Referência das configurações de exportação para o Media Encoder

Saiba mais sobre as configurações de efeitos, vídeo, áudio e publicação disponíveis na caixa de diálogo Configurações de exportação do Adobe Media Encoder.

O Adobe Media Encoder é utilizado como aplicativo independente e como componente do Adobe Premiere Pro, After Effects, Character Animator, Audition, Prelude e Adobe Animate. É possível definir opções de codificação na caixa de diálogo Configurações de exportação para renderizar e exportar sequências e clipes do Premiere Pro ou composições do After Effects. A caixa de diálogo Configurações de exportação permite ajustar os parâmetros do clipe de vídeo antes de exportá-lo, como a taxa de quadros, resolução e qualidade.

Para abrir a caixa de diálogo Configurações de exportação no Adobe Media Encoder, selecione a saída de um vídeo de origem no painel Fila e siga um destes procedimentos:

  • Selecione Configurações de exportação no menu de contexto da saída.
  • Selecione Editar > Configurações de exportação.
  • Clique no formato ou nome de predefinição da saída. 
Observação:

Se a caixa de diálogo Editar > Configurações de exportação não estiver disponível, verifique se você selecionou uma saída no painel Fila previamente.  

Caixa de diálogo Configurações de Exportação

A caixa de diálogo Configurações de exportação inclui um quadro de visualização de vídeo à esquerda, com guias para alternar entre as exibições de Origem e Saída, além de uma exibição de timecode e uma linha do tempo para que você possa navegar em qualquer quadro e definir os pontos de Entrada e Saída para diminuir a duração do vídeo exportado. O lado direito da caixa de diálogo mostra todas as configurações de exportação disponíveis. Aqui é possível escolher um formato e uma predefinição de exportação, ajustar as configurações de codificação de vídeo e áudio, adicionar efeitos, legendas ocultas & metadados, bem como publicá-los em sites populares de redes sociais, como YouTube e Facebook.

Para informações sobre a utilização das várias opções de codificação na caixa de diálogo Configurações de exportação, consulte Codificação e exportação.

Exibição de origem

A guia Origem mostra que o vídeo de origem sem as configuração de exportação aplicadas. É possível alternar entre as guias Origem e Saída para obter uma visualização rápida de como as configurações de exportação afetam a mídia de origem.

Painel origem
Painel origem

Configurações de corte

Aqui, é possível cortar o vídeo de origem para que apenas uma parte do quadro seja exportada. Escolha uma das proporções de corte comuns como 4:3 ou 16:9 ou defina valores personalizados para o quadro cortado.

Para cortar um vídeo, faça o seguinte:

  1. Na caixa de diálogo Configurações de exportação, selecione a guia Origem.

  2. Para ativar os controles de corte, clique no botão Cortar no canto superior esquerdo.

  3. Siga um destes procedimentos:

    • Arraste as alças laterais ou dos cantos da caixa de corte.
    • Insira valores para À esquerda, Parte superior, À direita, Parte inferior nos pixels.
  4. Para restringir as proporções do quadro de vídeo cortado, escolha uma opção no menu Proporções de corte.

  5. Para visualizar o quadro de vídeo cortado, clique na guia Saída.

Observação:

Para reverter para uma imagem não cortada, clique no ícone Cortar novamente para desativá-lo.

Exibição de saída

A guia Saída mostra uma visualização das configurações de exportação atuais aplicadas ao vídeo de origem.

Painel Saída
Painel Saída

Se o tamanho do quadro das configurações de exportação for diferente do tamanho do quadro de origem, use o menu Dimensionamento de origem para determinar como a origem se ajusta ao quadro de vídeo exportado. Essa configuração está disponível para qualquer formato de saída com dimensões editáveis de quadro.

Essa opção dimensiona o quadro de origem para ajustar-se ao quadro de saída, sem distorções ou cortes. Barras pretas podem ser adicionadas às partes superior e inferior (letra-caixa) ou às laterais (coluna-caixa) do vídeo, conforme necessário.

Se você cortou o vídeo de origem, as dimensões cortadas são ajustadas ao quadro de vídeo exportado.

Dimensionar para ajustar
Dimensionar para ajustar

Esta opção dimensiona o quadro de origem para preencher completamente o quadro de saída sem distorções, cortando o quadro de origem conforme necessário nas partes superior/inferior ou nas laterais. 

Dimensionar para preencher
Dimensionar para preencher

Ela estica o quadro de origem para preencher completamente o quadro de saída, sem cortes. As distorções podem ser visíveis no vídeo de saída, se o tamanho do quadro exportado for muito diferente do tamanho do quadro de origem.

Esticar para preencher
Esticar para preencher

Essa opção dimensiona o quadro de origem, incluindo as áreas cortadas, para ajustar-se ao quadro de saída sem distorções. Uma borda preta é aplicada ao vídeo, mesmo se o quadro de saída for menor do que o vídeo de origem.

Dimensionar para ajustar com bordas pretas
Dimensionar para ajustar com bordas pretas

Essa opção define automaticamente o tamanho do quadro do vídeo de saída para a altura e largura do quadro do vídeo de origem, substituindo as configurações atuais de tamanho do quadro de saída. Selecione esta configuração se você deseja que o tamanho do quadro de saída sempre corresponda ao tamanho do quadro de origem.

