Saiba como executar transformações XSL do servidor no Dreamweaver. Crie páginas XSLT e converta páginas HTML para XSLT.

Observação:

a interface de usuário foi simplificada no Dreamweaver CC e posterior. Como resultado, você talvez não consiga localizar algumas das opções descritas neste artigo no Dreamweaver CC e posterior. Para obter mais informações, consulte este artigo (em inglês).

Fluxo de trabalho de execução de transformações XSL do servidor

Você pode executar transformações XSL do servidor no servidor. Saiba mais sobre as transformações XSL do servidor e do cliente e sobre como usar XML e XSL com páginas da Web antes de criar páginas que exibem dados XML.

Observação:

seu servidor deve ser configurado corretamente para executar transformações do servidor. Para obter mais informações, entre em contato com o administrador do servidor.

O fluxo de trabalho geral para executar transformações XSL do servidor é descrito a seguir (cada etapa é descrita em outros tópicos):

1. Configure um site do Dreamweaver.

2. Escolha uma tecnologia de servidor e configure um servidor de aplicativo.

3. Teste o servidor de aplicativo.

Por exemplo, crie uma página que requer processamento e verifique se o servidor de aplicativo processa a página.

4. Crie um fragmento ou uma página XSLT ou converta uma página HTML em uma página XSLT.

  • No site do Dreamweaver, crie um fragmento XSLT ou uma página XSLT inteira.

  • Converta uma página HTML existente em uma página XSLT inteira.

5. Anexe uma fonte de dados XML à página.

6. Exiba os dados XML ligando os dados ao fragmento XSLT ou à página XSLT inteira.

7. Se for apropriado, adicione um objeto XSLT de região repetitiva à tabela ou linha de tabela que contenha os alocadores de espaço de dados XML.

8. Insira referências.

  • Para inserir uma referência ao fragmento XSLT em sua página dinâmica, use o comportamento Transformação XSL do servidor.

  • Para inserir uma referência à página XSLT inteira na página dinâmica, exclua todo o código HTML da página dinâmica e, em seguida, use o comportamento Transformação XSL do servidor.

9. Poste a página e o fragmento.

Poste a página dinâmica e o fragmento XSLT (ou a página XSLT inteira) no seu servidor de aplicativo. Se estiver usando um arquivo XML local, também deverá postá-lo.

10. Exiba a página dinâmica em um navegador.

Ao fazer isso, o servidor de aplicativo transforma os dados XML, insere esses dados na página dinâmica e os exibe no navegador.

Criar uma página XSLT

Você pode criar páginas XSLT que permitem exibir dados XML em páginas da Web. Você pode criar uma página XSLT inteira (uma página XSLT que contém uma tag <body> e uma tag <head>) ou um fragmento XSLT. Ao criar um fragmento XSLT, crie um arquivo independente sem nenhuma tag body ou head - um simples pedaço do código que posteriormente será inserido em uma página dinâmica.

Observação:

se estiver começando a partir de uma página XSLT existente, você precisa anexar uma fonte de dados XML ao fragmento.

  1. Selecione Arquivo > Novo.
  2. Na categoria Página em branco da caixa de diálogo Novo documento, selecione uma das seguintes opções na coluna Tipo de página:
    • Selecione XSLT (página inteira) para criar uma página XSLT inteira.

    • Selecione XSLT (fragmento) para criar um fragmento XSLT.

  3. Clique em Criar e siga um destes procedimentos na caixa de diálogo Localizar origem XML:
    • Selecione Anexar arquivo local, clique no botão Procurar, navegue até um arquivo XML local no seu computador e clique em OK.
    • Selecione Anexar arquivo remoto, insira o URL de um arquivo XML na Internet (como o endereço de um feed RSS, por exemplo) e clique em OK.

    Observação:

    clique no botão Cancelar para gerar uma nova página XSLT sem uma fonte de dados XML anexada.

