabalho transitório. Isso melhora a escalabilidade e o desempenho. Clique em Salvar e fechar.

  3. Clique em Alternar painel lateral no canto superior esquerdo. Pesquise a etapa Processar miniaturas. Arraste a etapa Processar miniaturas.

  4. Selecione Processar miniaturas e clique em Configurar. Siga a configuração para gerar a representação de novos ativos usando o fluxo de trabalho do AEM. Para ativar as alterações, clique em Sincronizar.

Gerar representações de ativos existentes usando o ImageMagick

Para usar os recursos de processamento do ImageMagick para gerar a representação FPO dos ativos existentes, crie um modelo de fluxo de trabalho dedicado que use a linha de comando do ImageMagick para fazer isso.

Exibir representações FPO

Você pode verificar as representações FPO geradas após a conclusão do fluxo de trabalho. Na interface do usuário do AEM Assets, clique no ativo para abrir uma grande visualização. Abra o painel esquerdo e selecione Representações. Como alternativa, use o atalho de teclado Alt + 3 quando a visualização estiver aberta.

Clique na representação FPO para carregar sua visualização. Ou, você pode clicar com o botão direito do mouse na representação e salvá-la no seu sistema de arquivos.

Verifique se há versões disponíveis no painel esquerdo.
Verifique se há versões disponíveis no painel esquerdo.

Dicas e limitações

  • Para usar a configuração baseada no ImageMagick, instale o ImageMagick na mesma máquina que o AEM.
  • Para gerar representações FPO de muitos ativos ou de todo o repositório, planeje e execute os fluxos de trabalho durante períodos de baixo tráfego. A geração de representações FPO para um grande número de ativos é uma atividade que consome muitos recursos e os servidores do AEM devem ter capacidade de processamento e memória suficientes disponíveis.
  • Para desempenho e escalabilidade, consulte Ajuste do ImageMagick.
  • Para manipulação de ativos de linha de comando genérica, consulte o manipulador de linha de comando para processar ativos.

Criar um índice personalizado nas versões 6.4.x do AEM

O AEM contém índices usados para consulta. Crie o seguinte índice personalizado para a versão especificada. O AEM 6.5.0 contém esse índice por padrão. O Adobe Asset Link exige isso para determinar quais ativos um usuário retirou.

  1. No CRXDE, localize o nó /oak:index. Crie um novo nó chamado cqDrivelockDefina seu Tipo como oak:QueryIndexDefinition.

  2. Inclua as seguintes propriedades no novo nó e salve as alterações:

    • Nome: type; Tipo: string; Valor: property
    • Nome: propertyNames; Tipo: Name[] (clique no botão “Multi”); Valor: cq:drivelock

Integração ao Adobe Stock

As organizações integram suas contas do Adobe Stock aos ativos do AEM. Ajuda os profissionais de marketing a disponibilizar fotos, vetores, ilustrações, vídeos, modelos e recursos 3D licenciados de alta qualidade e isentos de royalties, disponíveis para seus projetos de criação e de marketing. Profissionais de criação podem usar esses ativos com o painel Asset Link.

Para integração com o Adobe Stock, consulte Ativos do Adobe Stock no AEM Assets. O AEM 6.4.2 ou posterior é necessário para integração ao Adobe Stock.

Configurar a pesquisa visual ou por semelhança

O recurso de pesquisa visual permite pesquisar recursos visualmente semelhantes no repositório do AEM Assets, usando o painel Adobe Asset Link. A funcionalidade está disponível na versão 6.5.0 ou posterior e apenas os ativos indexados são pesquisados. Para obter mais informações, consulte como configurar a pesquisa visual.

Solucionar problemas relacionados ao AEM

Se você enfrentar problemas ao configurar ou usar o Asset Link, tente o seguinte:

  • Verifique se sua implantação atende aos pré-requisitos. Especificamente, verifique se os pacotes de recursos ou pacotes apropriados estão instalados.
  • Entre em contato com o parceiro ou o integrador de sistemas da sua organização.
  • Se seus usuários da Creative Cloud não conseguirem registrar ou retirar um ativo, verifique se há algum problema devido à inclusão de nomes de domínio nas IDs de email. Para correção, consulte Configuração manual do AEM.
  • Para obter mais informações, consulte Solução de problemas do Asset Link.
Logotipo da Adobe

Fazer logon em sua conta