Dicas de compactação para vídeo

Trabalhe com o vídeo no formato nativo do projeto até a saída final

Use sequências filmadas não processadas, ou as menos compactadas, que você tenha disponíveis. Cada vez que você compacta vídeo utilizando um encoder com perdas, reduz a qualidade do vídeo. Embora uma geração com perda de qualidade seja frequentemente aceitável, a recodificação e a recompactação de um vídeo já compactado pode degradar a qualidade além do aceitável. Igualmente, o vídeo que já foi codificado e compactado pode conter ruído e artefatos que fazem, com que a próxima etapa de codificação e compactação demore mais ou produza um arquivo maior.

Faça o seu vídeo o mais curto possível

Apare o início e o fim do vídeo e edite para remover todo o conteúdo desnecessário. Consulte Cortar e aparar a origem antes de codificar.

Ajuste as configurações de compactação

Se compactar as sequências filmadas e obtiver bom resultado, tente alterar as configurações para reduzir o tamanho do arquivo. Teste sua metragem e modifique as configurações de compactação até encontrar a melhor configuração possível para o vídeo que você estiver compactando. Todos os vídeos têm atributos diversos que afetam a compactação e o tamanho do arquivo, cada vídeo precisa de sua própria configuração para se obter os melhores resultados. Consulte Codificação e exportação.

Limite o movimento rápido

Limite os movimentos se estiver preocupado com o tamanho do arquivo. Qualquer movimento aumenta o tamanho do arquivo. A filmagem trêmula, as rolagens e a utilização de zoom são especialmente negativas nesse aspecto. Você pode utilizar recursos de estabilização de movimento no After Effects para remover movimentos bruscos.

Selecione as dimensões apropriadas

Selecione uma taxa de quadro apropriada

Consulte Taxa de quadro.

Selecione o número apropriado de quadros-chave

Consulte Quadros-chave.

Reduza o ruído e a granularidade

O ruído e a granularidade nas imagens de origem aumentam o tamanho dos arquivos codificados. É recomendável usar os utilitários do Adobe Premiere Pro ou do After Effects para reduzir o ruído e a granularidade.

Dicas de compactação de áudio

As considerações são as mesmas para a produção de áudio e para a produção de vídeo. Para conseguir uma boa compactação de áudio, você deve iniciar o arquivo de áudio que esteja isento de distorção e de artefatos audíveis inseridos a partir da gravação de origem.

Se estiver codificando material de um CD, tente gravar o arquivo usando transferência digital direta em vez de usar a entrada analógica da placa de som. A placa de som introduz uma conversão digital-analógico e analógico-digital desnecessária que pode criar ruídos no áudio transferido. Ferramentas de transferência digital direta estão disponíveis para os sistemas operacionais Windows e Mac. Caso seja necessário gravar a partir de uma origem analógica, utilize placas de som de boa qualidade.

Observação:

Se o arquivo de áudio de origem é monoaural (mono), é recomendado codificá-lo em mono para utilização com o Flash. Caso esteja codificando com o Adobe Media Encoder e utilizando uma predefinição de codificação, certifique-se de que a predefinição codifica em estéreo ou mono e selecione mono se necessário.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online