    O painel Ligações é preenchido com o esquema da fonte de dados XML

    Painel Ligações
    Painel Ligações

    A tabela a seguir fornece uma explicação dos diversos elementos do esquema que podem aparecer:

    Elemento

    Representa

    Detalhes

    <>

    Elemento XML obrigatório não repetitivo

    Um elemento que aparece exatamente uma vez no nó pai

    <>+

    Elemento XML repetitivo

    Um elemento que aparece uma ou mais vezes no nó pai

    <>+

    Elemento XML opcional

    Um elemento que aparece nenhuma ou mais vezes no nó pai

    Nó do elemento em negrito

    Elemento de contexto atual

    Normalmente, o elemento repetitivo quando o ponto de inserção está dentro de uma região repetitiva

    @

    Atributo XML

     

     

  4. Salve sua nova página (Arquivo > Salvar) com a extensão .xsl ou .xslt (.xsl é o padrão).

Converter páginas HTML em páginas XSLT

Você também pode converter páginas HTML existentes em páginas XSLT. Por exemplo, se houver uma página estática pré-projetada à qual deseja adicionar dados XML, você pode converter a página em uma página XSLT, em vez de criar uma página XSLT e reprojetá-la do zero.

  1. Abra a página HTML que deseja converter.
  2. Selecione Arquivo > Converter > XSLT 1.0.

    Uma cópia da página é aberta na janela Documento. A nova página é uma folha de estilos XSL, salva com a extensão .xsl.

Anexar fontes de dados XML

Se estiver começando a partir de uma página XSLT existente, ou se não anexar uma fonte de dados XML ao criar uma nova página XSLT com o Dreamweaver, anexe uma fonte de dados XML usando o painel Ligações.

  1. No painel Ligações (Janela > Ligações), clique no link XML.
    Clique em XML no painel Ligações
    Clique em XML no painel Ligações

    Observação:

    você também pode clicar no link Origem, no canto superior direito do painel Ligações, para adicionar uma fonte de dados XML.

  2. Siga um destes procedimentos:
    • Selecione Anexar arquivo local, clique no botão Procurar, navegue até um arquivo XML local no seu computador e clique em OK.

    • Selecione Anexar arquivo remoto e insira o URL de um arquivo XML na Internet (como o endereço de um RSS feed, por exemplo).

  3. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo Localizar origem XML.

    O painel Ligações é preenchido com o esquema da fonte de dados XML.

Exibir dados XML em páginas XSLT

Depois de criar uma página XSLT e anexar uma fonte de dados XML, você pode associar dados à página. Para fazer isso, adicione um alocador de espaço de dados XML à página e use o Construtor de expressões XPath ou o Inspetor de propriedades para formatar os dados selecionados que serão exibidos na página.

  1. Abra uma página XSLT com uma fonte de dados XML anexada.
  2. (Opcional) Selecione Inserir > Tabela para adicionar uma tabela à página. A tabela ajuda a organizar os dados XML.

    Observação:

    na maioria dos casos, use o objeto XSLT de região repetitiva para exibir elementos XML repetitivos em uma página. Nesse caso, crie uma tabela com uma única linha e uma ou mais colunas ou uma tabela de duas linhas se desejar incluir um cabeçalho.

  3. No painel Ligações, selecione um elemento XML e arraste-o até o local da página onde deseja inserir os dados.
    Selecione um elemento XML no painel Ligações
    Selecione um elemento XML no painel Ligações

    Um alocador de espaço de dados XML é exibido na página. O alocador de espaço é realçado e fica entre chaves. É usada a sintaxe XPath (Linguagem de caminho XML) para descrever a estrutura hierárquica do esquema XML. Por exemplo, se você arrastar o elemento filho title até a página e esse elemento tiver os elementos pai rss, channel e item, a sintaxe do alocador de espaço de conteúdo dinâmico será {rss/channel/item/title}.

    Clique duas vezes no alocador de espaço de dados XML na página para abrir o Construtor de expressões XPath. O Construtor de expressões XPath permite formatar os dados selecionados ou selecionar outros itens no esquema XML.

  4. (Opcional) Aplique estilos aos dados XML selecionando um alocador de espaço de dados XML e aplicando estilos a ele como faria em qualquer outra parte do conteúdo usando o Inspetor de propriedades ou o painel Estilos CSS. Se preferir, você pode usar as Folhas de estilo em tempo de design para aplicar estilos aos fragmentos XSLT. Cada um desses métodos tem vantagens e desvantagens.
  5. Visualize seu trabalho em um navegador (Arquivo > Visualizar no navegador).

    Observação:

    quando você visualiza seu trabalho usando a opção Visualizar no navegador, o Dreamweaver executa uma transformação XSL interna sem usar um servidor de aplicativo.

Exibir elementos XML repetitivos

O objeto XSLT de região repetitiva permite exibir elementos repetitivos de uma fonte de dados XML em uma página da Web. Por exemplo, se você estiver exibindo títulos de artigos e descrições de um feed de notícias e esse feed tiver entre 10 e 20 artigos, cada título e descrição do arquivo XML provavelmente seria um elemento filho de um elemento repetitivo.