Alterar tamanho de saída para corresponder à origem
Alterar tamanho de saída para corresponder à origem

Observação:

Alterar tamanho da saída para corresponder à origem não está disponível com todos os formatos de exportação. O mesmo resultado pode ser obtido clicando no botão Corresponder à origem na guia do vídeo ou escolhendo uma predefinição Corresponder à origem.

Exibições da linha de tempo e do horário

Uma linha do tempo e um timecode estão localizados no quadro de visualização no painel Origem e nas exibições de Saída. A linha do tempo inclui um playhead que mostra o quadro atual, uma barra de duração e os controles para definir os pontos de Entrada e Saída.

Linha de tempo
Linha de tempo

A. Quadro de visualização de vídeo B. Marcar Entrada e saída C. Duração D. Intervalo de origem E. Nível de zoom F. Correção de relação de aspecto 

Para visualizar quadros diferentes, clique ou arraste o playhead ao longo da linha do tempo. Você também pode digitar o valor do timecode na exibição da hora atual para mover o playhead para o quadro específico.

A visualização de vídeo mostra o quadro marcado pelo indicador de reprodução na linha do tempo. Por padrão, a Correção da taxa proporção é ativada para que o vídeo com pixels não quadrados seja mostrado sem distorção nos monitores do computador. Para desativar essa configuração, clique no botão de alternância Correção da taxa proporção à direita do menu Zoom.

Para ampliar ou reduzir a imagem de pré-visualização, selecione o nível de zoom no menu Selecionar nível de zoom, acima da linha do tempo.

Observação:

Você também pode reduzir pressionando:

  • Ctrl + - (hífen) (Windows)
  • Command + - (hífen) (Mac OS)

Você pode ampliar pressionando:

  • Ctrl + = (sinal de igual) (Windows) 
  • Command + = (sinal de igual) (Mac OS)

Esses atalhos de teclado usam o teclado principal, não as teclas no teclado numérico.

Para aparar a duração do vídeo exportado, defina um ponto de Entrada (primeiro quadro) e um ponto de Saída (último quadro) na linha do tempo. É possível definir os pontos de Entrada e Saída das seguintes maneiras:

  • Mova o playhead para um quadro na linha do tempo e clique nos botões Definir ponto de entrada ou Definir ponto de saída acima da linha do tempo.
  • Arraste os ícones do ponto de Entrada ou do ponto de Saída para das laterais da linha do tempo para um quadro na linha do tempo.
  • Mova o playhead para um quadro na linha do tempo e use a tecla I para definir um ponto de Entrada e a tecla O para definir um ponto de saída.

O menu Intervalo de origem permite definir rapidamente a duração do vídeo exportado com as seguintes opções:

  • Sequência inteira - usa toda a duração do clipe ou da sequência de origem.
  • Entrada/saída de sequência/clipe/sessão - respeita as marcas de Entrada e Saída definidas em clips e sequências do Premiere Pro, Prelude, Audition e de outros aplicativos da Adobe.
  • Área de trabalho - respeita a área de trabalho especificada nas sequências do Premiere Pro ou composições do After Effects.
  • Personalizado - respeita os pontos de Entrada e Saída definidos na caixa de diálogo Configurações de exportação.
Observação:

O Adobe Media Encoder respeita as informações sobre timecode contidas em um arquivo de origem. O controle de "Definir o timecode inicial" permite alterar o valor do timecode inicial. Se a origem começar de 00:00:05:00, então a linha de tempo para o item no Adobe Media Encoder também começará de 00:00:05:00, não de zero. Esta informação de timecode é incluída no segundo arquivo de saída codificado. 

Configurações de exportação

A seção superior das Configurações de exportação permite escolher o formato do vídeo exportado e selecionar em uma lista de predefinições comuns. Para obter mais informações, consulte Criar predefinições personalizadas para o Media Encoder.

Você também pode alterar o nome do arquivo exportado e selecionar um destino da mídia exportada. Também estão disponíveis opções para exportar arquivos somente de vídeo ou somente de áudio, e um resumo das configurações de origem e saída.

Configurações de exportação
Configurações de exportação

Configurações dos efeitos

A guia Efeito permite adicionar vários efeitos à mídia exportada, como ajustes de cor Lumetri, conversão de HDR em SDR, sobreposições de imagens, texto e linha do tempo. 

Alterne para a guia Saída para exibir uma visualização desses efeitos aplicados no projeto.

Configurações de efeito
Configurações de efeito

Use o efeito de Lumetri para aplicar várias tonalidades de cor ao vídeo exportado. 

Arquivo Look Lumetri/LUT
Arquivo Look Lumetri/LUT

Para aplicar uma predefinição de Lumetri, siga um destes procedimentos:

  • Escolha uma predefinição de Lumetri Aplicado no menu pop-up. 
  • Escolha Selecionar… aplicar um arquivo personalizado Look ou LUT.

Use SDR Conform para converter o vídeo HDR (High Dynamic Range) em SDR (Standard Dynamic Range) para reprodução em dispositivos não HDR (valores definidos como porcentagem).

Conformidade com SDR
Conformidade com SDR

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Brilho - controla o brilho geral da mídia em conformidade com SDR.

