O Bridge CC 2019 permite que você gerencie o cache em uma avançada e permite gerar o cache compartilhado em um ambiente colaborativo. Quando você trabalha em unidades compartilhadas, o mecanismo de cache compartilhado do Bridge permite que você importe os caches compartilhados já gerados e os reutilize.

Observação:

No Bridge CC 2018 e nas versões anteriores, o cache era vinculado principalmente a usuários individuais trabalhando em suas próprias pastas. O cache era gerado e mantido de forma separada para cada usuário, portanto, quando você trabalhava em um ambiente colaborativo (unidades compartilhadas pela rede ou unidades de disco rígido externo) a geração e manutenção de cache de cada uma das máquinas do usuário costumava demorar um tempo considerável.

Quando e por que eu preciso de um cache compartilhado?

Quando você trabalha em um ambiente colaborativo, você pode criar um cache compartilhado para outros usuários do Bridge. Este cache compartilhado traz os seguintes benefícios:

  • Melhora o desempenho com maior rapidez ao navegar, pesquisar e filtrar itens em cache
  • Evita a necessidade de criar o cache novamente e economiza o esforço de geração de cache para outros usuários

Observação:

O recurso de gerenciamento de cache compartilhado é útil apenas quando você trabalha em um ambiente colaborativo com vários usuários. Se você é um usuário único, o cache compartilhado não tem utilidade para você e pode ocasionar problemas de espaço. é

Não é recomendado que você use o recurso de cache compartilhado se você é um usuário único. Nesse caso, a geração e manutenção do cache funcionará da mesma forma como era feito no Bridge CC 2018.

Para uma melhor compreensão, considere uma organização que possui designers, ilustradores e fotógrafos que trabalham frequentemente com imagens. Essas imagens estão disponíveis em um repositório de imagens para o qual eles utilizam o Bridge para navegar, adicionar, ver, editar ou procurar imagens.

Se você usa o Bridge CC 2018 e as versões anteriores, um cache separado é gerado para todas as imagens em cada uma das máquinas individuais, o que é um processo que leva tempo. 

Com o Bridge CC 2019, você pode usar o recurso de gerenciamento de cache para exportar o cache compartilhado e outros usuários podem importar uma cópia do cache compartilhado em seus sistemas locais. Considerando que os sistemas estão em sincronização, gerenciar caches em um local centralizado permite que você reutilize o cache exportado, sem a necessidade de recriá-lo em sua máquina.

Compartilhamento de cache em um ambiente colaborativo
Compartilhamento de cache em um ambiente colaborativo | Usuário A exportando e criando uma pasta de cache compartilhado | Usuários B e C importando o cache da pasta de cache compartilhado para seus sistemas locais

Observação:

A seguir estão duas pastas de cache importantes que você deve conhecer:

  • Pasta de cache compartilhado (.BridgeSharedCache): pasta no local de compartilhamento de rede na qual está o cache exportado que pode ser reutilizado por outros usuários do Bridge. Essa pasta é criada quando você cria e exporta o cache compartilhado.
  • Pasta de cache importado: pasta em sua máquina local na qual fica o cache compartilhado importado. Essa pasta é criada automaticamente depois que você importar o cache compartilhado.

Quando devo exportar, importar e limpar as tarefas em um cache compartilhado?

Ao trabalhar em cache compartilhado do Bridge em um ambiente com vários usuários, você pode realizar as seguintes operações:
  • Exportar: você pode executar a operação de exportação para gerar um cache manualmente para a pasta selecionada e suas subpastas. Durante a exportação, o Bridge gera internamente miniaturas e visualizações e as indexa e armazena na pasta de cache compartilhado dentro da pasta selecionada. Essa pasta inclui o cache compartilhado que pode ser reutilizado por outros usuários. Em um ambiente multiusuário, é recomendável que apenas um usuário, que tenha o acesso de gravação, execute a operação de exportação para gerar o cache compartilhado e nenhum usuário deve modificar a pasta de cache compartilhado.
  • Importar: quando o cache compartilhado é exportado para reutilização, você pode executar a operação de importação para obter uma cópia local deste cache compartilhado em seu sistema. A importação pode ser feita de duas maneiras:
    • Importação explícita (usando a caixa de diálogo Gerenciar cache): importa (copia) o cache exportado de todas as pastas de uma só vez. 
    • Importação automática de cache (controlado por meio de uma opção de preferência): importa (copia) o cache todas as vezes que você procura a pasta pelo Bridge. 

Quando a importação é realizada utilizando qualquer um desses meios, o Bridge copia os conteúdos das pastas de cache compartilhado para uma pasta (pasta de cache importado) em sua máquina.  

