Guia do Usuário Cancelar

Construtor de fluxo de trabalho

  1. Guia do usuário do Bridge
  2. Introdução
    1. Novidades do Bridge
    2. Requisitos de sistema do Bridge
    3. Área de trabalho do Adobe Bridge
    4. Como importar fotos usando o Photo Downloader
    5. Organizar conteúdo e ativos usando o Adobe Bridge
  3. Trabalho com ativos
    1. Bibliotecas da Creative Cloud no Bridge
    2. Criar folha de contatos em PDF na área de trabalho Saída
    3. Visualizar e gerenciar arquivos no Adobe Bridge
    4. Trabalhar com metadados no Adobe Bridge
    5. Trabalhar com o cache do Adobe Bridge
    6. Usar palavras-chave no Adobe Bridge
    7. Iniciar o Adobe Bridge
    8. Ajustar a exibição do painel Conteúdo do Adobe Bridge
    9. Visualize imagens e edite o horário de captura
    10. Usar coleções no Adobe Bridge
    11. Empilhar arquivos no Adobe Bridge
    12. Tarefas automatizadas no Adobe Bridge
    13. Construtor de fluxo de trabalho
    14. Visualizar arquivos de mídia dinâmica no Adobe Bridge
    15. Criação de galerias na web e PDFs
    16. Trabalhar com cache compartilhado do Bridge
    17. Gerenciar o cache de mídia
  4. Bridge e outros aplicativos da Adobe
    1. Trabalhar com o Adobe Media Encoder
    2. Trabalhar com o Adobe Premiere Pro
  5. Exportar e publicar
    1. Conversão de ativos usando o painel Exportar
    2. Publicar imagens no Adobe Stock
    3. Publicar ativos no Adobe Portfolio
  6. Atalhos de teclado
    1. Atalhos de teclado do Adobe Bridge
    2. Painel Atalhos de teclado no Adobe Bridge
  7. Adobe Camera Raw
    1. Gerenciar configurações do Camera Raw
    2. Girar, cortar e ajustar imagens
    3. Corrigir imagens com a ferramenta aprimorada Remoção de manchas no Camera Raw
    4. Filtro radial no Camera Raw
    5. Correção automática de perspectiva no Camera Raw
    6. Criar panoramas
    7. Versões do processo no Camera Raw
    8. Fazer ajustes locais no Camera Raw
  8. Solução de problemas
    1. Problemas corrigidos
    2. Problemas conhecidos

Saiba como usar o espaço de trabalho do fluxo de trabalho para combinar e unir facilmente várias tarefas para criar seus próprios fluxos de trabalho para usar diversas vezes.

Espaço de trabalho do fluxo de trabalho

O espaço de trabalho do fluxo de trabalho pode ser acessado pela barra de aplicativos na parte superior. Você também pode alternar para o espaço de trabalho do fluxo de trabalho navegando até Windows > Espaço de trabalho > Fluxo de trabalho.

Espaço de trabalho do fluxo de trabalho

O espaço de trabalho consiste nos seguintes painéis:

  • Diagrama de tarefas: aparece no centro do espaço de trabalho. Use este espaço para adicionar tarefas na ordem desejada para criar seus fluxos de trabalho.
  • Detalhes do fluxo de trabalho: no lado direito, os detalhes do fluxo de trabalho e suas tarefas são exibidos. Use este painel para nomear suas predefinições de fluxo de trabalho, especificar a pasta de destino de sua saída e personalizar suas configurações de tarefa.
  • Painel de fluxo de trabalho: na parte inferior esquerda, ao lado do painel Filtros e Coleção , o painel Fluxo de trabalho é exibido.  Todas as suas predefinições de fluxo de trabalho serão exibidas aqui. Na parte inferior do painel Fluxo de Trabalho, são exibidas as opções Iniciar o fluxo de trabalho e Exibir progresso.
  • O Painel de Conteúdo é exibido na parte inferior central e o painel Pastas Favoritos é exibido na parte superior esquerda. 

Criar seu fluxo de trabalho

Para começar a criar seus fluxos de trabalho, alterne para o espaço de trabalho Fluxo de trabalho. O espaço de trabalho Fluxo de trabalho deve aparecer na barra de aplicativos junto com outros espaços de trabalho, como Essenciais, Bibliotecas etc. Você também pode alternar para a área de trabalho navegando até Windows Espaço de trabalho Fluxo de trabalho.

