Use este documento para solucionar problemas que ocorrem no Adobe Premiere Pro ao tentar importar arquivos de vídeo, ou quando você reproduz arquivos de vídeo importados. (Os arquivos de vídeo incluem arquivos AVI, Apple QuickTime [MOV], arquivos MPEG e assim por diante.)
icon-1

Problemas básicos de reprodução

Alguns problemas básicos de reprodução incluem reproduções tremidas ou oscilantes, vídeos que parecem desfocados, difusos, pixelados, alongados ou espremidos. Esses problemas podem ocorrer devido a problemas com as configurações da sequência e interpretação de arquivos

icon-2

Problemas graves de reprodução

Problemas graves de reprodução podem incluir vídeo de ponta-cabeça, ausência de vídeo, ausência de som, vídeo distorcido com blocos coloridos ou listras, ou reprodução que termina prematuramente. Esses problemas podem ser causados por formatos de arquivo e codecs problemáticos

icon-3

Congelamentos, fechamentos ou erros

Se o Adobe Premiere Pro congelar, fechar ou retornar um erro, tal como “Taxa de áudio não suportada no arquivo” ou “Formato não suportado ou arquivo danificado”, ao tentar importar um arquivo de vídeo ou ao tentar reproduzir um arquivo importado, vá para Solução de problemas de formatos de arquivo e codecs.

Solução de problemas de configurações de sequência e interpretação de arquivo

Conclua estas soluções em ordem. Após você completar cada solução, teste a reprodução de arquivos de vídeo importados no Adobe Premiere Pro. Se os seus arquivos importados ainda são reproduzidos incorretamente, siga para Solução de problemas de formatos de arquivo e codecs.

Solução 1: trabalhe em uma sequência cujas configurações sejam apropriadas para os seus arquivos importados.

Uma incompatibilidade entre um arquivo importado e as configurações do projeto do Adobe Premiere Pro no qual você está trabalhando pode causar problemas de reprodução. Por exemplo, os arquivos de vídeo em tela panorâmica aparecem comprimidos se você usá-los em um projeto que não seja em tela panorâmica. E os arquivos de alta definição podem parecer desfocados se você os usar em uma sequência de definição padrão.

Conhecer as informações básicas sobre a importação de um arquivo escolhido, ajuda a escolher configurações de sequência apropriadas. Clique com o botão direito do mouse em um arquivo no painel Projeto e escolha Propriedades. A janela Propriedades mostra o tamanho do quadro do arquivo (como “Tamanho da imagem”), a taxa de quadros e a proporção de pixels.

Para criar uma sequência e escolher as configurações da sequência, siga um destes procedimentos:

  1. Localize o clipe para o qual você desejar criar uma nova sequência no painel Projeto.
  2. Arraste o clipe até o ícone Novo item na parte inferior do painel Projeto.

Uma nova sequência é criada automaticamente com a resolução apropriada e a taxa de quadros que corresponda a sua gravação de origem. 

Para obter mais informações sobre configurações de sequência, consulte Criar e alterar sequências.

Solução 2: renderize pré-visualizações de clipes na Linha de tempo.

A renderização de pré-visualizações às vezes melhora a estabilidade da reprodução de arquivos de vídeo importados e inseridos na Linha de tempo.

Para renderizar pré-visualizações de clipes na linha de tempo, selecione a linha de tempo e escolha Sequência > Renderizar efeitos de dentro para fora ou Sequência > Renderizar de dentro para fora.

Para mais informações sobre a renderização de visualizações, consulte Renderização e pré-visualização de sequências.

Solução 3: ajuste configurações de escala, taxa de quadros, proporção de pixels ou campo.

