Ouvir um arquivo em uma taxa de amostragem diferente

O comando Interpretar a taxa de amostragem permite ouvir como um arquivo de áudio soa em uma taxa de amostragem diferente. (Consulte Noções básicas sobre a taxa de amostragem.) Esse comando ajuda a identificar os arquivos que especificam uma taxa incorreta no cabeçalho do arquivo. Para converter permanentemente a taxa de amostragem, escolha Editar > Converter tipo de amostra.

  1. No Editor de forma de onda, escolha Editar > Interpretar a taxa de amostragem.
  2. Insira uma taxa de amostragem na caixa de texto ou escolha uma taxa de amostragem comum na lista.

Observação:

Embora seja possível trabalhar no Adobe Audition com taxas de amostra que variam de 6000 a 192.000 Hz, a sua placa de som talvez não consiga reproduzir todas as taxas corretamente. Para determinar as taxas de amostra compatíveis, consulte a documentação da placa.

Converter a taxa de amostragem de um arquivo

A taxa de amostragem de um arquivo determina a faixa de frequência da forma de onda. Ao converter a taxa de amostragem, lembre-se de que a maioria das placas de áudio é compatível apenas com algumas taxas de amostra.

  1. No Editor de forma de onda, escolha Editar > Converter tipo de amostra.

    Observação:

    Para acessar rapidamente a caixa de diálogo Converter tipo de amostra, clique duas vezes na seção Tipo de amostra na barra de status. (Consulte Exibir a barra de status..)

  2. Selecione uma taxa na lista Taxa de amostragem ou insira uma taxa personalizada na caixa de texto.
  3. Na seção Avançado, arraste o controle deslizante Qualidade para ajustar a qualidade de conversão da amostragem.

    Os valores mais altos retêm frequências mais altas, mas a conversão leva mais tempo. Os valores mais baixos exigem menos tempo de processamento, mas reduzem as frequências altas.

    Observação:

    Use valores de Qualidade mais altos sempre que reduzir a resolução de uma taxa alta para baixa. When upsampling, higher values have little effect.

  4. For the best results, select Pre/Post Filter to prevent aliasing noise.

Converter uma forma de onda para surround, estéreo e mono

O comando Converter tipo de amostra é a maneira mais rápida de converter uma forma de onda para um número diferente de canais.

  1. No Editor de forma de onda, escolha Editar > Converter tipo de amostra.
  2. No menu Canais, selecione Mono, Estéreo ou 5.1.
  3. Na seção Avançado, insira as porcentagens para Mistura esquerda e Mistura direita:
    • Ao converter de mono para estéreo, as opções Mistura esquerda e Mistura direita especificam a amplitude relativa com que o sinal mono original é colocado em cada lado do sinal estéreo. Por exemplo, você pode colocar o mono de origem somente no canal esquerdo, somente no canal direito ou em qualquer ponto no meio.

    • Ao converter de estéreo para mono, as opções Mistura esquerda e Mistura direita controlam a quantidade de sinal do canal respectivo que será misturada à forma de onda do mono final. O método de mistura mais comum usa 50% dos dois canais.

Para outras técnicas de conversão de canal, consulte os seguintes tópicos:

Alterar a profundidade de bits de um arquivo

A profundidade de bits de um arquivo determina o intervalo dinâmico do áudio. (Consulte Noções básicas da profundidade de bits.) O Adobe Audition é compatível com a resolução de até 32 bits. Você pode aumentar a profundidade de bits de um arquivo para obter um intervalo dinâmico maior, ou reduzir a profundidade de bits para reduzir o tamanho do arquivo.

Observação:

Alguns aplicativos e reprodutores de mídia comuns exigem o áudio de 16 bits ou mais baixo.

  1. No Editor de forma de onda, escolha Editar > Converter tipo de amostra.
  2. Selecione uma Profundidade de bits no menu ou insira uma profundidade de bits personalizada na caixa de texto.
  3. Na seção Avançado, defina as seguintes opções:

    Pontilhamento

    Ativa ou desativa o pontilhamento ao converter para uma profundidade de bits menor. Se o pontilhamento for desativado, a profundidade de bits será truncada repentinamente, produzindo um efeito craquelado nas passagens de volume baixo, causado pela distorção de quantificação.