Qualquer região da Visualização de design que contém um alocador de espaço de dados XML pode ser transformada em uma região repetitiva. No entanto, as regiões mais comuns são uma tabela, uma linha de tabela ou uma série de linhas de tabela.

  1. Na Visualização de design, selecione uma região que contém alocadores de espaço de dados XML.

    A seleção pode ser qualquer item, incluindo uma tabela, uma linha de tabela ou mesmo um parágrafo do texto.

    Visualização de design
    Visualização de design

    Observação:

    para selecionar uma região na página com precisão, você pode usar o seletor de tags no canto inferior esquerdo da janela Documento. Por exemplo, se a região for uma tabela, clique dentro da tabela na página e, em seguida, clique na tag no seletor de tags.

  2. Siga um destes procedimentos:
    • Selecione Inserir > Objetos XSLT > Região repetitiva.

    • Na categoria XLST do painel Inserir, clique no botão Região repetitiva.

  3. No Construtor de expressões XPath, selecione o elemento repetitivo, indicado por um pequeno sinal de adição.
    Construtor de expressões XPath
    Construtor de expressões XPath

  4. Clique em OK.

    Na janela Documento, um fino contorno cinza com abas é exibido em torno da região repetida. Ao visualizar seu trabalho em um navegador (Arquivo > Visualizar no navegador), o contorno cinza desaparece e a seleção é expandida para exibir os elementos repetitivos especificados no arquivo XML.

    Ao adicionar o objeto XSLT de região repetitiva à página, o alocador de espaço de dados XML é truncado na janela Documento. Isso acontece porque o Dreamweaver trunca o XPath para o alocador de espaço de dados XML de modo que haja relação com o caminho do elemento repetitivo.

Definir propriedades da região repetitiva (XSL)

No Inspetor de propriedades, você pode selecionar um nó XML diferente para criar a região repetitiva.

  1. Na caixa Selecionar, insira um novo nó, pressione o ícone de raio e selecione o nó na árvore de esquema XML exibida.

Editar um objeto XSLT de região repetitiva

Depois de adicionar um objeto XLST de região repetitiva a uma região, você pode editá-lo usando o Inspetor de propriedades.

  1. Selecione o objeto clicando na aba cinza que contorna a região repetitiva.
  2. No Inspetor de propriedades (Janela > Propriedades), clique no ícone dinâmico ao lado do campo de texto Selecionar.
  3. No Construtor de expressões XPath, faça as alterações e clique em OK.

Inserir fragmentos XSLT em páginas dinâmicas

Depois de criar um fragmento XSLT, você pode inseri-lo em uma página da Web dinâmica usando o comportamento Transformação XSL do servidor. Ao adicionar o comportamento do servidor à sua página e exibir a página em um navegador, um servidor de aplicativo executa uma transformação que exibe os dados XML do fragmento XSLT selecionado. O Dreamweaver suporta transformações XSL para páginas ColdFusion, ASP ou PHP.

Observação:

se desejar inserir o conteúdo de uma página XSLT inteira em uma página dinâmica, o procedimento será exatamente o mesmo. Antes de usar o comportamento Transformação XSL do servidor para inserir a página XSLT inteira, exclua todo o código HTML da página dinâmica.

  1. Abra uma página ColdFusion, ASP ou PHP existente.
  2. Na Visualização de design, coloque o ponto de inserção no local onde você deseja inserir o fragmento XSLT.

    Observação:

    ao inserir fragmentos XSLT, você sempre deve clicar no botão Mostrar visualizações de código e de design depois de colocar o ponto de inserção na página para garantir que o ponto seja colocado no local correto. Caso o local não seja correto, clique em algum outro lugar da Visualização de código para colocar o ponto de inserção onde deseja.

  3. No painel Comportamentos de servidor (Janela > Comportamentos de servidor), clique no botão de adição (+) e selecione Transformação XSL.
    Painel Comportamentos de servidor
    Painel Comportamentos de servidor

  4. Na caixa de diálogo Transformação XSL, clique no botão Procurar e navegue até um fragmento XSLT ou uma página XSLT inteira.

    O Dreamweaver preenche o próximo campo de texto com o caminho do arquivo ou o URL do arquivo XML que está anexado ao fragmento especificado. Para alterá-lo, clique no botão Procurar e navegue até outro arquivo.