  • Contraste - controla o contraste geral da mídia em conformidade com SDR.

  • Limite suave - controla a transição para o modo de compactação completa de forma a evitar hard clipping.

Use a Sobreposição de imagem para sobrepor uma imagem no vídeo exportado. 

Sobreposição de imagem
Sobreposição de imagem

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Aplicado - procurar e escolher a imagem de sobreposição.

  • Posição - define a posição relativa da sobreposição de imagem dentro do quadro de saída. Por exemplo, Centro, Superior esquerdo, Inferior Direito.

  • Deslocamento - especifica os deslocamentos horizontal e vertical da posição relativa (em pixels) para a sobreposição de imagem.

  • Tamanho - ajusta o tamanho da imagem. Por padrão, o tamanho de sobreposição da imagem será autoajustado de acordo com o tamanho do quadro de saída atual. A imagem será sobreposta de acordo com seu tamanho relativo, independentemente da resolução de saída.

    • Dimensionamento absoluto - ative esta opção para vincular o tamanho de sobreposição de imagem ao tamanho nativo da imagem de origem. Quando ativada, a sobreposição de imagem parecerá menor em resoluções de saída maiores e maior em resoluções de saída menores.
  • Opacidade - especifica a opacidade da imagem de sobreposição.

Use a Sobreposição de nome para adicionar o texto ao vídeo exportado. 

Sobreposição de nome
Sobreposição de nome

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Prefixo - texto adicionado ao início da sobreposição do nome.

  • Formato - opções de exibição para o texto de sobreposição:

    • Somente prefixo e sufixo 
    • Nome do arquivo de origem 
    • Nome de arquivo de origem (sem extensão) 
    • Nome do arquivo de saída 
    • Nome do arquivo de saída (sem extensão)
  • Sufixo - texto adicionado ao fim da sobreposição do nome.

  • Posição - define a posição relativa de texto no quadro de saída. Por exemplo, centro, superior esquerdo, inferior direito.

  • Deslocamento (X, Y) - especifica os deslocamentos horizontal e vertical (em pixels) da sobreposição do nome.

  • Tamanho - ajusta o tamanho do texto.

  • Opacidade - especifica a opacidade do plano de fundo preto atrás do texto.

Use a Sobreposição do timecode para adicionar um contador de timecode ao vídeo exportado.

Sobreposição de timecode
Sobreposição de timecode

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Posição - define a posição relativa do timecode no quadro de saída. Por exemplo, Centro, Superior esquerdo, Inferior Direito.

  • Deslocamento (X, Y) - especifica os deslocamentos horizontal e vertical (em pixels) do timecode no quadro de saída.

  • Tamanho - a ajusta o tamanho da exibição do timecode.

  • Origem de tempo - especifica como o timecode é gerado.

    • Arquivo de mídia - lê o Timecode da mídia de origem. Se a mídia de origem não for detectada, a sobreposição de timecode é iniciada em zero e corresponde à taxa de quadros da origem.

      • Deslocamento nos quadros - especifica o número de quadros em que a sobreposição do timecode é deslocada em relação ao timecode de origem. Você pode inserir valores positivos ou negativos para o deslocamento.
    • Gerar Timecode - gera o timecode personalizado para a sobreposição.

      • Formato - selecione um formato de timecode em quadros por segundo. Por exemplo, Timecode de 25 qps.
      • Inicia em - define um valor inicial do timecode.

Use o Ajustador de tempo para estender ou reduzir automaticamente a duração do vídeo, duplicando ou removendo quadros em determinadas seções de modo que a alteração total na duração seja imperceptível.  

Por exemplo, o vídeo deve ser ligeiramente menor para se ajustar a uma programação de transmissão, mas você não tem tempo para reeditar a sequência inteira.

Ajustador de tempo
Ajustador de tempo

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Duração atual - duração do vídeo de origem.

  • Duração de destino - duração do vídeo exportado depois que o efeito é aplicado.

  • Alteração da duração - a quantidade que a duração de saída difere da duração de origem. O intervalo pode ser definido de -10% menor a +10% maior.

  • Em uso predefinido - determina como a duração é ajustada quando a predefinição é aplicada a outras origens:

    • Duração de destino - usa o valor da Duração de destino, independentemente da duração original de origem. 
    • Alteração da duração - usa o valor de Alteração da duração com base na duração original de origem.
  • Ignorar registros - não inclui os registros ao ajustar a duração. Habilite esta opção para que o Ajustador de tempo ignore qualquer série de imagens estáticas por mais de 10 segundos.

O Limitador de vídeo força os valores de luminosidade e cor do vídeo de origem para que fiquem dentro dos limites seguros de transmissão.

  • Nível de clipe - especifica o intervalo de saída em unidades de IRE.

  • Compactação antes do recorte - aplica um "limite" que permite que as cores sejam colocadas no intervalo sem hard clipping.

Consulte Correção automática de volume para obter mais informações.

Configurações de vídeo

As configurações de vídeo variam de acordo com o Formato de exportação escolhido. Cada formato tem requisitos únicos que determinam quais configurações estão disponíveis. Para obter mais informações, consulte Formatos de arquivo compatíveis.

