Público

Administradores corporativos que controlam as máquinas engajadas em fluxos de trabalho que usem variáveis globais persistentes (Windows e Macintosh) ou Javascripts personalizados (somente Windows).

Visão geral

Devido ao alto interesse da Adobe na segurança, alterações as funcionalidades existentes do Acrobat e do Adobe Reader são liberadas periodicamente para reforçar mais a resistência do produto contra ataques maliciosos. Como parte desse esforço, a versão 10.1.1 introduz alterações no recurso de Javascript que armazena as variáveis globais e executa scripts definidos pelo usuário.

Antes da versão 10.1.1, os usuários finais podiam colocar arquivos JavaScript em %ApplicationData%\Adobe\(nome do produto)\ (versão)\Javascript, e esses arquivos seriam executados automaticamente na inicialização do aplicativo. Por exemplo, a TI poderia colocar o arquivo JS para modificar a interface do usuário do produto ao ocultar ou adicionar itens de menu em uma máquina Windows XP em C:\Documents and Settings\(nome de usuário) \Application Data\Adobe\Acrobat\10.0\Javascripts. Além disso, a pasta contém glob.js e glob.settings.js, dois arquivos que o produto pode ler e gravar ao armazenar variáveis globais.

Alterações para a versão 10.1.1

Por projeto, os processos do Acrobat não gravam na pasta %ApplicationData%\ Acrobat\Privileged\10.0. Além disso, os processos ‘sandbox” são proibidos especificamente de gravar naquela pasta. Assim, a operação mais segura envolve ativar a Exibição protegida no Acrobat e o Modo protegido no Reader e assim colocar em ‘sandbox’ todos os processos. Além disso, a versão 10.1.1 introduz as seguintes alterações:

  • Local do novo usuário JS: a pasta do Javascript do usuário foi movida de
    • Vista e Windows 7:Users\(nome do usuário)\AppData\Roaming\Adobe\Acrobat\10.0\JavaScripts para Users\(nome do usuário)\AppData\Roaming\Adobe\Acrobat\Privileged\10.0\JavaScripts. Por exemplo, o novo caminho poderia ser: C:\Users\JoeUser\AppData\Roaming\Adobe\Acrobat\Privileged\10.0\JavaScripts
    • XP: Documents and Settings\(nome do usuário)\Application Data\Adobe\Acrobat\10.0\JavaScripts para Documents and Settings\(nome do usuário)\Application Data\Adobe\Acrobat\Privileged\10.0\JavaScripts. Por exemplo, o novo caminho poderia ser: C:\Documents and Settings\JoeUser\Application Data\Adobe\Acrobat\Privileged\10.0\JavaScripts

Observação: essa é somente uma alteração para o Windows. Também, a alteração faz não impacta o comportamento de C:\Program Files\Adobe\(nome e versão do produto)\(nome do produto)\JavaScripts.

  • Novo formato e localização para as variáveis globais persistente: configurações de variáveis armazenadas em glob.settings.js e glob.js agora residem em um novo diretório em: %ApplicationData%\Adobe\Acrobat\10.0\JSCache. Os pares de valores-chave lidos do ASCab são usados para inicializar as variáveis globais persistentes. Nenhuma configuração é salva como arquivos JavaScript neste diretório.

O que você deve fazer

Se você não tiver armazenado variáveis como variáveis globais persistentes ou colocado Javascripts personalizados nos diretórios afetados, poderá ignorar essa alteração. No entanto, se você fez um deles, mantenha a integridade dos fluxos de trabalho executando os procedimentos a seguir:

Para problemas de variável global (Windows e Macintosh)

  • Verifique se glob.js e glob.settings.js não armazenam nada além de pares de valores-chave e valores escalares. Os fluxos de trabalho que usam esses arquivos para armazenar outros métodos serão quebrados.
  • Como todos os dados que residem em glob.js e glob.setting.js no momento da aplicação da versão 10.1.1 serão perdidos, mantenha a integridade dos fluxos de trabalho executando os procedimentos a seguir:

1. Para o Acrobat, você pode:

  • Copiar o JavaScript nos arquivos glob.setting.js e glob.js existentes da pasta JavaScripts antiga e executá-lo no console Javascript em uma nova sessão do Acrobat. Isso exportará as variáveis globais armazenadas para a nova sessão do Acrobat. Ou,
  • Copiar o glob.js e glob.setting.js da pasta JavaScripts antiga para %Program Files%/Adobe/Reader/JavaScript e, a seguir, excluir os arquivos originais. Reinicie o produto para exportar as variáveis para o novo formato.

Observação: para o Adobe Reader, você somente pode usar o método mais recente porque o console JavaScript não estará disponível a não que tenha sido ativado como descrito em http://blogs.adobe.com/pdfdevjunkie/2008/10/how_to_use_the_javascript_debu.html.

2. Execute manualmente o método setPersistent do Javascript em todas as variáveis globais para garantir que sejam migradas corretamente para o novo formato. Por exemplo, execute o seguinte Javascript no console:

for (var name in global) global.setPersistent("global."+name, true);

Para problemas de Javascript do usuário (somente Windows)

Copie todos os arquivos JavaScript criados pelo usuário de %APPDATA%\Adobe\Acrobat\10.0\JavaScripts para %APPDATA%\Adobe\Acrobat\Privileged\10.0\JavaScripts.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online