Práticas recomendadas - Diretrizes de acessibilidade

  1. Guia do Usuário do Adobe Animate
  2. Introdução ao Animate
    1. Novidades no Animate
    2. Glossário visual
    3. Requisitos de sistema do Animate
    4. Atalhos de teclado do Animate
    5. Trabalhar com vários tipos de arquivo no Animate
  3. Animação
    1. Noções básicas de animação no Animate
    2. Como usar quadros e quadros-chave no Animate
    3. Animação quadro a quadro no Animate
    4. Como trabalhar com animação de interpolação clássica no Animate
    5. Ferramenta Pincel
    6. Guia de movimento
    7. Interpolação de movimento e ActionScript 3.0
    8. Sobre a animação com interpolação de movimento
    9. Animações de interpolação de movimento
    10. Criação de uma animação de interpolação de movimento
    11. Utilização dos quadros-chave de propriedade
    12. Animação de posição com uma interpolação
    13. Editar interpolações de movimento usando o Motion Editor
    14. Edição do caminho de movimento de uma animação de interpolação
    15. Manipulação de interpolações de movimento
    16. Adição de atenuações personalizadas
    17. Criação e aplicação das predefinições de movimento
    18. Configuração de extensões de interpolação de animação
    19. Trabalhar com interpolações de movimento salvas como arquivos XML
    20. Interpolações de movimento e interpolações clássicas
    21. Interpolação de formas
    22. Uso da animação da ferramenta Bone no Animate
    23. Trabalhar com manipulação de caracteres no Animate
    24. Como usar camadas de máscara no Adobe Animate
    25. Como trabalhar com cenas no Animate
  4. Interatividade
    1. Como criar botões com o Animate
    2. Converter projetos do Animate em outros formatos de tipo de documento
    3. Criação e publicação de documentos HTML5 Canvas no Animate
    4. Adicionar interatividade com snippets de código no Animate
    5. Criar componentes HTML5 personalizados
    6. Uso de componentes do HTML5 Canvas
    7. Criação de componentes personalizados: exemplos
    8. Snippets de código para componentes personalizados
    9. Práticas recomendadas - Publicidade com o Animate
    10. Criação e publicação de Realidade virtual
  5. Fluxo de trabalho e espaço de trabalho
    1. Criação e gerenciamento de pincéis
    2. Uso de Google Fonts em documentos HTML5 Canvas
    3. Uso das Bibliotecas da Creative Cloud e do Adobe Animate
    4. Uso dos painéis Palco e Ferramentas do Animate
    5. Fluxo e espaço de trabalho do Animate
    6. Uso de fontes da Web em documentos HTML5 Canvas
    7. Linhas de tempo e ActionScript
    8. Trabalhar com múltiplas linhas de tempo
    9. Definir preferências
    10. Uso de painéis de criação do Animate
    11. Criar camadas na linha do tempo com o Animate
    12. Exportar animações para aplicativos móveis e mecanismos de jogo
    13. Mover e copiar objetos
    14. Modelos
    15. Localização e substituição no Animate
    16. Desfazer, refazer e o painel de Histórico
    17. Atalhos de teclado
    18. Como usar a linha do tempo no Animate
    19. Criação de extensões HTML
    20. Opções de otimização para imagens e GIFs animados
    21. Configurações de exportação para imagens e GIFs
    22. Painel Ativos no Animate
  6. Multimídia e vídeo
    1. Transformação e combinação de objetos gráficos no Animate
    2. Criar e trabalhar com instâncias do símbolo no Animate
    3. Traçado de imagem
    4. Como usar som no Adobe Animate
    5. Exportação de arquivos SVG
    6. Criação de arquivos de vídeo para uso no Animate
    7. Como adicionar vídeos no Animate
    8. Trabalhar com pontos de sinalização de vídeo
    9. Desenhar e criar objetos com o Animate
    10. Remodelação de linhas e formas
    11. Traçados, preenchimentos e gradientes com o Animate CC
    12. Trabalhar com o Adobe Premiere Pro e o After Effects
    13. Painéis de cor no Animate CC
    14. Abrir arquivos do Flash CS6 com o Animate
    15. Trabalho com texto clássico no Animate
    16. Aplicação de ilustração final no Animate
    17. Bitmaps importados no Animate
    18. Gráficos em 3D
    19. Trabalhar com símbolos no Animate
    20. Desenhar linhas e formas com o Adobe Animate
    21. Trabalho com bibliotecas no Animate
    22. Exportação de sons
    23. Seleção de objetos no Animate CC
    24. Trabalho com arquivos AI do Illustrator no Animate
    25. Aplicação de padrões com a ferramenta Pincel de borrifar
    26. Aplicação de modos de mesclagem
    27. Organização de objetos
    28. Automação de tarefas com o menu Comandos
    29. Texto multilíngue
    30. Uso de câmera no Animate
    31. Uso do Animate com o Adobe Scout
    32. Trabalhar com arquivos Fireworks
    33. Filtros gráficos
    34. Som e ActionScript
    35. Preferências de desenho
    36. Desenho com a ferramenta Caneta
  7. Plataformas
    1. Converter projetos do Animate em outros formatos de tipo de documento
    2. Suporte da plataforma personalizada
    3. Criação e publicação de documentos HTML5 Canvas no Animate
    4. Criação e publicação de um documento WebGL
    5. Compactação de aplicativos no AIR para iOS
    6. Publicação de AIR em aplicativos Android
    7. Publicação no Adobe AIR para desktop
    8. Configurações de publicação do ActionScript
    9. Práticas recomendadas - Organização do ActionScript em um aplicativo
    10. Como usar ActionScript com o Animate
    11. Práticas recomendadas - Diretrizes de acessibilidade
    12. Acessibilidade no espaço de trabalho do Animate
    13. Programação e gerenciamento de scripts
    14. Ativação do suporte para plataformas personalizadas
    15. Visão geral do suporte da plataforma personalizada
    16. Criação de conteúdo acessível
    17. Trabalhar com plug-ins personalizados de suporte da plataforma
    18. Depuração do ActionScript 3.0
    19. Ativação do suporte para plataformas personalizadas
  8. Publicação e exportação
    1. Exportação de arquivos do Animate CC
    2. Publicação OAM
    3. Exportação de arquivos SVG
    4. Exportar gráficos e vídeos com o Animate
    5. Publicação de documentos AS3
    6. Exportar animações para aplicativos móveis e mecanismos de jogo
    7. Exportação de sons
    8. Exportação de arquivos de vídeo QuickTime
    9. Controle de reprodução de vídeo externo com o ActionScript
    10. Práticas recomendadas - Dicas para a criação de conteúdo em dispositivos móveis
    11. Práticas recomendadas - Convenções de vídeo
    12. Práticas recomendadas - Diretrizes de criação de aplicativos SWF
    13. Práticas recomendadas - Estruturação de arquivos FLA
    14. Práticas recomendadas para otimizar arquivos FLA para o Animate
    15. Configurações de publicação do ActionScript
    16. Especificar configurações de publicação para o Animate
    17. Exportação de arquivos projetores
    18. Exportar imagens e GIFs animados
    19. Modelos de publicação HTML
    20. Trabalhar com o Adobe Premiere Pro e o After Effects
    21. Compartilhar e publicar animações rapidamente

