A gravação de vídeo e áudio em formato digital envolve o equilíbrio da qualidade com o tamanho do arquivo e a taxa de bits. A maioria dos formatos utilizam compactação para reduzir o tamanho do arquivo e da taxa de bits ao seletivamente reduzir a qualidade. A compactação é essencial para reduzir o tamanho dos filmes para que eles possam ser armazenados, transmitidos e reproduzidos de forma eficaz.

Ao exportar um arquivo de filme para ser reproduzido em um tipo específico de dispositivo em uma certa largura de banda, você deve selecionar um encoder (codec). Vários encoders utilizam esquemas de compactação diferentes para compactar a informação. Cada encoder possui um decodificador correspondente que descompacta e interpreta os dados para a reprodução.

Uma grande variedade de codecs está disponível, um codec específico pode não ser a melhor opção para todas as ocasiões. Por exemplo, um codec utilizado para compactar desenhos animados geralmente não é eficaz para compactar vídeos transmitidos ao vivo.

A compactação pode ser sem perda (na qual nenhuma parte dos dados é descartada da imagem) ou com perdas (na qual os dados são descartados de forma seletiva).

Na caixa de diálogo Configurações de exportação, você pode controlar muitos dos fatores que influenciam na compactação e outros aspectos da codificação. Consulte Codificação e exportação.

John Dickinson fornece um tutorial em vídeo no site da Adobe que demonstra a utilização do Adobe Media Encoder com o After Effects e o Premiere Pro.

Para obter mais informações sobre as opções de codificação e compactação, consulte essa pergunta frequente (FAQ): "FAQ: Qual o melhor formato para renderizar e exportar no After Effects?"

Compactação temporal e compactação espacial

As duas categorias gerais de compactação de dados de áudio e vídeo são espacial e temporal. A compactação espacial é aplicada em um único quadro de dados, independentemente de quaisquer quadros ao redor. A compactação espacial é geralmente denominada compactação intraquadros.

A compactação temporal identifica as diferenças entre os quadros e armazena somente as diferenças de forma que os quadros sejam descritos com base nas diferenças do quadro anterior. As áreas sem modificações são repetidas a partir dos quadros anteriores. A compactação temporal é geralmente denominada compactação interquadros.

Taxa de bits

A taxa de dados da taxa de bits afeta a qualidade de um clipe de vídeo e o público que pode fazer o download do arquivo, devido aos limites de largura de banda.

Ao publicar vídeos na Internet, produza vídeos com taxas de bits mais baixas. Os usuários com conexões rápidas de Internet podem visualizar os arquivos com pouco ou nenhum atraso, mas os usuários com conexões ruins devem aguardar o download dos arquivos. Faça clipes de vídeo curtos para manter os tempos de download dentro dos limites aceitáveis, se você achar que a maioria dos usuários não possui boas velocidades de Internet.

Taxa de quadros

Um vídeo é uma sequência de imagens rapidamente exibidas na tela em sucessão, proporcionando a ilusão de movimento. O número de quadros exibidos a cada segundo é conhecido como taxa de quadros e é medido em quadros por segundo (fps). Quanto maior a taxa de quadros, mais quadros por segundo são utilizados para exibir a sequência de imagens, resultando em um movimento mais suave. A desvantagem de uma qualidade maior, no entanto, é que as taxas de quadro maiores necessitam de um volume maior de dados, utilizando mais largura de banda.

Ao trabalhar com vídeo compactado digitalmente, quanto maior a taxa de quadros, maior é o tamanho do arquivo. Para reduzir o tamanho do arquivo, diminua a taxa de quadros ou a taxa de bits. Ao diminuir a taxa de bits e manter a taxa de quadros inalterada, a qualidade da imagem é reduzida.

Como o vídeo é de melhor qualidade nas taxas de quadro nativas (a taxa de quadro na qual o vídeo foi originalmente filmado), a Adobe recomenda manter a taxa de quadros alta se as plataformas de entrega e reprodução de mídia permitirem. Para os vídeos NTSC full-motion, utilize 29,97 qps; para vídeo em PAL, utilize 25 qps. Se você diminuir a taxa de quadros, o Adobe Media Encoder descartará quadros em uma taxa linear. No entanto, caso seja necessário reduzir a taxa de quadros, os melhores resultados são obtidos com uma divisão igual. Por exemplo, se o vídeo de origem possui uma taxa de quadros de 24 fps, reduza a taxa de quadros para 12 fps, 8 fps, 6 fps, 4 fps, 3 fps ou 2 fps.

Em dispositivos móveis, use as predefinições de codificação específicas para dispositivos do painel Navegador de predefinições.