  5. (Opcional) Clique no botão de adição (+) para adicionar um parâmetro XSLT.
  6. Clique em OK para inserir uma referência ao fragmento XSLT na página. O fragmento não pode ser editado. Você pode clicar duas vezes no fragmento para abrir o arquivo de origem do fragmento e editá-lo.

    Uma pasta includes/MM_XSLTransform/, que contém um arquivo de biblioteca de runtime, também é criada na pasta raiz do site. O servidor de aplicativo usa as funções definidas nesse arquivo para executar a transformação.

  7. Carregue a página dinâmica no seu servidor (Site > Colocar) e clique em Sim para incluir os arquivos dependentes. O arquivo que contém o fragmento XSLT, o arquivo XML que contém seus dados e o arquivo de biblioteca gerado em runtime devem estar no servidor da sua página para serem exibidos corretamente. (Se você selecionar um arquivo XML remoto como fonte de dados, esse arquivo deve residir em qualquer outro lugar da Internet.)

Excluir fragmentos XSLT de páginas dinâmicas

Você pode remover um fragmento XSLT de uma página excluindo o comportamento Transformação XSL do servidor usado para inserir o fragmento. A exclusão do comportamento do servidor exclui somente o fragmento XSLT (os arquivos XML, XSLT ou de biblioteca de runtime associados não são excluídos).

  1. No painel Comportamentos de servidor (Janela > Comportamentos de servidor), selecione o comportamento Transformação XSL do servidor que deseja excluir.
  2. Clique no botão de subtração (-).

    Observação:

    nesta versão, você sempre deve remover os comportamentos de servidor. A exclusão manual do código gerado remove apenas parcialmente o comportamento de servidor, mesmo que o comportamento desapareça do painel Comportamentos de servidor.

Editar comportamentos Transformação XSL do servidor

Depois de adicionar um fragmento XSLT a uma página da Web dinâmica, você pode editar o comportamento Transformação XSL do servidor a qualquer momento.

  1. No painel Comportamentos de servidor (Janela > Comportamentos de servidor), clique duas vezes no comportamento Transformação XSL do servidor que deseja editar.
  2. Faça as alterações e clique em OK.

Você pode criar um link dinâmico na sua página XSLT vinculado a um URL específico quando o usuário clica em uma palavra ou grupo de palavras especificado nos dados XML. Para obter instruções completas, consulte a errata do Dreamweaver em www.adobe.com/go/dw_documentation_br.

Aplicar estilos em fragmentos XSLT

Ao criar uma página XSLT inteira (isto é, uma página XSLT que contém as tags <body> e <head>), você pode exibir os dados XML na página e formatar os dados como qualquer outra parte do conteúdo usando o Inspetor de propriedades ou o painel Estilos CSS. No entanto, ao criar um fragmento XSLT a ser inserido em uma página dinâmica (por exemplo, um fragmento a ser inserido em uma página ASP, PHP ou Cold Fusion), o processamento de estilos no fragmento e na página dinâmica fica mais complicado. Embora você trabalhe em um fragmento XSLT separadamente da página dinâmica, é importante lembrar que o fragmento deve ser usado na página dinâmica e que a saída do fragmento XSLT reside em algum lugar entre as tags <body> da página dinâmica. Neste fluxo de trabalho, é importante não incluir elementos <head> (como definições de estilo ou links para folhas de estilo externas) nos fragmentos XSLT. Desse modo, o servidor de aplicativo coloca esses elementos na tag <body> da página dinâmica, gerando um markup inválido.

Por exemplo, você pode criar um fragmento XSLT para inserção em uma página dinâmica e formatar o fragmento usando a mesma folha de estilo externa da página dinâmica. Se você anexar a mesma folha de estilo ao fragmento, a página HTML resultante conterá um link duplicado para a folha de estilo (um na seção <head> da página dinâmica e outro na seção <body> da página, onde o conteúdo do fragmento XSLT é exibido). Em vez dessa abordagem, você deve usar as Folhas de estilo em tempo de design para fazer referência à folha de estilo externa.

Ao formatar o conteúdo dos fragmentos XSLT, use o seguinte fluxo de trabalho:

  • Primeiro, anexe uma folha de estilo externa à página dinâmica. Esta é a melhor maneira de aplicar estilos no conteúdo de qualquer página da Web.

