Para obter informações e instruções detalhadas, clique nos links abaixo.

Usar o gerenciamento de cores ao imprimir

Ao imprimir um documento gerenciado por cores, é possível especificar opções adicionais de gerenciamento de cores para manter a uniformidade de cores na impressão. Por exemplo, suponha que o documento contenha um perfil adequado para saída de prova de prelo, mas você deseje fazer a prova das cores do documento em uma impressora de mesa. Na caixa de diálogo 'Imprimir', você pode converter as cores do documento no espaço de cor da impressora de mesa. Será usado o perfil da impressora, e não do documento atual. Se você selecionar o espaço de cor 'Prova' e uma impressora RGB, o InDesign converterá os dados de cores em valores RGB usando os perfis de cores selecionados.

Ao imprimir em uma impressora PostScript, você também poderá usar o gerenciamento de cores PostScript. Nesse caso, o InDesign envia os dados de cores do documento em uma versão calibrada do espaço de cores original, juntamente com o perfil do documento, diretamente para a impressora PostScript, permitindo que a impressora converta o documento para o espaço de cor da impressora. O espaço de cor da impressora é armazenado no dispositivo como um dicionário de renderização de cores (CRD, Color Rendering Dictionary). Isso possibilita a saída independente do dispositivo. CRDs são os equivalentes PostScript dos perfis de cores. Os resultados exatos da conversão de cores podem variar entre as impressoras. Para usar o gerenciamento de cores PostScript, use uma impressora com PostScript Nível 2 ou superior. Não é preciso instalar um perfil ICC para a impressora no sistema.

Observação:

Ao trabalhar em um documento gerenciado por cores, você poderá usar o painel 'Comprovação' para ter certeza de que suas cores estarão de acordo com as diretrizes especificadas.

  1. Verifique se o driver e a PPD (PostScript Printer Description) corretos para a impressora estão instalados.
  2. Escolha Arquivo > Imprimir.
  3. Se uma predefinição tiver as configurações desejadas, escolha-a no menu 'Predefinição de impressão' na parte superior da caixa de diálogo 'Imprimir'.
  4. Ajuste as configurações deste documento como desejar.
  5. Clique em Gerenciamento de Cores no lado esquerdo da caixa de diálogo Imprimir.
  6. Em 'Imprimir', selecione 'Documento'.
  7. Em 'Tratamento de cores', escolha 'Permitir que o InDesign determine as cores'.
  8. Para Perfil de impressora, selecione o perfil referente ao dispositivo de saída.

    Quanto mais precisa for a descrição do comportamento de um dispositivo de saída e das condições de impressão (como o tipo de papel) em um perfil, mais precisa será a conversão dos valores numéricos de cores reais do documento feita pelo sistema de gerenciamento de cores.

  9. Selecione 'Preservar números RGB' ou 'Preservar números CMYK'.

    Esta opção determina o modo como o InDesign lida com as cores que não possuem um perfil de cores associado (por exemplo, imagens importadas sem perfis incorporados). Quando esta opção estiver selecionada, o InDesign enviará os números de cores diretamente para o dispositivo de saída. Quando não estiver selecionada, o InDesign primeiramente converterá os números de cores no espaço de cores do dispositivo de saída.

    A preservação de números é recomendada quando se utiliza um fluxo de trabalho CMYK seguro. A preservação de números não é recomendada para a impressão de documentos RGB.

  10. Pressione 'Configuração' (Windows) ou 'Impressora' (Mac OS) para acessar a caixa de diálogo de drivers de impressora.
  11. Desative o gerenciamento de cores da impressora e clique em 'Imprimir' para retornar à caixa de diálogo 'Imprimir' do InDesign.

    Cada driver de impressora apresenta opções diferentes de gerenciamento de cores. Em caso de dúvidas sobre como desativar o gerenciamento de cores, consulte a documentação da impressora.

  12. Clique em Imprimir.

Opções de saída de cores para composições

Na área 'Saída' da caixa de diálogo 'Imprimir', é possível determinar como a cor composta no documento será enviada para a impressora. Quando o gerenciamento de cores está ativado (padrão), o resultado dos padrões da configuração 'Cor' é uma saída de cores calibrada. Todas as informações de cores especiais são preservadas na conversão de cores. Somente as cores de escala equivalentes são convertidas no espaço de cor designado. Se não tiver certeza da escolha de cores a fazer, consulte o seu prestador de serviços de prova de prelo.

Os modos compostos só afetam as imagens e os objetos rasterizados criados no InDesign. Os gráficos inseridos (como arquivos EPS e Adobe PDF) não são afetados, a menos que se sobreponham a objetos transparentes.

Para obter mais informações sobre impressão composta, consulte o Adobe Print Resource Center em www.adobe.com/go/print_resource.

Observação:

As opções disponíveis para impressão não PostScript dependem do modelo de cores usado pela impressora, que geralmente é RGB.