Configurações de exportação de vídeo
Configurações de exportação de vídeo

Observação:

Alguns cartões de captura e softwares de plug-in oferecem suas próprias caixas de diálogo com opções específicas. Se as opções exibidas forem diferentes das descritas aqui, consulte a documentação do seu cartão de captura ou plug-in.

Para informações gerais sobre configurações de compactação, consulte Digas de compactação.

Muitos dos formatos de exportação no Adobe Media Encoder têm uma opção de Corresponder à origem que permite corresponder automaticamente as configurações de exportação às configurações de origem.

Corresponder à origem
Corresponder à origem

Formatos compatíveis com a opção Corresponder à origem: 

  • GIF animado
  • BMP
  • DNxHD/DNxHD MXF OP1a – somente com “Corresponder à origem (Rewrap)” predefinida
  • DPX
  • GIF
  • H.264
  • HEVC (H.265)
  • JPEG
  • JPEG 2000 MXF OP1a
  • MPEG-2
  • MXF OP1a – somente com “Corresponder à origem (Rewrap)” predefinida
  • OpenEXR
  • PNG
  • QuickTime
  • Targa
  • TIFF

Quando definida como Corresponder à origem, o Adobe Media Encoder define automaticamente este valor para corresponder à ordem de campos na origem. Para obter mais informações, consulte Vídeo entrelaçado versus não entrelaçado.

Corresponder controles da origem e predefinições

Ao exportar arquivos de vídeo em formato H.264 ou MPEG-2, o Adobe Media Encoder permite que você faça automaticamente a correspondência das configurações de vídeo do arquivo de origem usando as predefinições Corresponder à origem. Selecionar uma predefinição Corresponder à origem ativa automaticamente as opções apropriadas na guia de configurações de Vídeo na caixa de diálogo Configurações de exporação.

O Adobe Media Encoder fornece os dois tipos a seguir de predefinição Corresponder à origem para os exportadores H.264 e MPEG-2:

  • Corresponder à origem - Taxa de bits alta: para origens de vídeo de alta definição (HD). Essa predefinição é a padrão para Corresponder à origem dos exportadores H.264 e MPEG-2.
  • Corresponder à origem - Taxa de bits média: para origens de vídeo de definição padrão (SD).

As predefinições Corresponder à origem são úteis quando você deseja passar alguns atributos da origem, e selecionar valores específicos para os outros atributos. Você pode salvar a configuração Corresponder à origem como uma nova predefinição e aplicá-la a qualquer origem na Fila ou painéis de Pasta Monitorada.

Por exemplo, digamos que você tem uma Pasta Monitorada que contém recursos com tamanhos de quadros e taxas de quadro variados. Você deseja converter todos os ativos na Pasta Monitorada em um único formato a 24 qps. Para isso, crie uma predefinição com a correspondência à origem ativada para todas as propriedades, exceto Taxa de Quadros, que é definida como 24 qps.

Configurações básicas de vídeo
Configurações básicas de vídeo

As configurações a seguir são comuns à maioria dos formatos de exportação no Media Encoder:

  • Largura - a largura do quadro de vídeo.

  • Altura - a altura do quadro de vídeo.

    Observação:

    Vincular valores de largura e altura mantém a taxa de proporção do vídeo. Para ajustar a Largura e a Altura de forma independente uma da outra, desative o botão do link.

  • Dimensões de vídeo - alguns formatos, como H.264 Blu-ray ou Wraptor DCP, restringem o tamanho de quadros a valores específicos. O menu Dimensões de vídeo exibe os tamanhos de quadro compatíveis com esses formatos.

  • Taxa de quadros - quadros exibidos por segundo durante a reprodução do vídeo. Geralmente as taxas de quadros mais altas produzem um movimento mais suave, embora escolher uma taxa de quadros diferente da taxa de quadros da mídia de origem pode gerar artefatos indesejados de movimento. Lembre-se de que alguns formatos e codecs suportam apenas um conjunto específico de taxas de quadro.

    Para obter mais informações, consulte Taxa de quadros.

  • Ordem de campo - especifica se o arquivo exportado tem quadros progressivos ou quadros feitos de campos entrelaçados.

    • Progressivo é a configuração de preferência para televisão digital, conteúdo online e filme.
    • Ao exportar para formatos entrelaçados como NTSC ou PAL, selecione Superior primeiro ou Inferior primeiro para definir a ordem de exibição dos campos entrelaçados.

    Para obter mais informações, consulte

  • Proporção - a taxa de proporção de pixel do vídeo. A Taxa de proporção de pixel (PAR) descreve a proporção da largura à altura de um único pixel de vídeo. Os formatos de vídeo digital, como HD, 4 K UHD e 8 K, normalmente têm pixels quadrados (PAR 1.0), enquanto os formatos como NTSC e PAL têm pixels retangulares. Exportar em um PAR diferente do PAR de mídia de origem pode distorcer a imagem do vídeo.

    Para obter mais informações sobre as taxas de proporções, consulte estas páginas:

  • Padrão de TV - define o padrão como NTSC ou PAL. Quando a Fonte de correspondência for ativada, o padrão será calculado com base nas propriedades da origem. Por exemplo, se a taxa de quadros do arquivo de origem for 25 fps, o padrão de TV será definido para PAL.

As configurações a seguir são exibidas nos formatos H.264 e HEVC.  