  • Em seguida, anexe a mesma folha de estilo externa ao fragmento XSLT como uma folha de estilo em tempo de design. Como o nome indica, as folhas de estilos em tempo de design funcionam somente na Visualização de design do Dreamweaver.

    Depois de realizar as duas etapas anteriores, você pode criar novos estilos no seu fragmento XSLT usando a mesma folha de estilo anexada à sua página dinâmica. A saída HTML será mais limpa (porque a referência à folha de estilos é válida somente no Dreamweaver) e o fragmento ainda exibirá os estilos apropriados na Visualização de design. Além disso, todos os estilos serão aplicados tanto no fragmento quanto na página dinâmica quando a página dinâmica for visualizada no modo Design ou em um navegador.

Observação:

se você visualizar o fragmento XSLT em um navegador, os estilos não serão exibidos pelo navegador. Em vez disso, você deve visualizar a página dinâmica no navegador para ver o fragmento XSLT no contexto da página dinâmica.

Usar parâmetros com transformações XSL

Você pode definir parâmetros para a transformação XSL ao adicionar o comportamento Transformação XSL do servidor a uma página da Web. Um parâmetro controla como os dados XML são processados e exibidos. Por exemplo, você pode usar um parâmetro para identificar e listar um artigo específico de um feed de notícias. Quando a página é carregada em um navegador, somente o artigo especificado com o parâmetro é exibido.

Adicionar um parâmetro XSLT a uma transformação XSL

  1. Abra a caixa de diálogo Transformação XSL. Para fazer isso, clique duas vezes no comportamento Transformação XSL do servidor no painel Comportamentos de servidor (Janela > Comportamentos de servidor) ou adicione um novo comportamento Transformação XSL do servidor.
  2. Na caixa de diálogo Transformação XSL, clique no botão de adição (+) ao lado de Parâmetros XSLT.
    Caixa de diálogo Transformação XSL
    Caixa de diálogo Transformação XSL

  3. Na caixa de diálogo Adicionar parâmetro, insira um nome para o parâmetro na caixa Nome. O nome pode conter somente caracteres alfanuméricos. Os espaços não são permitidos.
  4. Siga um destes procedimentos:
    • Se desejar usar um valor estático, insira-o na caixa Valor.

    • Se desejar usar um valor dinâmico, clique no ícone de dinâmico ao lado da caixa Valor, preencha a caixa de diálogo Dados dinâmicos e clique em OK. Para obter mais informações, clique no botão Ajuda na caixa de diálogo Dados dinâmicos.

  5. Na caixa Valor padrão, insira o valor a ser usado pelo parâmetro se a página não receber nenhum valor de runtime e clique em OK.

Editar um parâmetro XSLT

  1. Abra a caixa de diálogo Transformação XSL. Para fazer isso, clique duas vezes no comportamento Transformação XSL do servidor no painel Comportamentos de servidor (Janela > Comportamentos de servidor) ou adicione um novo comportamento Transformação XSL do servidor.
  2. Selecione um parâmetro na lista de parâmetro XSLT.
  3. Clique no botão Editar.
  4. Faça as alterações e clique em OK.

Excluir um parâmetro XSLT

  1. Abra a caixa de diálogo Transformação XSL. Para fazer isso, clique duas vezes no comportamento Transformação XSL do servidor no painel Comportamentos de servidor (Janela > Comportamentos de servidor) ou adicione um novo comportamento Transformação XSL do servidor.
  2. Selecione um parâmetro na lista de parâmetro XSLT.
  3. Clique no botão de subtração (-).

Criar e editar regiões XSLT condicionais

Você pode criar uma ou várias regiões condicionais em uma página XSLT. Selecione um elemento na Visualização de design e aplique uma região condicional na seleção ou insira uma região condicional no ponto de inserção do documento.

Por exemplo, se desejar exibir a expressão “Não disponível” ao lado do preço de um item que não está disponível, digite o texto “Não disponível” na página, selecione-o e aplique uma região condicional no texto selecionado. O Dreamweaver coloca a tag <xsl:if> antes e depois da seleção e exibe a expressão “Não disponível” na página somente quando os dados corresponderem às condições da expressão condicional.

Aplicar uma região XSLT condicional

Você pode gravar uma expressão condicional simples a ser inserida na sua página XSLT. Se o conteúdo estiver selecionado quando você abrir a caixa de diálogo Região condicional, haverá a tag <xsl:if> antes e depois do conteúdo. Se o conteúdo não estiver selecionado, o bloco <xsl:if> será incluído no ponto de inserção na página. É recomendado usar a caixa de diálogo para começar e personalizar a expressão na Visualização de código.