Criar um novo fluxo de trabalho

  1. Para criar uma nova predefinição, siga um destes procedimentos:

    • Clique no ícone + no painel Fluxo de trabalho.
    • Clique na opção Criar novo fluxo de trabalho no painel Fluxo de trabalho.
    • Clique com a tecla Ctrl pressionada (macOS) ou clique com o botão direito (Win) no painel Fluxo de trabalho para abrir o menu de contexto. Selecione Criar nova predefinição.
    Criar novo fluxo de trabalho

    Criar nova predefinição

  2. Uma nova predefinição de fluxo de trabalho com o nome Meu fluxo de trabalho é criada e aparece no painel Fluxo de trabalho.

Adicionar tarefas ao seu fluxo de trabalho

Assim que o fluxo de trabalho em branco for criado, comece a adicionar as tarefas desejadas para começar a completar seu fluxo de trabalho.

  1. Para adicionar uma tarefa, execute um dos procedimentos a seguir:

    • Clique em Adicionar tarefa na seção Diagrama de tarefas.
    • Clique no ícone + no canto inferior esquerdo da seção Diagrama de tarefas.
    Adicionar uma tarefa

  2. Escolha na lista de tarefas disponíveis, Renomear em lote, Alterar formato, Redimensionar para e Aplicar metadados e adicione na sequência desejada para criar seu fluxo de trabalho.

Especificar os detalhes do seu fluxo de trabalho e tarefas

Na seção Detalhes do fluxo de trabalho, você pode especificar o nome da Predefinição do fluxo de trabalho, as Opções de salvamento do fluxo de trabalho (local de saída) e os Detalhes da tarefa com base na tarefa selecionada.

Nome da predefinição do fluxo de trabalho

  • Nome da predefinição: insira o nome da predefinição do fluxo de trabalho.
Nome da predefinição do fluxo de trabalho

Observação:

A opção Salvar substitui a predefinição existente. Se você deseja criar uma cópia de um fluxo de trabalho, clique com o botão direito do mouse no fluxo para duplicar a sua predefinição primeiro e, em seguida, editar e salvar. 

 

Opções de salvamento do fluxo de trabalho

  • Salvar para – expanda a opção suspensa para escolher um local: Local do arquivo original e Pasta específica
  • Se você selecionar a opção Pasta específica, poderá usar o campo Pesquisar para definir um local para os arquivos exportados.
  • Ative a caixa de seleção Salvar na subpasta nomeada e digite um nome para especificar um local da subpasta.
  • Você também pode Gerenciar conflitos, selecionando qualquer uma das opções na lista suspensa: Criar um nome de arquivo exclusivo, Sobrescrever o arquivo existente ou Ignorar arquivo.
Opções de salvamento do fluxo de trabalho

Detalhes da tarefa

Alterar formato

Use esta opção para mudar o formato usando o painel Fluxo de trabalho. O Bridge é compatível com JPEG, DNG, TIFF e PNG para conversão.

Alterar formato

Aplicar metadados:

  • Incluir metadados originais: marque essa caixa de seleção e use o menu suspenso para escolher entre os metadados associados aos arquivos que você deseja manter.
  • Marque a caixa de seleção Remover informações do local para remover os metadados específicos do local dos arquivos salvos.
  • Aplicar modelo de metadados – marque essa caixa de seleção e escolha um dos seguintes campos:
    • Nome – escolha qualquer um dos metadados disponíveis na lista suspensa Nome.
    • Método – selecione um método: Anexar metadados ou Substituir metadados.
    • Palavras-chave adicionais (separadas por ponto e vírgula) – use esse campo para adicionar outras palavras-chave aos arquivos que deseja exportar.

Para saber mais sobre como aplicar modelos de metadados, consulte Trabalhar com modelos de metadados.

Aplicar metadados

Redimensionar para

Esta opção é aplicável apenas para JPEG, PNG e TIFF.

