O Adobe Bridge armazena no cache central a miniatura, visualização e as informações de metadados em um banco de dados. Esse banco de dados aprimora o desempenho quando você navegar ou pesquisar por arquivos. No entanto, quanto maior o cache, mais espaço em disco ele usa. As preferências de cache ajudam a gerenciar a compensação entre desempenho e o tamanho do cache.

  • Escolha Editar > Preferências > Cache (Windows) ou Bridge > Preferences > Cache (Mac OS) e escolha entre as seguintes opções:

Manter visualizações 100% no cache

A visualização de 100%, também chamada de cache em tamanho integral, é um arquivo JPEG que indica um zoom de 100%. Esse zoom ampliado é o que você vê em uma apresentação de slides e na visualização em tela cheia. Isto é também o que você vê quando usa a ferramenta Lupa no modo Revisão ou no painel Visualizar. Ao usar esse arquivo em cache, você evita a renderização de uma imagem 100% do arquivo de origem original. No entanto, ele requer espaço em disco adicional e o processamento inicial levará algum tempo.

Quando você usa a ferramenta Lupa ou o Zoom 100%, essa visualização 100% é extraída na memória do arquivo. A opção Manter visualizações em cache 100% permite que a visualização de 100% seja gravada no cache central, que está no seguinte local:

  • Mac OS: /Users/[Nome do usuário]/Library/Caches/Adobe/Bridge CS[número de versão]/Cache/full
  • Windows: /Documents and Settings/[Nome do usuário]/Application Data/Adobe/Bridge CS[número da versão]/Cache/full

Observação: no Windows, ative a opção Mostrar arquivos ocultos para exibir este local. Consulte Mostrar arquivos e pastas ocultos, e extensões de nome de arquivo | Windows XP, Vista, Windows 7.

Você também pode gerar visualizações de tamanho integral para todos os arquivos em uma pasta. Clique no botão da miniatura e da qualidade de visualização na barra Aplicativos e escolha Gerar visualizações 100%.No entanto, essas visualizações de tamanho integral somente são usadas para zoom e a lupa 100%. Elas não são usadas para exibir miniaturas, apresentações de slides e visualizações na tela em uma visualização menor do que 100%. Além disso, elas não são usadas no painel Visualizar ou no modo Revisão quando você não estiver usando a ferramenta Lupa.




Exportar cache para pastas automaticamente quando possível

Essa opção sincroniza os dados do cache central e exportado.Cria arquivos em cache exportados para cada pasta que o Adobe Bridge procura (desde que a pasta não seja de somente leitura).

Na primeira vez o Adobe Bridge visualiza uma pasta, ele verifica quanto a existência de um cache exportado. Se ele encontrar o cache exportado, o Adobe Bridge importa todas as entradas para seu cache central. Depois disso, o Adobe Bridge somente trata do cache central para essa pasta; todas as miniaturas ou metadados novas ou modificadas são armazenadas no cache central. Se Exportar caches automaticamente para pastas quando possível for selecionado, o Adobe Bridge também atualiza o cache exportado com as miniaturas ou os metadados geradas ou atualizadas. Mas o Bridge não faz a leitura dos dados do cache exportado para essa pasta porque a pasta existe no cache central.O que isso significa na prática? Ele entra em funcionamento quando múltiplas instâncias do Adobe Bridge — nos mesmos ou em computadores diferentes — visualiza a pasta. Por exemplo:

  1. O Bridge CS4 criou um cache exportado para uma pasta.
  2. O Bridge CS5 encontra a pasta e lê o cache exportado, importando todas as entradas no cache central do Bridge CS4.
  3. Você colocar novos arquivos na pasta ou adicionar uma palavra-chave ou outros metadados em um arquivo existente.
  4. O Bridge CS4 visualiza a pasta e gera miniaturas para os novos arquivos. E como Exportar caches automaticamente para pastas quando possível está selecionado, ele atualiza o arquivo de cache exportado.
  5. O Bridge CS5 visualiza a pasta e ignora o arquivo do cache exportado porque ele já foi visualizado nessa pasta. Ele gera miniaturas para os novos arquivos e os adiciona no cache central.

Se você não desejar preencher o espaço em disco com os caches exportados para cada visualização do Adobe Bridge da pasta, desmarque essa opção. Você pode exportar o cache manualmente para qualquer pasta individual escolhendo Ferramentas > Cache > Criar e exportar cache. Você pode executar essa etapa, por exemplo, antes de gravar uma pasta no DVD.

Local

O local mostra o caminho para o cache central. O cache central do Adobe Bridge CS3 está em um local diferente do que o do Adobe Bridge CS4 e CS5. O Adobe Bridge CS4 e CS5 não leem o cache central do Bridge CS3.

Tamanho do cache

Cada arquivo e pasta que o Adobe Bridge armazena no cache usa um registro do banco de dados. Um registro de banco de dados inclui um ou mais arquivos JPEG que o Adobe Bridge gera para exibir as miniaturas e as visualizações.O cache pode armazenar até 500.000 registros; o tamanho do cache padrão é de 100.000 registros.Aumentar o tamanho do cache poderá aprimorar o desempenho, mas um cache maior usa mais espaço em disco. 

Compactar Cache

Compactar o cache remove os registros obsoletos do banco de dados e os arquivos JPEG associados a esses registros.

Expurgar cache

Limpar o cache exclui todas as miniaturas e visualizações do cache central.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online