O elemento <xsl:if> é semelhante ao elemento if de outras linguagens. Esse elemento permite testar uma condição e tomar uma ação com base no resultado. O elemento <xsl:if> permite testar uma expressão para um único valor verdadeiro ou falso.

  1. Selecione Inserir > Objetos XSLT > Região condicional ou clique no ícone Região condicional, na categoria XSLT do painel Inserir.
  2. Na caixa de diálogo Região condicional, insira a expressão condicional a ser usada na região.

    No exemplo a seguir, você deseja a expressão para observar se o valor do atributo @available do nó do contexto é true.

    Caixa de diálogo Região condicional
    Caixa de diálogo Região condicional

  3. Clique em OK.

    O seguinte código é inserido na página XSLT:

    <xsl:if test="@available=&apos;true&apos;"> 
        Content goes here 
    </xsl:if>

    Observação:

    os valores de sequência de caracteres devem ser definidos como true entre aspas. O Dreamweaver codifica as aspas (&apos;) para que sejam inseridas como XHTML válido.

    Além de testar os nós com relação aos valores, você pode usar qualquer função XSLT suportada em qualquer instrução condicional. A condição é testada no nó atual do arquivo XML. No exemplo a seguir, você deseja testar a expressão no último nó do conjunto de resultados:

    Teste do último nó no conjunto de resultados
    Teste do último nó no conjunto de resultados

    Para obter mais informações e exemplos sobre expressões condicionais de gravação, consulte a seção <xsl:if> no painel Referência (Ajuda > Referência).

Aplicar várias regiões XSLT condicionais

Você pode gravar uma expressão condicional simples a ser inserida na sua página XSLT. Se o conteúdo estiver selecionado quando você abrir a caixa de diálogo Região condicional, haverá a tag <xsl:choose> antes e depois do conteúdo. Se o conteúdo não for selecionado, o bloco <xsl:choose> será incluído no ponto de inserção na página. É recomendado usar a caixa de diálogo para começar e personalizar a expressão na Visualização de código.

O elemento <xsl:choose> é semelhante ao elemento case de outras linguagens. Esse elemento permite testar uma condição e tomar uma ação com base no resultado. O elemento <xsl:choose> permite testar várias condições.

  1. Selecione Inserir > Objetos XSLT > Região condicional múltipla ou clique no ícone Região condicional múltipla na categoria XSLT do painel Inserir.
  2. Na caixa de diálogo Região condicional múltipla, insira a primeira condição.

    No exemplo a seguir, você deseja testar a expressão para observar se o subelemento price do nó do contexto é inferior a 5.

    Caixa de diálogo Região condicional múltipla
    Caixa de diálogo Região condicional múltipla

  3. Clique em OK.

    No exemplo, o seguinte código é inserido na página XSLT:

    <xsl:choose> 
        <xsl:when test="price&lt;5"> 
            Content goes here 
        </xsl:when> 
        <xsl:otherwise> 
            Content goes here 
        </xsl:otherwise> 
    </xsl:choose>
  4. Para inserir outra condição, coloque o ponto de inserção na Visualização de código entre os pares de tag <xsl:when> ou antes da tag <xsl:otherwise> e insira uma região condicional (Inserir > Objetos XSLT > Região condicional).

    Depois de especificar a condição e clicar em OK, outra tag <xsl:when> será inserida no bloco <xsl:choose>.

    Para obter mais informações e exemplos sobre expressões condicionais de gravação, consulte as seções <xsl:choose> no painel Referência (Ajuda > Referência).

Definir propriedades da região condicional (If)

O propósito do recurso Definir inspetor de propriedade de região condicional é alterar a condição usada em uma região condicional na página XSL. A região condicional testa a condição e toma uma ação com base no resultado.

  1. Na caixa Testar, insira uma nova condição e pressione Enter.

Definir propriedades condicionais (When)

O propósito do recurso Definir inspetor de propriedade de região condicional é alterar a condição usada em uma região condicional múltipla na página XSL. A região condicional múltipla testa a condição e toma uma ação com base no resultado.

  1. Na caixa Testar, insira uma nova condição e pressione Enter.

Inserir comentários XSL

Você pode adicionar tags de comentário XSL a um documento ou envolver uma seleção em tags de comentário XSL.