  • Dimensionar imagem: selecione esta opção para definir uma porcentagem de dimensionamento.
  • Redimensionar para: selecione essa opção para redimensionar seus ativos para ajustar ou preencher a área de um retângulo de destino e definir as dimensões. Você pode redimensionar imagens com base em Borda longa, Borda curta ou Largura/Altura.
    • Ao selecionar Ajustar, você pode ajustar sua imagem para redimensionar com base em Borda longa, Borda curta ou Largura/Altura.
      1. Borda longa: é possível alterar manualmente a Dimensão e Resolução antes de redimensionar as imagens.
      2. Borda curta: é possível alterar manualmente a Dimensão e Resolução antes de redimensionar as imagens.
      3. Largura e Altura: é possível alterar manualmente a Largura, Altura e Resolução antes de redimensionar as imagens. Ao selecionar Largura/Altura como a opção Ajustar, a imagem é redimensionada de acordo com um retângulo de destino.
    • A opção Preencher permite redimensionar com base na Largura e Altura. Você pode visualizar miniaturas de imagem com os tamanhos novos e originais mencionados abaixo de cada uma.
    • É possível especificar a Resolução da imagem em pixels/polegadas ou pixels/cm e as métricas de Dimensão em pixels/polegadas/cm.
  • Não ampliar: selecione esta opção para garantir que sua imagem não seja ampliada no redimensionamento.
  • Método de redefinição: escolha qualquer um dos Métodos de redefinição disponíveis: Bilinear, Bicúbico (melhor para gradientes suaves) ou Bicúbico mais nítido (melhor para redução).
Redimensionar para

Renomear em lote

  • Nome da predefinição: selecione uma predefinição no menu Predefinições para renomear com esquemas de nomeação usados com mais frequência. Importante: as predefinições de renomeação em lote são usadas como referência no Construtor de fluxo de trabalho. Todas as alterações feitas nas configurações de renomeação precisam ser salvas primeiro para serem selecionadas no fluxo de trabalho.

    Nota:
    • Se você alterar uma predefinição de renomeação em lote fora do construtor de fluxo de trabalho e se essa predefinição for mencionada em um fluxo de trabalho, as alterações feitas na predefinição de renomeação em lote serão respeitadas
    • Se você excluir uma predefinição de renomeação de lote fora do construtor de fluxo de trabalho, essa referência predefinida será perdida no fluxo de trabalho.
  • Novo nome de arquivo: escolha elementos nos menus e insira texto conforme apropriado para criar novos nomes de arquivos. Clique no botão de Mais (+) ou no ícone Excluir ( ) para adicionar ou excluir elementos.
  • Opções: selecione Preservar nome de arquivo atual nos metadados XMP para manter o nome de arquivo original nos metadados. Em Compatibilidade, selecione os sistemas operacionais com os quais você deseja que os arquivos renomeados sejam compatíveis. O sistema operacional atual é selecionado por padrão e não pode ser desmarcado.
Observação:

Depois de inserir os detalhes do fluxo de trabalho e da tarefa e salvar a predefinição do fluxo de trabalho, ela aparece no Painel de fluxo de trabalho, pronto para ser usada.

 

Renomear em lote

Executar o fluxo de trabalho

Depois de inserir os detalhes do fluxo de trabalho e da tarefa e salvar a predefinição do fluxo de trabalho, ela aparecerá no Painel de fluxo de trabalho.

  1. Para iniciar um fluxo de trabalho, escolha uma das seguintes opções:

    • Arraste e solte os ativos selecionados do painel Conteúdo em uma Predefinição no Painel de fluxo de trabalho e clique em Iniciar fluxo de trabalho.
    • Selecione os ativos no painel Conteúdo e clique com a tecla Ctrl pressionada (macOS) ou clique com o botão direito do mouse (Windows) para abrir o menu de contexto. Selecione Fluxo de trabalho e escolha a predefinição desejada
    • Vá para Arquivo  > Fluxo de trabalho e escolha a predefinição desejada
    Observação:

    Se uma predefinição de fluxo de trabalho não for salva após fazer alterações nela, você será solicitado a salvar essas alterações e prosseguir ou descartá-las e continuar sem elas.