Sobre diretrizes de acessibilidade

Os leitores de tela são complexos e você pode facilmente encontrar resultados inesperados em arquivos FLA, desenvolvidos para uso com leitores de tela, um software de leitura em voz alta de sites da web, executado por usuários com deficiência visual. O texto é lido em voz alta com o emprego de software projetado especificamente para isso. Um leitor de tela só pode interpretar conteúdo de texto. Entretanto, todas as descrições que você fornecer para o arquivo SWF global, clipes de filmes, imagens ou outros conteúdos gráficos são lidos em voz alta também. Escreva descrições para as imagens e animações importantes, de modo que o leitor de tela possa interpretar esses recursos do seu arquivo SWF. Este é o arquivo SWF equivalente ao texto alt em uma página da web em HTML.

Observação: os aplicativos do Animate precisam ser visualizados no Internet Explorer em Windows, pois o suporte Microsoft Active Accessibility (MSAA) está limitado a esse navegador.

O Flash Player usa o Microsoft Active Accessibility (MSAA) para apresentar o conteúdo do Animate aos leitores de tela. O MSAA é uma tecnologia com base no Windows que oferece uma plataforma padronizada para troca de informações entre tecnologias de ajuda, como leitores de tela, e outros aplicativos. Os eventos (como mudança no aplicativo) e os objetos tornam-se visíveis aos leitores de tela com o uso do MSAA.