Observação:

Quando um arquivo SWF é criado com o vídeo incorporado, as taxas de quadros do clipe de vídeo e do arquivo SWF devem ser idênticas. Se você usar taxas de quadros diferentes para o arquivo SWF e o clipe de vídeo incorporado, a reprodução ficará inconsistente.

Quadros-chave

Os quadros-chave são quadros completos de vídeo (ou imagens) que são inseridos em um vídeo clipe em intervalos consistentes. Os quadros entre os quadros-chave possuem informações sobre as alterações que ocorrem entre os quadros-chave.

Observação:

Quadros-chave não são o mesmo que quadros chave, os marcadores que definem as propriedades de animação em momentos específicos.

Por padrão, o Adobe Media Encoder determina automaticamente o intervalo do quadro-chave (distância do quadro-chave) que será utilizado com base na taxa de quadro do clipe de vídeo. O valor do intervalo do quadro-chave informa ao encoder quando reavaliar a imagem de vídeo e gravar um quadro completo ou um quadro-chave em um arquivo.

Se a gravação tiver mudanças constantes de cena, movimentação rápida ou animação, a qualidade geral da imagem poderá ser beneficiada por uma pequena distância de quadro-chave. Uma distância de quadro-chave menor corresponde a um arquivo de saída maior.

Ao reduzir o valor do intervalo de quadro-chave, aumente a taxa de bits do arquivo de vídeo para manter uma qualidade de imagem similar.

Proporção da imagem e tamanho do quadro

Assim como a taxa de quadros, o tamanho do quadro do arquivo é importante para a produção de vídeo de alta qualidade. O aumento do tamanho do quadro em uma taxa de bits específica resulta na redução da qualidade de vídeo.

Proporção da imagem é a relação entre a altura e a largura da imagem. As proporções do aspecto da imagem mais comuns são 4:3 (televisão padrão), and 16:9 (televisão de tela ampla e alta definição).

Proporção de pixel

A maioria dos computadores utiliza pixels quadrados, que possuem uma proporção de pixel de 1:1.

Em alguns formatos de vídeo digital, os pixels não são quadrados. Por exemplo, o vídeo digital padrão NTSC (DV) possui um tamanho de quadro de 720 x 480 pixels e é exibido com uma relação de aspecto de 4:3. Isto significa que cada pixel é retangular, com uma proporção de pixel (PAR) de 0,91 (um pixel alto e estreito).

Vídeo entrelaçado x vídeo não entrelaçado

O vídeo entrelaçado consiste em dois campos que constituem cada quadro de vídeo. Cada campo contém metade do número de linhas horizontais no quadro; o campo superior (Campo 1) contém todos as linhas numeradas ímpares, e o campo inferior (Campo 2) contém todas as linhas numeradas pares. Um monitor de vídeo entrelaçado (um aparelho de televisão) exibe cada quadro iniciando o desenho de todas a linhas em um campo e depois todas as linhas do outro campo. A ordem dos campos especifica qual campo será desenhado primeiro. No vídeo NTSC, os campos novos são desenhados na tela aproximadamente 59,94 vezes por segundo, o que corresponde a uma taxa de quadro de 29,97 quadros por segundo.

Os quadros de vídeo não entrelaçados não são separados em campos. Um monitor de varredura progressiva (como o monitor de computador) exibe um quadro de vídeo não entrelaçado, desenhando todas as linhas horizontais, do topo até a parte inferior, em uma passagem.

O Adobe Media Encoder desentrelaça o vídeo antes de codificar sempre que a codificação de uma origem de vídeo entrelaçado para uma saída desentrelaçada é selecionada.

Vídeo em alta definição (HD)

Vídeo HD (alta definição) significa qualquer formato de vídeo com dimensões de pixel maiores do que as dos formatos de vídeo SD (definição padrão). Geralmente, definição padrão significa os formatos digitais com dimensões de pixel próximas às dos padrões de TV analógica, tais como NTSC e PAL (cerca de 480 ou 576 linhas verticais, respectivamente). Os formatos HD mais comuns possuem dimensões de pixel de 1280x720 ou 1920x1080, com proporção de imagem de 16:9.

Os formatos de vídeo HD incluem variedades entrelaçadas e não entrelaçadas. Geralmente, os formatos de alta resolução são entrelaçados com as taxas de quadro mais altas, porque o vídeo não entrelaçado nessas dimensões de pixel exigiria uma taxa de dados proibitivamente alta.

Os formatos de vídeo HD são identificados por suas dimensões de pixel vertical, modo de varredura e taxa de quadros ou de campos (dependendo do modo de varredura). Por exemplo, 1080i60 denota a varredura entrelaçada de 60 campos de 1920x1080 entrelaçados por segundo, enquanto que 720p30 denota a varredura progressiva e 30 quadros 1280x720 não entrelaçados por segundo. Em ambos os casos, a taxa de quadros é de aproximadamente 30 quadros por segundo.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online