     

     

Exibir progresso do fluxo de trabalho

Você pode exibir toda a sua lista de fluxos de trabalho que inclui trabalhos pendentes, trabalhos ativos e trabalhos concluídos. Para verificar o progresso dos fluxos de trabalho, faça o seguinte:

  1. Clique em Exibir progresso na parte inferior do painel Fluxo de trabalho

    Exibir progresso

  2. Na caixa de diálogo Progresso do fluxo de trabalho que é aberta, você pode ver o status dos trabalhos de fluxo de trabalho.

    Progresso do fluxo de trabalho

  3. Clique em  Limpar para remover a lista de trabalhos ou em Fechar para sair da janela de progresso.

Cancelar um fluxo de trabalho

Para cancelar um fluxo de trabalho, faça o seguinte:

  1. Clique em Exibir progresso na parte inferior do painel Fluxo de trabalho

    Exibir progresso

  2. Na caixa de diálogo Progresso do fluxo de trabalho, clique no ícone cancelar ao lado do status do trabalho selecionado para parar o processo de fluxo de trabalho a qualquer momento.

    Cancelar fluxo de trabalho

Definir as preferências de fluxo de trabalho

Para definir suas preferências de fluxo de trabalho, faça o seguinte:

  1. Navegue até Adobe Bridge > Preferências > Fluxo de trabalho (masOS) ou Editar > Preferências > Fluxo de trabalho (Windows)

  2. No painel Opções, você pode definir suas preferências para as informações que aparecem na caixa de diálogo Progresso do fluxo de trabalho.

    • Número máximo de trabalhos de fluxo de trabalho a serem mantidos na lista de trabalhos: insira manualmente um valor desejado. O número máximo padrão de detalhes da tarefa na caixa de diálogo de progresso é 100. O Bridge exclui o histórico mais antigo, além dos detalhes de 100 tarefas.
    • Número máximo de trabalhos de fluxo de trabalho em andamento: insira manualmente um valor desejado. É possível enfileirar 20 trabalhos de exportação de uma só vez.
    Preferências de fluxo de trabalho

Formatos de imagem suportados

Os seguintes formatos de imagem são compatíveis para a tarefa Alterar formato:

JPEG

Qualidade da imagem: use o controle deslizante para definir a qualidade da imagem. Os valores podem variar de 1 (qualidade mínima da imagem) a 12 (qualidade máxima da imagem).

Alterar formato JPG

PNG

  • Profundidade de bits: versão de 16 bits ou 8 bits
  • Espaço da cor: para a maioria dos fluxos de trabalho com gerenciamento de cores, é melhor usar uma configuração de cores predefinida testada pela Adobe, como sRGB. Escolha uma opção de espaço da cor com base no seu requisito.
  • Salvar transparência: permite preservar a transparência de sua imagem.
Alterar formato PNG

TIFF

  • Compactação: ao salvar imagens como TIFF, você pode optar por compactar arquivos.
  • Espaço da cor: para a maioria dos fluxos de trabalho com gerenciamento de cores, é melhor usar uma configuração de cores predefinida testada pela Adobe, como sRGB. Escolha uma com base no seu requisito.
  • Profundidade de bits: os usuários podem optar por armazenar informações de cores em dois esquemas: 8 bits por componente ou 16 bits por componente.
  • Salvar transparência: permite preservar a transparência de sua imagem.
Alterar formato TIFF

DNG

  • Visualização de JPEG: você pode selecionar uma opção de visualização: Nenhuma, Média e Completa.
  • Incorporar arquivo Raw original: habilite a opção para incorporar o arquivo Raw original.
  • Excluir arquivo original: habilite a opção para excluir o arquivo original após a alteração bem sucedida.
Alterar formato DNG

Usar a predefinição de fluxo de trabalho de amostra para ver uma predefinição de fluxo de trabalho em ação

Você pode usar a predefinição de fluxo de trabalho de amostra com o nome Renomear, Alterar formato e Redimensionar disponível no Bridge por padrão. Clique nesta predefinição de fluxo de trabalho para visualizar os detalhes.

Fluxo de trabalho de amostra

Você também pode duplicar essa predefinição e salvá-la com um novo nome para ajustar e explorar as opções.

Duplicar predefinição

 Adobe

Receba ajuda com mais rapidez e facilidade

Novo usuário?

Adobe MAX 2024

Adobe MAX:
a conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online

Adobe MAX

A conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online

Adobe MAX 2024

Adobe MAX:
a conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online

Adobe MAX

A conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online