Observação:

O Flash Player 7 (e posterior) não funciona com todas as tecnologias de leitores de tela. Os provedores de software de terceiros precisam manusear as informações fornecidas pelo MSAA.

Criação de sites acessíveis

Tornar um site da web acessível envolve diversos critérios diferentes:

Abrir as informações para leitores de tela

Tornar realizáveis texto ou imagens

Alguns visitantes podem ter dificuldade na leitura de texto em tamanho pequeno ou visualizar gráficos pequenos. Permita que os usuários aumentem esses elementos, beneficiando-se dos gráficos vetoriais escalonáveis dos arquivos SWF.

Ofereça narração em áudio

Considere apresentar narração em áudio para visitantes sem leitor de tela ou nos casos em que os leitores de tela possam não funcionar, como com conteúdo de vídeo.

Apresente legenda para narrações em áudio

Alguns visitantes podem não ter condições de ouvir uma narração em áudio de um site ou vídeo. Considere apresentar legendas para esses visitantes.

Não confie nas cores para transmitir informações

Muitos visitantes podem ser daltônicos. Se você apoiar-se nas cores para transmitir informações (como: clique no botão verde para ir para a página 1, clique no botão vermelho para ir para a página 2), forneça texto ou fala equivalentes.

Historicamente, muitas apresentações on-line (como vídeos) apresentam meios alternativos para visitantes com deficiência visual acessar o conteúdo, por exemplo, a descrição textual de um vídeo. Entretanto, o Animate fornece informações textuais diretamente para o leitor de tela. Embora isso, em geral, signifique que você necessitará fazer novas configurações ou ActionScript em um arquivo FLA, não é necessário criar uma versão totalmente separada.

Partes do arquivo SWF podem ser apresentadas aos leitores de tela. Os elementos de texto (como campos de texto, texto estático e dinâmico), botões, clipes de filmes, componentes e todo o arquivo SWF podem ser interpretados por leitores de tela compatíveis com MSA.

A Seção 508 é a legislação dos Estados Unidos que apresenta as diretrizes para tornar acessíveis as informações a pessoas com deficiências. A Seção 508 trata especificamente da necessidade de tornar os sites da web acessíveis, em diversos modos. Alguns sites da web, inclusive todos os sites da web federais, devem obedecer a essas diretrizes. Se um arquivo SWF não transmite todas as informações para o leitor de tela, o arquivo SWF não está mais conforme com a Seção 508. Para obter mais informações, consulte o site da web da Seção 508.

Muitos países têm diretrizes específicas a serem seguidas sobre a criação de sites da web acessíveis ou seguem as diretrizes definidas por outras organizações. Para obter mais informações sobre acessibilidade e padrões da web, consulte o site da web World Wide Web Consortium (W3C) Web Accessibility Initiative. Esses padrões e diretrizes descrevem os fatores que precisam ser abrangidos quando se cria sites da web em HTML acessíveis e parte dessas informações se aplica ao Animate.

Apresentação da navegação e da estrutura de arquivo SWF

Devido à natureza visual de alguns arquivos SWF, o layout e a navegação da página podem ser complexos e difíceis para que leitores de tela traduzam. Uma descrição global do arquivo SWF é importante para transmitir informações sobre sua estrutura e como navegar pela estrutura do site. Você pode apresentar essa descrição clicando em Palco e digitando a descrição no painel Acessibilidade. Você pode, também, criar uma área separada do site para apresentar essa descrição ou visão geral.

Observação:

Se gravar uma descrição no arquivo SWF principal, essa descrição será lida todas as vezes que o arquivo SWF for atualizado. Você pode evitar essa redundância com a criação de uma página de informações separada.

Informe ao usuário todos os elementos de navegação que estão alterados no arquivo SWF. Talvez seja acrescentado um botão extra ou o texto na face do botão fique alterado e esta mudança será lida em voz alta pelo leitor de tela. O Flash Player 7 e posterior suporta a atualização dessas propriedades com o uso do ActionScript. Você pode atualizar as informações de acessibilidade em seus aplicativos se o conteúdo mudar durante a execução.

Controle de descrições e de repetição

Designers e desenvolvedores podem atribuir descrições para as animações, imagens e gráficos em um arquivo SWF. Apresente nomes para os gráficos de modo que o leitor de tela possa interpretá-los. Se um gráfico ou uma animação não apresentar informações vitais para o arquivo SWF (talvez seja decorativo ou repetitivo) ou você esboçou o elemento na descrição global do arquivo SWF, não apresente uma descrição separada para esse elemento. A apresentação de descrições desnecessárias pode confundir os usuários que usam leitores de tela.