  • Limpar: você pode realizar os seguintes tipos de operações de limpeza de cache:
    • Limpar cache exportado (compartilhado): o cache exportado fica na pasta de cache compartilhado. Você pode limpar esta pasta para excluir os caches compartilhados escolhendo Limpar um local específico na caixa Gerenciar cache ou clicando com o botão direto do mouse no cache e escolher Limpar cache selecionado
    • Limpar um cache importado por pasta: você pode limpar o cache importado por pasta escolhendo Limpar um local específico na caixa Gerenciar cache ou clicando com o botão direito do mouse e escolher Limpar cache selecionado
    • Limpar todos os caches importados: você pode limpar todos os caches importados na pasta de cache importado escolhendo Limpar todos os arquivos de cache locais na caixa Gerenciar cache.

Observação:

O Bridge CC 2019 SDK fornece o objeto ManageCache que inclui a funcionalidade de exportar, importar e limpar um cache compartilhado. Você também pode utilizar esse objeto para automatizar essas operações. Para mais detalhes, consulte https://www.adobe.io/apis/creativecloud/bridge.html.

Como exporto, importo e limpo um cache compartilhado?

Para criar e gerenciar o cache de uma pasta que você deseja compartilhar entre vários usuários, escolha Ferramentas > Gerenciar cache. A caixa de diálogo Gerenciar cache será exibida.

ManageCache_1
Caixa de diálogo Gerenciar cache

Na caixa de diálogo Gerenciar cache, faça o seguinte:

  1. Para criar o cache para a pasta selecionada e suas subpastas, selecione Criar e exportar cache para a pasta "selecionar nome da pasta" e todas as pastas delimitadas. Essa opção é selecionada por padrão.

    Observação: o nível de acesso de cada pasta é considerado durante a criação do cache. A operação de exportação cria internamente índices, miniaturas, visualizações e armazena informações de versão de exportação. na pasta de cache compartilhado. O Bridge também exporta informações de metadados dos arquivos.

    • Selecione Criar visualizações 100% para criar a visualização completa de imagens no cache. Essa opção é desativada por padrão.

    Dica: se você precisar trabalhar em imagens ampliadas e com zoom com frequência, é recomendado que você selecione a opção Criar visualizações 100%. No entanto, isso consome mais espaço em disco e aumenta o tempo de processamento inicial de forma significativa.

    • Clique em OK.
  2. Para importar o cache de uma pasta compartilhada específica, selecione Importar cache. Clique em Avançar e escolha a pasta compartilhada à qual você deseja importar o cache.

    Durante a importação, o Bridge copia as miniaturas, visualizações, informações de metadados, índices na sua máquina local em uma pasta de cache compartilhado. Esta operação de cópia é mais rápida do que regenerar miniaturas e visualizações do cache, portanto, você pode exibir e pesquisar as imagens mais rápido. Assim que o cache for importado e estiver disponível na pasta de cache compartilhado, todas as próximas atualizações no arquivo também irão atualizar a cópia do cache importado em sua pasta de cache compartilhado.

    Quando você navega em uma pasta que inclui um cache compartilhado, por padrão, o Bridge faz o download automático do cache no seu computador. Para desabilitar esse recurso de importação automática, desmarque a opção Importar automaticamente o cache das pastas quando possível ao escolher Editar > Preferências > Cache.

    CCM_Preferences1
    Preferência para importar o cache automaticamente

    Para mais informações sobre como definir as preferências de cache, consulte Como funciona o cache do Adobe Bridge.

  3. Para excluir o cache, selecione Limpar cache. Você pode usar essa opção se suspeitar que o cache de uma pasta é antigo e precisa ser regenerado (por exemplo, miniaturas e metadados que não estão sendo atualizados).

    • Para excluir todos os arquivos em cache em seu computador, selecione Limpar todos os arquivos em cache locais. Essa opção é selecionada por padrão. Ao clicar em Avançar, uma mensagem de aviso será exibida para confirmar a ação.
    ManageCache_purge
    Mensagem de aviso
    • Para excluir seletivamente os arquivos em cache de uma pasta específica, selecione Limpar cache de um local específico. Clique em Avançar e selecione a pasta de onde deseja excluir os arquivos. Se a pasta que você escolher para excluir os arquivos em cache é uma pasta com cache exportado, uma caixa de diálogo de aviso é exibida. Nesta caixa, selecione uma destas opções:
      • Limpar apenas meu cache: exclui apenas a cópia local dos arquivos de cache. Os arquivos em cache compartilhados permanecerão inalterados. 
      • Limpar cache para todos os usuários: exclui os arquivos de cache compartilhados e as cópias locais dos arquivos de cache.
    • Selecione Incluir subpastas para excluir o cache das subpastas.
    • Clique em Continuar.
    Purge_cache
    Mensagem de aviso
    • Se a pasta que você escolher para excluir os arquivos de cache não contiver o cache exportado, uma caixa de diálogo de aviso será exibida.
      • Selecione Incluir subpastas para excluir o cache das subpastas.
      • Clique em Cancelar para fechar essa caixa de diálogo.
      • Clique em Continuar para excluir o cache local.
    ManageCache_warning
    Mensagem de aviso

De quais permissões eu preciso para poder exportar e importar um cache compartilhado?