Observação:

O Perfil e o Nível são limitações usadas por codificadores baseados em MPEG que deixam a saída de vídeo em conformidade com os padrões comuns usados em dispositivos eletrônicos.

Configurações de codificação
Configurações de codificação

Você pode preparar o vídeo para a saída especificando os formatos de preferência.

  • Desempenho - (somente H.264 e HEVC) - Acelerado por hardware é a opção padrão, que avisa o Media Encoder para usar o hardware disponível no sistema para acelerar os tempos de codificação.

    • A aceleração de hardware depende da configuração do sistema.
    • Se seu sistema não for compatível com determinadas configurações de exportação, o menu de Desempenho é alternado automaticamente para Somente software.
  • Perfil - os perfis h.264 comuns incluem:

    • Linha de base - o perfil mais simples usado pela conferência de vídeo e dispositivos semelhantes que exigem velocidades altas de decodificação.
    • Principal - um perfil comum usado principalmente na transmissão SD.
    • Alto - um perfil com amplo suporte usado pela maioria dos dispositivos HD.
    • High10 - uma extensão do perfil Alto compatível com uma decodificação de 10 bits.
  • Nível - limita o intervalo de opções disponíveis para Tmanho do quadro, Taxa de quadros, Ordem de campo, ProporçãoTaxa de bits, Croma e outras configurações de compactação. Em geral, as configurações de nível superior são compatíveis com resoluções de vídeo maiores.

    Observação:

    Caso não tenha certeza de qual Perfil & Nível usar, marque as caixas de seleção Corresponder à origem para que o Media Encoder escolha a melhor configuração com base nas propriedades da mídia de origem.

  • Rec. 2020 Primários - usa o Rec. Espaço da cor 2020 compatível com formatos de UHD, como 4 K & 8 K. Disponível quando Perfil for definido como "High10".

  • Intervalo dinâmico alto - exporta com o Intervalo dinâmico alto, que mantém os detalhes em brancos mais brilhantes e em preto mais profundos, em profundidades de bits mais altas. Disponível quando "Rec. Cores primárias 2020 está ativado.

  • Incluir metadados HDR10 - o HDR10 usa a função de transferência de PQ e adiciona cinco partes de metadados. A versão anterior do Media Encoder era compatível com PQ, mas omitia metadados. Esses são valores digitados pelo usuário. Nenhuma análise de conteúdo é executada. A finalidade desses metadados é fornecer ao dispositivo de reprodução de HDR os detalhes sobre o conteúdo para que seja ser exibido corretamente e com a melhor qualidade possível.

    Metadados HDR10
    Metadados HDR10

    Volume da cor de exibição da masterização

    • Cores primárias - essa é a gama de cores do monitor HDR usado ao calibrar seu conteúdo. Obtenha esse valor lendo as especificações técnicas do seu monitor. Ele possui uma lista suspensa com três opções. Os valores possíveis são: Rec.709, P3D65 (padrão), Rec. 2020.
    • Luminância mínima - essa é a mínima luminância possível do monitor HDR usado ao calibrar seu conteúdo. Obtenha esse número lendo as especificações técnicas do seu monitor. Essa é a entrada numérica com texto scrubbable hot. O valor padrão é 0.0050. O intervalo é de 0.0005 a 0.05.
    • Luminância máxima - essa é a máxima luminância possível do monitor HDR usado ao calibrar seu conteúdo. Obtenha esse número lendo as especificações técnicas do seu monitor. Essa é a entrada numérica com texto scrubbable hot. O valor padrão é 1000. O intervalo é de 100 a 4000.

    Níveis de luz do conteúdo

    • Máximo - essa é a luminância máxima do conteúdo no seu programa. Insira a luminância da parte mais brilhante do programa. Mesmo que o padrão HDR10 possa alcençar intervalos de luminância de até 10.000 nits, não nenhum painel de cliente é capaz de entregar este brilho. Recomenda-se normalmente manter a luminância de conteúdo HDR10 em ou abaixo de 4000 nits. A tela HDR usará este valor para mapear o tom do programa no intervalo da exibição para que nenhum destaque seja cortado. É o nível máximo de luz. É semelhante à luminância máxima. 
    • Média - é o nível médio máximo de luz por quadro. A tela HDR usará este valor para mapear o tom do programa no intervalo da exibição para que o programa pareça o mesmo que no aperfeiçoamento. Esse valor pode alterar significativamente a aparência do seu conteúdo e recomenda-se testar a reprodução na tela pretendida para garantir que tudo parece correto.

A taxa de bits é a quantidade de dados em um sinal de vídeo ou áudio medido em bits por segundo. Em geral, as taxas de bit mais altas produzem vídeo e áudio de melhor qualidade, enquanto as taxas mais baixas criam mídias é mais fáceis de serem reproduzidas por conexões de Internet.

Para obter mais informações, consulte Taxa de bits.

Configurações de taxa de bits
Configurações de taxa de bits

As opções de Taxa de bits variam de acordo com o codec e formato. Aqui estão algumas configurações comuns: 

  • Codificação da taxa de bits - especifica o método de codificação usado para compactar sinal de vídeo/áudio.