Adicionar tags de comentário XSL a um documento

  1. Siga um destes procedimentos:
    • Na Visualização de design, selecione Inserir > Objetos XSLT > Comentário XSL, digite o conteúdo do comentário (ou deixe a caixa em branco) e clique em OK.

    • Na Visualização de código, selecione Inserir > Objetos XSLT > Comentário XSL.

    Observação:

    Você também pode clicar no ícone Comentário XSL, na categoria XSLT do painel Inserir.

Envolver uma seleção em tags de comentário XSL

  1. Passe para a Visualização de código (Exibir > Código).
  2. Selecione o código que deseja comentar.
  3. Na Barra de ferramentas de codificação, clique no botão Aplicar comentário e selecione Aplicar comentário <xsl:comment></xsl:comment>.

Usar o Construtor de expressões XPath para adicionar expressões para dados XML

O XPath (Linguagem de caminho XML) é uma sintaxe não XML que controla partes de um documento XML. Na maioria das vezes, essa sintaxe é usada como uma linguagem de consulta para dados XML, assim como a linguagem SQL é usada para bancos de dados de consulta. Para obter mais informações sobre o XPath, consulte a especificação da linguagem XPath no site da W3C em www.w3.org/TR/xpath.

O Construtor de expressões XPath é um recurso do Dreamweaver que permite criar expressões XPath simples para identificar nós de dados específicos e para regiões repetitivas. Em vez de arrastar valores da árvore de esquema XML, esse método permite formatar o valor exibido. O contexto atual é identificado com base na posição do ponto de inserção no arquivo XSL quando a caixa de diálogo Construtor de expressões XPath está aberta. O contexto atual está em negrito na árvore de esquema XML. À medida que você faz seleções nessa caixa de diálogo, as instruções XPath corretas são geradas, em relação ao contexto atual. Isso simplifica o processo de gravação de expressões XPath corretas para iniciantes e usuários avançados.

Observação:

esse recurso foi projetado para ajudar a criar expressões XPath simples para identificar um nó específico ou para regiões repetitivas. O recurso não permite editar as expressões manualmente. Se for necessário criar expressões complexas, use o Construtor de expressões XPath para começar e personalizar expressões na Visualização de código ou com o Inspetor de propriedades.

Criar uma expressão XPath para identificar um nó específico

  1. Clique duas vezes no alocador de espaço de dados XML na página para abrir o Construtor de expressões XPath.
  2. Na caixa de diálogo Construtor de expressões XPath (texto dinâmico), selecione qualquer nó na árvore de esquema XML.

    A expressão XPath correta é gravada na caixa Expressão para identificar o nó.

    Observação:

    se você selecionar um nó diferente na árvore de esquema XML, a expressão será alterada para refletir sua escolha.

    No exemplo a seguir, você deseja exibir o subelemento price do nó item:

    Caixa de diálogo Construtor de expressões XPath (Texto dinâmico)
    Caixa de diálogo Construtor de expressões XPath (Texto dinâmico)

    Essa seleção insere o seguinte código na página XSLT:

    <xsl:value-of select="price"/>
  3. (Opcional) Selecione uma opção de formatação no menu pop-up Formato.

    A formatação de uma seleção é útil quando o valor do nó retorna um número. O Dreamweaver fornece uma lista predefinida de funções de formatação. Para obter uma lista completa das funções de formatação disponíveis e exemplos, consulte o painel Referência.

    No exemplo a seguir, você deseja formatar o subelemento price como uma moeda com duas casas decimais:

    Formate o subelemento price como uma moeda com duas casas decimais
    Formate o subelemento price como uma moeda com duas casas decimais

    Essas opções inserem o seguinte código na página XSLT:<xsl:value-of select="format-number(provider/store/items/item/price,'$#.00')"/>

    <xsl:value-of select="format-number(provider/store/items/item/price,'$#.00')"/>
  4. Clique em OK.
  5. Para exibir o valor de cada nó no arquivo XML, aplique uma região repetitiva no elemento que contém o texto dinâmico (por exemplo, uma linha de tabela HTML ou um parágrafo).

    Para obter mais informações e exemplos sobre como selecionar nós para retornar um valor, consulte a seção <xsl:value-of/> no painel Referência.

Selecionar um nó para repetir

Você pode selecionar um nó a ser repetido e, se desejar, filtrar os resultados. Na caixa de diálogo Construtor de expressões XPath, o conteúdo selecionado será envolto em um bloco <xsl:for-each>. Se o conteúdo não for selecionado, o bloco <xsl:for-each> será inserido no ponto de inserção do cursor.