Observação:

Se você dividir o texto ou usar imagens para texto nos arquivos SWF, forneça o nome ou a descrição para esses elementos.

Se você tiver diversos clipes de filme aninhados para uma única finalidade ou para transmitir uma única ideia, certifique-se de fazer o seguinte:

  • Agrupe esses elementos no arquivo SWF.

  • Forneça a descrição para o clipe de filme pai.

  • Torne inacessíveis todos os clipes de filme filhos.

    Isso é extremamente importante pois o leitor de tela tentará descrever todos os clipes de filme aninhados irrelevantes, o que confundirá o usuário e pode fazer com que o usuário saia do site da web. Tome esta decisão sempre que tiver mais de um objeto, como muitos clipes de filme, em um arquivo SWF. Se a mensagem global for melhor transmitida com uma única descrição, apresente a descrição de um dos objetos e torne todos os demais objetos inacessíveis para o leitor de tela.

    Arquivos SWF e aplicativos em repetição provocam a atualização constante do leitor de tela, pois este detecta conteúdo novo na página. Como o leitor pensa que o conteúdo foi atualizado, ele volta para a parte superior da página da web e começa a releitura do conteúdo. Torne inacessível aos leitores de tela todos os objetos em atualização ou repetição que não precisam ser relidos.

    Observação: não digite uma descrição no campo Descrição do painel Acessibilidade para ocorrências (como texto) que o leitor de tela lê em voz alta.

Uso da cor

Você precisa decidir sobre o uso de cores em um arquivo acessível. Não se pode confiar apenas na cor para transmitir informações ou diretivas particulares aos usuários. Um usuário daltônico não pode operar uma página que lhe peça para clicar na área azul para lançar uma página nova ou na página vermelha para ouvir música. Ofereça textos equivalentes na página ou em uma versão alternativa para tornar seu site acessível. Também, verifique se existe contraste significativo entre as cores de fundo e de primeiro plano para melhorar a legibilidade. Se você colocar texto em cinza claro sobre fundo branco os usuários não poderão lê-lo facilmente. Igualmente, texto em letras miúdas é de difícil leitura para muitos visitantes. O uso de contraste elevado e texto grande ou redimensionável beneficia a maioria dos usuários, mesmo aqueles sem deficiências.

Ordenação, tabulação e o teclado

A ordem e a tabulação da leitura são considerações importantes para tornar acessíveis os sites da web do Animate. Quando se projeta uma interface, a ordem em que ela aparece na página pode não estar compatível com a ordem em que o leitor de tela lê cada ocorrência. Você pode controlar e testar a ordem da leitura, bem como a tabulação no arquivo SWF.

Controle da ordem de leitura

A ordem de leitura padrão não é previsível e nem sempre está compatível com a localização dos recursos ou o layout visual da página. Manter um layout simples pode ajudar a criar uma ordem lógica de leitura, sem usar o ActionScript. No entanto, você tem mais controle sobre a ordem de leitura se usar o ActionScript e testar a ordem nos arquivos SWF.

Observação:

Não perca a ordenação de uma única ocorrência no arquivo SWF ou a ordem de leitura reverte para a ordem de leitura padrão (ou imprevisível).

Controle de tabulação e de conteúdo

Os visitantes que se apoiam em leitores de tela para descrever o conteúdo do site, em geral usam os controles de tabulação e de teclado para navegar no sistema operacional e nas páginas da web, pois usar o mouse não é útil quando a tela não é visualizada. Use as propriedades tabIndex e tabEnabled com ocorrências de clipe de filme, de botão, de campo de texto ou de componente para oferecer controle de tabulação inteligente em arquivos SWF acessíveis. Além da tabulação, você pode usar qualquer ação de pressionar tecla para navegar pelo arquivo SWF, mas precisa transmitir essa informação com o uso do painel Acessibilidade. Use a classe Tecla no ActionScript para incluir scripts de pressionar tecla no arquivo SWF. Selecione o objeto para o qual deseja usar o script de pressionar tecla e inclua a tecla de atalho no campo Atalho no painel Acessibilidade. Inclua atalhos de teclado para botões essenciais e de uso frequente no arquivo SWF.