    • CBR (Taxa de bits constante) - define um valor constante para a taxa de dados. Esta opção pode reduzir o tempo de exportação, mas pode afetar a qualidade de quadros mais complexos.
    • VBR (Taxa de bits variável) - ajusta dinamicamente a taxa de dados com base na complexidade do sinal de vídeo/áudio. Esta opção produz uma qualidade geral mais alta em tamanhos de arquivo menores, mas pode aumentar os tempos de exportação.
    • Transmissão de VBR 1 x Transmissão 2 - a codificação de transmissão 1 analisa todo o arquivo de mídia, do início ao fim, para calcular uma taxa de bits variável. A codificação de transmissão 2 faz duas transmmissões pelo arquivo, do início ao fim, e retornando do fim ao início. A segunda passagem aumenta os tempos de codificação, mas garante maior eficiência de codificação e geralmente produz uma saída de qualidade superior.
    Observação:

    Ao comparar a codificação CBR e VBR de um determinado arquivo de mídia, é possível fazer as seguintes generalizações: um arquivo CBR pode ser reproduzido mais confiavelmente em uma maior gama de sistemas, porque uma taxa de dados fixa sobrecarrega menos os reprodutores de mídia e os processadores do computador. Contudo, um arquivo VBR tende a possuir uma qualidade de imagem superior, porque o VBR adapta a quantidade de compressão ao conteúdo da imagem.

  • Taxa de bits de destino [Mbps] - define a taxa de bits total do arquivo codificado. O vídeo é medido em megabits por segundo [Mbps], enquanto o áudio é medido em kilobits por segundo [kbps].

  • Taxa de bits máxima [Mbps] - define os valores mínimos & máximos permitidos durante a codificação VBR.

Predefinições da taxa de bits adaptável - há três predefinições de taxa de bits adaptáveis disponíveis no formato H.264:

  • Corresponder à origem – Taxa de bits baixa
  • Corresponder à origem – Taxa média de bits adaptável
  • Corresponder à origem – Taxa de bits alta

Essas predefinições podem ajudar a reduzir o tamanho do arquivo e agilizar os tempos de exportação, ao considerar a resolução e a taxa de quadros de mídia de origem ao calcular a taxa de bits total. Por exemplo, a mesma predefinição adaptável usaria uma taxa de bits inferior quando aplicada à mídia SD, mas uma taxa de bits mais alta quando aplicada à mídia HD ou 4-K.

Aqui estão algumas configurações avançadas comuns que aparecem em vários formatos e vários codecs:

Distância de quadro-chave — ative essa opção para especificar com que frequência os quadros principais (geralmente chamados de quadros I) são inseridos no vídeo exportado. Em geral, um valor de quadro mais baixo resulta em um vídeo de melhor qualidade, mas pode aumentar o tamanho do arquivo. Quando desativado, o Media Encoder escolha distância apropriada do quadro-chave com base no formato de exportação e na taxa de quadros. Para obter mais informações, consulte Quadros-chave.

Observação:

Alguns codecs do QuickTime e AVI não dão suporte à definição de um intervalo personalizado do quadro-chave; portanto, a opção Distância do quadro-chave é desativada para essas opções de codec.

    Otimizar estáticos — Ative essa opção para renderizar imagens estáticas na sequência como um único quadro em vez de uma série de quadros repetidos, o que ajuda a reduzir o tamanho do arquivo do vídeo exportado. Os quadros estáticos otimizados são mostrados na duração correta em reprodutores compatíveis. Se o arquivo de vídeo exportado apresentar problemas de reprodução ao exibir imagens estáticas, desmarque esta opção e exporte novamente o arquivo.

Usando as configurações de exportação de VR, é possível exportar a gravação de 360 graus da mesma forma que a sequência de imagens normal. A VR 360 permite que você edite formatos equirrectangular e esférico duplo. A gravação é monoscópica e estereoscópica. Exportar vídeo equirrectangular é semelhante a exportar qualquer outro tipo de vídeo, com algumas diferenças. Para obter mais informações, consulte Trabalhar com vídeo de VR imersivo.

Marque a caixa de seleção O vídeo é VR e edite as opções.

Vídeo de VR
Vídeo de VR

Campos de visão horizontal e vertical

O usuário pode desabilitar a opção Propriedades de VR automáticas e configurar manualmente o Layout de quadro e os Campos de visão horizontal e vertical. Essa opção permite que o efeito converta o Layout de quadro entre monoscópico, estereoscópico (acima/abaixo) e estereoscópico (lado a lado).

Configurações de exportação de VR

Você pode exportar uma gravação de 360 graus de maneira similar que exporta uma gravação regular. A VR 360 permite que você edite formatos equirrectangular e esférico duplo. A gravação é monoscópica e estereoscópica. Exportar vídeo equirretangular é como exportar qualquer outro tipo de vídeo, com algumas ressalvas.

Para obter mais informações, consulte Trabalhar com vídeo de VR imersivo.

Áudio

As configurações de áudio são encontrados na guia Áudio da caixa de diálogo Configurações de exportação. As configurações variam de acordo com o formato de exportação escolhido.

Configurações de áudio
Configurações de áudio

Configurações do formato de áudio
Configurações do formato de áudio

Configurações básicas de áudio
Configurações básicas de áudio

Você pode preparar o áudio para a saída especificando os formatos de preferência.