Use estes métodos adicionais, conforme aplicável, para corrigir problemas de reprodução não solucionados pelas Soluções 1 e 2:

  • Se um arquivo de vídeo importado não preenche o quadro ou aparece ampliado, então selecione o clipe na Linha de tempo. Escolha Clipe > Opções de vídeo > Dimensionar para o tamanho do quadro.
  • Se um arquivo de vídeo importado aparece muito comprimido ou muito estirado, o Premiere Pro pode estar interpretando incorretamente a proporção de pixels do arquivo. Você pode atribuir a proporção de pixels correta utilizando o comando Interpretar gravação. Para obter instruções, consulte Trabalhar com proporções.
  • Se um arquivo de vídeo importado for reproduzido muito rápido ou muito lento, o Premiere Pro pode não estar interpretando corretamente a taxa de quadros do arquivo. Este problema também se manifesta como a reprodução distorcida depois que você renderiza as visualizações. Você pode atribuir a taxa de quadros correta usando o comando Interpretar gravação. Para obter instruções, consulte Alterar a taxa de quadros dos clipes.
     A reprodução aparece inevitavelmente tremida se o vídeo foi gravado em uma taxa de quadros baixa (aproximadamente 15 quadros por segundo ou menos).
  • Se um arquivo de vídeo entrelaçado importado for reproduzido com bordas irregulares ou linhas horizontais finas (“efeito de entrelaçamento”) em objetos em movimento, o Premiere Pro pode não estar interpretando corretamente a ordem de campo do arquivo. Uma ordem de campos incorreta também pode fazer com que o clipe pareça oscilar. Você pode atribuir a ordem de campos correta utilizando o comando Interpretar gravação. Para obter instruções, consulte Alterar a ordem de campo de um clipe. As ferramentas adicionais para corrigir problemas de ordem de campo estão disponíveis na caixa de diálogo Opções de campo. Para obter instruções sobre como usar a caixa de diálogo Opções de campo, consulte Criar clipes entrelaçados e não entrelaçados.

Solução de problemas de formatos de arquivo e codecs

Dispositivos de gravação de vídeo e aplicativos de software de vídeo codificam arquivos em um formato de arquivo específico, como AVI, QuickTime (MOV) e Windows Media (WMV). 

Observação:

Nem todos os formatos estão disponíveis nas plataformas Mac OS e Windows. Para obter uma lista dos formatos de arquivo que o Premiere Pro suporta, consulte Formatos de arquivo suportados.

Alguns formatos de arquivo de vídeo, incluindo AVI e MOV, são formatos de arquivo de contêiner. Os dados desses arquivos de contêiner são codificados de acordo com um codec específico. Codecs são algoritmos para compactar os dados de áudio e vídeo. Existem muitos codecs diferentes.

Por exemplo, um arquivo AVI pode ser codificado com os seguintes tipos de codecs, entre outros:

  • O codec DV (filmadoras que gravam em fita miniDV usam esse codec)
  • Um codec comercial (como o DivX)
  • Um codec Motion JPEG (algumas câmeras de imagem estática que possuem modos “movie” usam este codec)

Às vezes, o Premiere Pro não consegue decodificar arquivos que foram codificados com um codec incorretamente projetado ou um codec que não está instalado em seu computador.

Conhecer o formato e, quando aplicável, o codec dos arquivos com que você trabalha, ajuda a usar as soluções abaixo. Para reunir essas informações, execute uma ou mais das seguintes tarefas:

  • Abra o arquivo no Apple QuickTime Player e escolha Janela > Mostrar inspetor de filme.
  • Se o arquivo for de uma filmadora, câmera ou outro dispositivo de gravação de vídeo, consulte a documentação do dispositivo ou localize as especificações do dispositivo no site do fabricante.
  • Abra o arquivo em um aplicativo de terceiros que analise arquivos de mídia, como MediaInfo ou GSpot 2.70.

Solução 4: transcodifique arquivos de vídeo problemáticos.

Use outro software para transcodificar (converter) arquivos de vídeo que causam problemas quando você tenta importá-los ou reproduzi-los no Premiere Pro. Em seguida importe os arquivos transcodificados.