Observação: no ActionScript 3.0, tabIndex e tabEnabled são propriedades da classe InteractiveObject. No ActionScript 2.0, não há necessidade de referência de classe.

Observação:

Evite usar botões invisíveis nos arquivos SWF acessíveis, pois os leitores de tela não reconhecem esses botões. (Os botões invisíveis são aqueles para os quais são definidos apenas a área de ocorrência, a região onde clicar).

Muitos arquivos SWF têm uma sucessão rápida de informações e os leitores de tela, com frequência, não conseguem acompanhar esse ritmo. Apresente controles para o arquivo SWF que permitam que o usuário use os botões para navegar pelo arquivo em seu próprio ritmo e que deixem-nos fazer pausa no processo, se necessário.

Lidar com áudio, vídeo e animação

Quando você apresenta narrações em áudio ou vídeo que contenha fala, coloque legendas para aqueles usuários que não podem ouvir. Você pode usar campos de texto no Animate, importar vídeo que contenha legendas ou, mesmo, usar um arquivo de legendas em XML. Você pode usar pontos de sinalização de vídeo, se houver necessidade do campo de texto atualizar as informações de texto durante a execução.

Para obter informações sobre como usar os componentes Hi-Caption SE e Hi-Caption Viewer, consulte a Página de suplementos da Adobe. Esta extensão de terceiros permite criar legendas para serem gravadas em um arquivo XML e carregar no arquivo SWF durante a execução, entre outros controles avançados. Por outro lado, você pode usar pontos de sinalização e campo de texto para exibir as informações de legenda.

Acessibilidade e extensão do Animate

Com a camada de extensibilidade do Animate, os desenvolvedores podem criar extensões que habilitam a criação avançada. Isso permite a empresas de terceiros desenvolver extensões que envolvem acessibilidade. Há diversas opções para a validação de arquivos SWF ou para a inclusão de legendas.

Por exemplo, uma ferramenta de validação pode analisar seus arquivos SWF quanto a descrições que estejam faltando. Ela verifica se uma descrição foi acrescentada para um grupo de ocorrências ou se o texto tem rótulo para a ocorrência e o informa sobre quaisquer problemas. A ferramenta analisa também a ordem de leitura do arquivo SWF e localiza todas as ocorrências que devem ser especificadas. Você pode especificar a ordem de leitura, com o uso de caixa de diálogo, após a análise do arquivo SWF.

Para obter informações sobre as extensões de terceiros disponíveis atualmente, consulte a Página Adobe Add-ons.

Teste de arquivos e alterações

Teste qualquer arquivo SWF que se pretende usar com leitores de tela. Teste os arquivos SWF no lançamento de cada nova versão do Flash Player, inclusive nas revisões secundárias, com os seguintes cenários:

  • Uso do Window Eyes e JAWS para leitores de tela do Windows. Cada um deles trata os arquivos SWF de um modo diferenciado, portanto, será possível obter resultados diferentes.

  • Em um navegador sem leitor de tela e navegue pelo seu site sem o uso do mouse.

  • Desative seu monitor e use apenas o leitor de tela para navegar pelo site da web.

  • Se você usa narração em áudio, teste seu site sem os alto-falantes.

  • Com vários usuários que são representantes dos visitantes do site de destino.

Observação:

Não há necessidade de testar navegadores diferentes, porque a tecnologia usada para mostrar os arquivos SWF para leitores de tela (MSAA) é suportada apenas pelo Internet Explorer no Windows.

Enquanto ouve o arquivo SWF usando o leitor de tela, verifique os seguintes pontos:

  • A ordem de leitura está correta?

  • Há descrições para atalhos no arquivo SWF?

  • Há descrições adequadas e completas dos elementos da interface?

  • Há descrições adequadas para navegar na estrutura do site?

  • O conteúdo do arquivo SWF é lido quando é atualizado ou renovado?

  • Se você mudar o contexto de quaisquer elementos do Palco (como um botão que muda de Reproduzir para Pausa), essa mudança é anunciada pelo leitor de tela?

    Não há ferramenta oficial disponível para a validação de arquivos SWF, diferentemente da validação do HTML. Entretanto, existem algumas ferramentas de terceiros para ajudá-lo a validar o arquivo. Para obter mais informações sobre essas extensões, consulte a Página Adobe Add-ons.

Logotipo da Adobe

Fazer logon em sua conta