  • Codec de áudio - especifica o codec de compactação de áudio. Alguns formatos de áudio suportam somente áudio descompactado, que tem a mais alta qualidade, mas utiliza mais espaço em disco. Alguns formatos fornecem apenas um codec, enquanto outros permitem selecionar de uma lista de codecs.

  • Taxa de amostragem - frequência na qual o áudio será convertido em valores discretos digitais, medida em Hertz (hz). O áudio gravado em taxas de amostragem mais altas produz uma melhor qualidade, mas requer tamanhos de arquivo maiores. Para obter melhores resultados, é necessário exportar o áudio na mesma taxa de amostra que foi gravado. Exportar em uma taxa de amostra mais alta não melhora a qualidade e não exige a reamostragem, o que pode aumentar o tempo de exportação.

    Para obter mais informações, consulte Dicas de compactação.

  • Canais - especifica o número de canais de áudio incluídos no arquivo exportado. Se você selecionar menos canais do que os existentes na faixa mestra da sequência ou arquivo de mídia, o Adobe Media Encoder realizará um downmix do áudio. As configurações do canal comum incluem Mono (um canal), Stereo (dois canais) e 5.1 (seis canais de som surround).

    O downmix só funciona para combinações de canalização específicas, como na de 5.1 para estéreo ou de estéreo para mono. Não funciona para N-Channel para estéreo ou mono.

    Observação:

    O formato QuickTime inclui as opções de Configuração do canal de áudio, que permitem controlar como os canais de origem são distribuídos aos canais de saída no arquivo exportado. Esta opção permite economizar tempo e agilizar a renderização ao exportar várias configurações de saída de áudio no mesmo arquivo QuickTime, incluindo áudio estéreo e canalização 5.1.

  • Tamanho da amostra - quantidade de dados de áudio por amostra (também chamado de "profundidade de bits"). O áudio gravado em tamanhos de amostra mais altos normalmente resulta em um som de melhor qualidade, mas requer tamanhos de arquivo maiores.

A Taxa de bits [kbps] é a taxa de bits de saída do áudio. Geralmente, taxas de bit maiores incrementam a qualidade e o tamanho do arquivo.

Multiplexador

Formatos como H.264, HEVC (H.265) e MPEG incluem uma guia Multiplexador, que controla como os dados de áudio e vídeo são mesclados num único fluxo contínuo (ou "multiplexação"). Quando a multiplexação estiver definida como Nenhum, os fluxos de vídeo e áudio serão exportados como arquivos separados.

Para obter informações detalhadas sobre as opções MPEG, consulte as especificações MPEG relacionadas a MPEG-4 (ISO/IEC 14496), MPEG-2 (ISO/IEC 13818) e o site da Wikipedia.

Configurações do multiplexador
Configurações do multiplexador

Legendas

As legendas são geralmente usadas para exibir a parte de áudio de um vídeo como texto em televisores e outros dispositivos que oferecem suporte à exibição de legendas.

  • Opções de exportação
  • Formato de arquivo
  • Taxa de quadros

As legendas são geralmente usadas para exibir a parte de áudio de um vídeo como texto em televisores e outros dispositivos que oferecem suporte à exibição de legendas.

Consulte a seção Exportar dados de legenda para obter mais informações.

Publicar

É possível usar a guia Publicar para fazer upload dos arquivos para diferentes plataformas de redes sociais. É possível escolher uma opção na lista de predefinições do sistema disponível no Adobe Media Encoder. Para obter mais informações, consulte Configurações de publicação no Adobe Media Encoder.

Publicar
Publicar

Configurações de interpolação de renderização e tempo

Essa opção ajuda a preservar detalhes e evita a suavização ao dimensionar a um tamanho de quadro diferente da mídia de origem. Por exemplo, exportar uma sequência 4-K de alta resolução para uma resolução mais baixa HD ou formato SD. Ativar essa opção pode melhorar a qualidade, mas lembre-se do seguinte:

  • Os tempos de exportação podem aumentar significativamente, especialmente em sistemas sem uma GPU compatível.
  • Os sistemas com hardware de GPU compatível usam a qualidade máxima de renderização automaticamente se Renderizador estiver definido como Metal, CUDA ou OpenCL. Deixe esta configuração desmarcada nessas situações.
  • Essa opção é útil somente ao exportar para um tamanho de quadro diferente. Se você estiver exportando no mesmo tamanho de quadro que a mídia de origem, mantenha essa configuração desmarcada.

Quando essa opção está ativada, o Adobe Media Encoder exporta usando os arquivos de pré-visualização já gerados para sua sequência do Premiere, em vez de gerar uma nova mídia. Essa opção pode ajudar a agilizar os tempos de exportação, mas pode afetar a qualidade dependendo do formato de visualização escolhido.

Para obter mais informações, consulte este artigo de ajuda do Premiere Pro: Trabalhar com arquivos de visualização.

Observação:

Essa configuração é aplicável somente às sequências do Premiere Pro.

Os proxies são usados para aumentar o desempenho durante a edição e a importação. 

Quando essa opção está ativada, o Adobe Media Encoder exporta usando os arquivos de proxy já gerados para sua sequência, em vez de gerar uma nova mídia. Essa opção pode melhorar o desempenho da exportação. A caixa de seleção será desmarcada como padrão.