É possível transcodificar um arquivo no mesmo formato (por exemplo, transcodificar um arquivo AVI codificado com 3ivx em um arquivo AVI codificado com DV). Se preferir, você pode usar um formato diferente (por exemplo, transcodificar um arquivo MPEG-2 em um arquivo AVI).

Para preservar a qualidade da imagem quando ao transcodificar um arquivo de vídeo, escolha uma opção de saída descompactada ou de baixa compactação no software de transcodificação.

Os seguintes aplicativos do Windows podem transcodificar arquivos de vídeo. Outros aplicativos de transcodificação estão disponíveis e podem ser adequados para o seu fluxo de trabalho.

Aviso de isenção de responsabilidade: a Adobe não oferece suporte a software de terceiros e fornece estas informações somente como cortesia. Para obter ajuda com o software de terceiros, consulte o editor de software ou consulte a documentação do software.

  • Arquivos AVI: VirtualDub; Microsoft Windows Movie Maker.
  • QuickTime (MOV) e arquivos MPEG-4: Apple QuickTime Player para Windows com QuickTime Pro.
  • Arquivos MPEG-2 e VOB: MPEG Streamclip; Apple QuickTime Player para Windows com QuickTime Pro e MPEG-2 Playback Component.

Para obter ajuda adicional com os métodos de transcodificação de arquivos de vídeo, use os fóruns da Adobe ou o Videohelp.

Notas sobre tipos específicos de arquivos de vídeo

Arquivos MPEG-2 são altamente compactados. Para melhorar a suavidade da reprodução dos clipes MPEG-2 na linha de tempo, renderize as visualizações deles (consulte Solução 2).

Como os arquivos MPEG-2 podem ser codificados com configurações que variam consideravelmente, nem todos os arquivos MPEG-2 importados são reproduzidos corretamente no Premiere Pro CS4. Transcodifique os arquivos MPEG-2 problemáticos (consulte Solução 4) e depois importe os arquivos transcodificados.

Arquivos VOB (“objeto video”)—que são usados em DVDs—são as variantes do MPEG-2. O Premiere Pro oferece suporte à importação de arquivos VOB compatíveis com DVD. Se você tiver problemas ao importar um arquivo VOB nativo, é possível que haja algum problema com a maneira com qual o VOB foi criado. (Por exemplo, pode haver problemas com o software de gravação de DVD). Pode ser necessário transcodificar os arquivos VOB (consulte Solução 4) e depois importe os arquivos transcodificados.

Muitas câmeras digitais de imagem fixa têm modos “filme” para criar arquivos de vídeo (geralmente arquivos AVI ou QuickTime). No entanto, esses arquivos de vídeo em geral não se comparam favoravelmente a vídeos gravados pelas filmadoras digitais. Muitas câmeras de imagem estática usam os codecs proprietários de compactação que não estão em conformidade com os padrões profissionais para edição de vídeo.

Se você estiver trabalhando com arquivos de vídeo de uma câmera de imagem fixa, então consulte a documentação da câmera. Ou entre em contato com o fabricante para obter detalhes sobre os arquivos de vídeo criados por ele.

Se você não puder importar nem reproduzir arquivos de uma câmera de imagem estática, então provavelmente será necessário instalar um codec. Muitas câmeras fotográficas digitais codificam vídeo com um codec Motion JPEG (“MJPEG”). Os codecs Motion JPEG estão disponíveis em diversos editores.

Observação:

O Motion JPEG usa um nível de compactação relativamente de baixo. Portanto, será possível observar um desempenho mais lento do que o normal ou mensagens de aviso sobre memória insuficiente se você trabalhar com arquivos de vídeo Motion JPEG grandes no Premiere Pro. Transcodifique arquivos Motion JPEG (consulte a Solução 4) para solucionar estes problemas.

Se você não puder importar nem reproduzir arquivos de uma câmera de imagem fixa que não usa um codec especial para vídeo, então transcodifique os arquivos (consulte a Solução 4). Importe os arquivos transcodificados.