  1. Clique duas vezes no alocador de espaço de dados XML na página para abrir o Construtor de expressões XPath.
  2. Na caixa de diálogo Construtor de expressões XPath (região repetitiva), selecione o item a ser repetido na árvore de esquema XML.

    A expressão XPath correta é gravada na caixa Expressão para identificar o nó.

    Observação:

    Os itens repetitivos são identificados com um sinal de adição (+) na árvore de esquema XML.

    No exemplo a seguir, você deseja repetir cada nó item do arquivo XML.

    Caixa de diálogo Construtor de expressões XPath (Região repetitiva)
    Caixa de diálogo Construtor de expressões XPath (Região repetitiva)

    Ao clicar em OK, o seguinte código será inserido na página XSLT:

    <xsl:for-each select="provider/store/items/item"> 
     Content goes here 
    </xsl:for-each>

    Em alguns casos, você talvez queira trabalhar com um subconjunto dos nós repetitivos (por exemplo, somente com itens onde um atributo tem um valor específico). Nesse caso, é necessário criar um filtro.

Filtrar os dados a serem repetidos

Use um filtro para identificar os nós repetitivos que têm valores de atributo específicos.

  1. Na árvore de esquema XML, selecione um nó a ser repetido.
  2. Clique no botão de expansão Criar filtro.
  3. Clique no botão de adição (+) para criar um filtro vazio.
  4. Insira os critérios de filtragem nos seguintes campos:

    Filtrar por

    Especifique o nó repetitivo que contém os dados que servirão de filtro. O menu pop-up fornece uma lista de nós ancestrais relativos ao nó selecionado na árvore de esquema XML.

    Onde

    Especifica o atributo ou subelemento do nó Filtrar por que será usado para limitar os resultados. Você pode selecionar um atributo ou subelemento no menu pop-up ou inserir sua própria expressão XPath nesse campo para identificar filhos que existem em níveis mais profundos da árvore de esquema.

    Operador

    Especifique o operador de comparação a ser usado na expressão de filtro.

    Valor

    Especifique o valor que deve ser verificado no nó Filtrar por. Insira o valor. Se parâmetros dinâmicos forem definidos na página XSLT, você pode selecionar um deles no menu pop-up.

  5. Para especificar outro filtro, clique no botão de adição (+) novamente.

    Conforme você insere valores ou seleciona opções nos menus pop-up, a expressão XPath na caixa Expressão é alterada.

    No exemplo a seguir, você deseja limitar o conjunto de resultados aos nós item onde o valor do atributo @available é true.

    Restrinja o conjunto de resultados aos nós de item nos quais o valor do atributo @available é verdadeiro
    Restrinja o conjunto de resultados aos nós de item nos quais o valor do atributo @available é verdadeiro

    Quando você clica em OK, o seguinte código é inserido na página XSLT:<xsl:for-each select="provider/store/items/item[@available = &apos;true&apos;]"> Content goes here </xsl:for-each>

    <xsl:for-each select="provider/store/items/item[@available = &apos;true&apos;]"> 
          Content goes here 
    </xsl:for-each>

    Observação:

    os valores de sequência de caracteres devem ser definidos como true entre aspas. O Dreamweaver codifica as aspas (&apos;) para que sejam inseridas como XHTML válido.

    Você pode criar filtros mais complexos que permitem especificar nós pai como parte dos critérios de filtragem. No exemplo a seguir, você deseja limitar o conjunto de resultados aos nós item onde o atributo @id de store é igual a 1 e o nó price de item é superior a 5.

    Restrinja o conjunto de resultados aos nós de item nos quais o atributo @id de store é igual a 1 e o nó price de item é maior que 5
    Restrinja o conjunto de resultados aos nós de item nos quais o atributo @id de store é igual a 1 e o nó price de item é maior que 5

    Quando você clica em OK, o seguinte código é inserido na página XSLT:<xsl:for-each select="provider/store[@id = 1]/items/item[price &gt; 5]"> Content goes here </xsl:for-each>

    Para obter mais informações e exemplos sobre regiões repetitivas, consulte a seção <xsl:for-each> no painel Referência.

    <xsl:for-each select="provider/store[@id = 1]/items/item[price &gt; 5]"> 
        Content goes here 
    </xsl:for-each>

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online