Ative esta opção para especificar um timecode inicial para a mídia exportada, que é diferente do timecode de origem. Deixe essa opção desmarcada para usar o timecode de origem na exportação.

Esta opção pode ser usada para as origens que contêm um canal alfa. Quando ativada, somente o canal alfa é renderizado no vídeo de saída, e uma visualização de tons de cinza do canal alfa é mostrada na guia saída. Esta configuração é útil ao exportar para formatos como MXF incompatíveis com a informação de transparência. Você pode usar a saída exclusiva ao canal alfa para definir áreas transparentes de seu vídeo em aplicativos de terceiros.

A Interpolação de tempo entra em ação quando a taxa de quadros da mídia exportada for diferente da mídia de origem. Por exemplo, se a sequência de origem estiver em 30 fps, mas deseja exportá-la em 60 fps. A Interpolação de tempo gera ou remove quadros das seguintes formas:

  • Amostragem de quadro - duplica ou remove quadros para obter a taxa de quadros desejada. Essa opção pode produzir uma reprodução interrompida ou cortada em alguma gravação.
  • Mesclagem de quadros - adiciona ou remove quadros ao mesclá-los com quadros adjacentes, o que pode resultar em uma reprodução mais suave.
  • Fluxo óptico - adiciona ou remove quadros ao interpolar o movimento dos pixels dos quadros ao redor. Essa opção produz uma reprodução mais suave em geral, embora os artefatos possam ser inseridos se houver uma diferença significativa entre os quadros. Experimente usar uma das outras configurações de interpolação de tempo se este erro ocorrer.

Exportar e refinar metadados XMP

Os metadados são um conjunto de informações descritivas sobre um arquivo de mídia. Os metadados podem incluir informações como a data de criação, o formato do arquivo, e os marcadores de linha do tempo. Escolha os metadados XMP a serem incluídos em sua mídia exportada na caixa de diálogo Exportação de metadados.

Para abrir a caixa de diálogo de Exportação de metadados, clique no botão Metadados no canto inferior direito da caixa de diálogo Configurações de exportação.

Exportação de metadados
Exportação de metadados

Observação:

Você pode executar muitas das mesmas ações da categoria Metadados da caixa de diálogo Preferências. (Consulte Preferências). As alterações efetuadas na caixa de diálogo Preferências não se aplicam aos itens selecionados na fila de codificação, mas os modelos e as regras estão disponíveis para atribuição posterior por meio da caixa de diálogo Exportação de Metadados.

Para obter mais informações sobre como trabalhar com metadados no Premiere, consulte Gerenciar metadados.

Use o menu Opções de exportação para escolher como os metadados XMP são salvos com o arquivo exportado:

  • Nenhum - nenhum metadado XMP da origem é exportado. Contudo, os metadados básicos sobre o arquivo exportado, como as configurações de exportação e o timecode inicial, são sempre exportados, mesmo ao selecionar Nenhum.
  • Incorporar no arquivo de saída - os metadados XMP são salvos no próprio arquivo exportado.
  • Criar arquivo auxiliar - os metadados XMP são salvos como um arquivo separado no mesmo diretório do arquivo exportado.
Observação:

A opção Incorporar no arquivo de saída é desativada para os formatos que não aceitam dados XMP incorporados.

Um modelo de exportação especifica quais metadados XMP serão gravados no arquivo de saída. Por exemplo, você pode criar um modelo de exportação que inclua vários metadados XMP a partir dos arquivos de origem, assim como adicionar suas informações de contato e informações sobre direitos de gerenciamento em cada arquivo de saída. 

O modelo de exportação filtra quaisquer campos que não estejam expressamente habilitados pelo modelo atual. As únicas exceções são as propriedades internas, que são automaticamente preenchidas com os dados pelo aplicativo criador e que são sempre incluídas e não editáveis. 

Para criar sua própria regra de exportação, clique em Nova perto do menu Modelo de Exportação. Você pode habilitar campos individuais ou categorias selecionando-as na caixa de diálogo Editor de Modelo de Exportação. Para localizar campos específicos, utilize o campo de busca perto do topo da caixa de diálogo Editor de Modelo de Exportação. Certifique-se de dar um nome descritivo ao seu modelo de exportação. 

Você pode editar um modelo de exportação personalizado selecionando-o no menu Modelo de Exportação e clicando em Editar. 

Depois de aplicar um modelo de exportação, você também poderá inserir valores manualmente para adicionar metadados XMP específicos aos itens a fila de codificação atual. 

Alguns campos não são editáveis e não podem ser excluídos da origem, como os campos que são gravados automaticamente pelo aplicativo que os criou. Por exemplo, o campo Formato, no esquema Dublin Core, e o campo Taxa de Quadros de Vídeo, no esquema Dynamic Media, são definidos pelo Adobe Media Encoder para descrever precisamente o arquivo de saída, e esses campos não são editáveis pelo usuário. Da mesma forma, os valores que são especificados pelo modelo de exportação atual aparecem como não editáveis; para alterar esses valores, altere o modelo ou aplique um modelo diferente. 

Qualquer campo sem dados, inseridos do modelo ou manualmente, será excluído dos metadados XMP exportados. Os campos vazios não são gravados no arquivo de saída.

Logotipo da Adobe

Fazer logon em sua conta