Se você estiver exportando o cache, você deverá ter acesso de leitura e gravação em todo o repositório. Durante a exportação, o Bridge tenta criar a pasta de cache compartilhado, a qual contém o cache (miniaturas, visualizações e índices) para outros usuários importarem. Se você não tem acesso de gravação, você não poderá criar a pasta de cache compartilhado.

Da mesma forma, a função importar e a importação automática trazem apenas o cache das pastas as quais você tem acesso de leitura. Se você não tem acesso de leitura para a pasta, o Bridge não será capaz de ler a pasta de cache compartilhado e acessá-lo.

Limitação

Com o Bridge CC 2019, você precisa iniciar uma exportação para atualizar o cache compartilhado para um repositório ou você pode usar o Bridge SDK para exportações programadas.

Entretanto, se a taxa de adição ou exclusão dos arquivos a um repositório for elevada, o que causa muito tráfego no disco e então o processo de exportação pode se tornar moroso. 

Cenários de erro

O Bridge interrompe a operação de exportação e mostra uma mensagem de erro nos seguintes casos:

  • Disco cheio: se o disco ou o local da rede estiver cheio durante a geração do cache.
  • Sem acesso de leitura ou gravação: se você não tiver acesso à pasta que está tentando exportar.
  • Problema de rede: se a rede cair e a exportação estiver em andamento a partir de um local de rede.

Perguntas frequentes

Quando não devo usar o recurso de cache compartilhado do Bridge?

Quando você tem arquivos na máquina local e é o único usuário a trabalhar nesses arquivos, a criação e exportação de cache compartilhado não são úteis. Você pode procurar os arquivos no Bridge e o mecanismo de cache existente no Bridge pode gerar o cache para os arquivos.

Um cache compartilhado é útil somente quando os recursos estão em um ambiente colaborativo e vários usuários estão trabalhando nele. 

Como posso importar automaticamente um cache compartilhado?

Quando você pesquisa uma pasta que contém um cache compartilhado, o Bridge detecta automaticamente a presença da pasta de cache compartilhado e copia os índices, miniaturas e visualizações na pasta de cache importado. O recurso de importação automática está habilitado por padrão. Para desabilitar a importação automática, desmarque Importar automaticamente o cache de pastas quando possível na caixa Preferencias > Cache.

Onde fica armazenado um cache compartilhado?

O cache compartilhado é gerado na mesma pasta em que seus arquivos estão. Quando você exporta o cache para uma pasta compartilhada, o Bridge cria uma pasta (.BridgeSharedCache) dentro da pasta principal e todas as suas subpastas. Os arquivos em cache (miniaturas para 256, 1024, visualização total e informações de indexação) para as respectivas pastas são gerados e salvos na pasta de cache compartilhado.

Onde fica armazenado um cache importado?

O cache importado fica armazenado no seguinte local em uma máquina local após a importação: 
macOS: ~/Library/Caches/Adobe/Bridge/SharedCache
Windows: %appdata%\Adobe\Bridge\SharedCache

O local desta pasta de cache importado não pode ser alterado.

O cache se torna obsoleto quando os arquivos originais são atualizados na rede?

Sim, o cache exportado (presente na pasta) se torna obsoleto e recomenda-se exportar o cache novamente.

Eu perco minhas atualizações se eu importar um cache obsoleto?

Se você importar o cache compartilhado obsoleto, o Bridge detecta, de forma inteligente, que o arquivo foi atualizado e atualiza automaticamente o cache importado em sua máquina local.

Detecção e atualização de um cache compartilhado pelo Bridge
Usuário B importando o cache da pasta de cache compartilhado (exportada pelo usuário A) | Usuário C atualizando os arquivos originais na rede referentes ao cache compartilhado | O Bridge no sistema do usuário B detectando um cache obsoleto e atualizando automaticamente a cópia local

Quando devo exportar novamente um cache compartilhado?

Depois de exportar um cache compartilhado, se você adicionar novos arquivos ou modificar arquivos existentes, você precisará exportar a pasta novamente. Durante a nova exportação, o cache é exportado somente para os arquivos novos ou modificados. 

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online