    Embora o pontilhamento apresente uma pequena quantidade de ruído, o resultado é superior à distorção aprimorada, que de outra forma, seria ouvida nos níveis de sinal baixo. O pontilhamento também permite ouvir os sons que seriam mascarados pelos limites de ruído e distorção do áudio em uma profundidade de bits mais baixa.

    Tipo de pontilhamento

    Controla como o ruído de pontilhamento é distribuído em relação ao valor de amplitude original. Em geral, o Triangular fornece a melhor combinação entre a relação sinal/ruído, a distorção e a modulação do ruído.

    Tipo de pontilhamento

    Reduz a relação sinal/ruído

    Modulação de ruído

    Triangular

    4,8 dB

    Não

    Gaussiano

    6,0 dB

    Não essencial

    observação: o Triangular (formato) e o Gaussiano (formato) movem um pouco mais de ruído em frequências altas. Para obter mais controle, defina as opções de Forma de ruído.

    Forma de ruído

    Determina quais frequências contêm o ruído de pontilhamento. Ao inserir a forma de ruído, talvez seja possível usar profundidades de pontilhamento mais baixas sem introduzir artefatos sonoros. A melhor forma depende do áudio de origem, da taxa de amostragem final e da profundidade de bits.

    observação: a Forma de ruído é desativada para as taxas de amostra abaixo de 32 kHz, porque todo o ruído permaneceria em frequências audíveis.

    Ritmo alto

    Com um crossover definido para 7,3 kHz, o ruído de pontilhamento é reduzido para -180 dB a 0 Hz e -162 dB a 100 Hz.

    Inclinação leve

    Com um crossover definido para 11 kHz, o ruído é reduzido para -3 dB a 0 Hz e -10 dB a 5 kHz.

    Neutra

    Leve, é fixa em até 14 kHz, aumenta o ruído até um máximo de 17 kHz e fica novamente fixa em frequências mais altas. O ruído de fundo soa igual ao que seria sem a formação de ruído, mas é cerca de 11 dB mais silencioso.

    Pesada, é plana em até 15,5 kHz, colocando todo o ruído de pontilhamento acima de 16 kHz (ou em qualquer lugar onde o crossover esteja especificado). Ouvidos sensíveis poderão escutar um zumbido agudo se o crossover for muito baixo. No entanto, caso haja uma conversão de 48 ou 96 kHz de áudio, o crossover poderá ser inserido bem acima de 20 khz.

    Dica: escolha uma forma Neutra para evitar um ruído de fundo sonoramente colorido. Observe, no entanto, que o ruído soará mais alto do que com outras formas.

    Forma de U

    Superficial, é predominantemente plana de 2 kHz a 14 kHz, mas torna-se mais alta à medida que o áudio atinge 0 Hz, pois as frequências baixas são muito menos audíveis. Média, coloca um pouco mais de ruído nas alturas acima de 9 kHz, permitindo um ruído menor abaixo dessa frequência. Intensa, aumenta ainda mais o ruído acima de 9 kHz, mas também o reduz muito mais na faixa de 2 a 6 kHz.

    Pesada

    Leve, tenta combinar como o ouvido percebe os sons de nível baixo, reduzindo mais o ruído na faixa de 2 a 6 kHz e aumentando-o na faixa de 10 a 14 kHz. Em volumes altos, o ruído pode ser mais perceptível. Pesada, reduz de forma mais uniforme a faixa mais sensível de 2 a 6 KHz, às custas de mais ruído acima de 8 kHz.

    Crossover

    Especifica a frequência acima da qual a forma de ruído ocorrerá.

    Intensidade

    Especifica a amplitude máxima do ruído adicionado a qualquer frequência.

    Modo adaptável

    Varia a distribuição do ruído entre as frequências.

Use as predefinições de conversão da taxa de amostragem

Se for necessário fazer a mesma conversão em vários arquivos, é possível economizar tempo usando uma predefinição de conversão da taxa de amostragem.

  1. Choose Edit > Convert Sample Type.
  2. Ajuste as configurações como desejado.
  3. Clique no botão Nova predefinição 

    Após criar uma predefinição, ela será exibida na lista Predefinições, na parte superior da caixa de diálogo. Se desejar excluir uma predefinição, selecione-a na lista e clique no botão Excluir .

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online