Quando você imprime um composto, o trapping automático é desativado, mas é possível selecionar 'Simular superimposição' para fazer a prova de superposição de texto, traçados ou preenchimentos.

A área 'Saída' na caixa de diálogo 'Imprimir' inclui as seguintes opções de cores. Outras opções também podem estar disponíveis, dependendo da sua impressora.

Composto, deixar inalterado

Envia uma versão colorida de páginas específicas para a impressora, preservando todos os valores de cores do documento original. Quando esta opção é selecionada, 'Simular superimposição' é desativada.

Cinza composto

Envia versões em escala de cinza de páginas especificadas para a impressora quando, por exemplo, você utiliza uma impressora monocromática sem fazer separações.

RGB composto

Envia uma versão colorida de páginas especificadas para a impressora quando, por exemplo, você utiliza uma impressora de cores RGB sem fazer separações.

CMYK composto

Envia uma versão colorida de páginas especificadas para a impressora quando, por exemplo, você utiliza uma impressora colorida CMYK sem fazer separações. Esta opção só está disponível para impressoras PostScript.

Separações

Cria informações PostScript para cada separação necessária para o documento e as envia para o dispositivo de saída. Esta opção só está disponível para impressoras PostScript.

Separações In-Rip

Envia informações de separação para o RIP do dispositivo de saída. Esta opção só está disponível para impressoras PostScript.

Texto como preto

Selecione esta opção para imprimir todo texto criado no InDesign em preto, a menos que tenha um valor de cor equivalente a branco ou a cor 'Nenhuma' ou 'Papel'. Esta opção é útil ao criar conteúdo para distribuição impressa e em PDF. Por exemplo, se os hiperlinks fossem azuis na versão de PDF, eles seriam impressos em preto em uma impressora de escala de cinza, e não em padrões de retícula, o que dificultaria a leitura.

A prova impressa (também denominada prova de impressão ou impressão correspondente) é uma simulação impressa da aparência da saída final em uma impressora tipográfica. A prova impressa é gerada em um dispositivo de saída mais econômico que uma impressora tipográfica. Alguns modelos mais recentes de impressora a jato de tinta possuem a resolução necessária para gerar impressões econômicas, que podem ser usadas como provas impressas.

  1. Escolha Exibir > Configuração de Prova > Personalizar.
  2. Na caixa de diálogo 'Personalizar condição de prova', selecione o dispositivo a ser simulado e clique em 'OK'.
  3. Selecione 'Preservar números RGB' ou 'Preservar números CMYK' e clique em 'OK'.

    Esta opção determina o modo como o InDesign lida com as cores que não possuem um perfil de cores associado (por exemplo, imagens importadas sem perfis incorporados). Quando esta opção estiver selecionada, o InDesign enviará os números de cores diretamente para o dispositivo de saída. Quando não estiver selecionada, o InDesign primeiramente converterá os números de cores no espaço de cores do dispositivo de saída.

    A preservação de números é recomendada quando se utiliza um fluxo de trabalho CMYK seguro. A preservação de números não é recomendada para a impressão de documentos RGB.

  4. Escolha Arquivo > Imprimir.
  5. Se uma predefinição tiver as configurações desejadas, escolha-a no menu 'Predefinição de impressão' na parte superior da caixa de diálogo 'Imprimir'.
  6. Ajuste as configurações deste documento como desejar.
  7. Clique em Gerenciamento de Cores no lado esquerdo da caixa de diálogo Imprimir.
  8. Em 'Imprimir', selecione 'Prova'. O perfil deve corresponder à configuração de prova especificada.
  9. Em 'Tratamento de cores', escolha 'Permitir que o InDesign determine as cores'.
  10. Selecione 'Simular cor do papel' para simular a tonalidade de branco específica exibida pelo meio de impressão, conforme definido no perfil do documento (método de renderização colorimétrico absoluto). Esta opção não está disponível para todos os perfis.
  11. Pressione 'Configuração' (Windows) ou 'Impressora' (Mac OS) para acessar a caixa de diálogo de drivers de impressora.
  12. Desative o gerenciamento de cores da impressora e clique em 'Imprimir' para retornar à caixa de diálogo 'Imprimir' do InDesign.

    Cada driver de impressora apresenta opções diferentes de gerenciamento de cores. Em caso de dúvidas sobre como desativar o gerenciamento de cores, consulte a documentação da impressora.

  13. Clique em Imprimir.

Melhorar impressão de gradientes e de misturas de cor

Os dispositivos de saída PostScript Nível 2 ou PostScript 3 podem imprimir até 256 tonalidades de cinza, e a maioria das impressoras de mesa a laser PostScript é capaz de imprimir aproximadamente de 32 a 64 tonalidades, dependendo da resolução do dispositivo, da especificação da frequência de tela e do método de obtenção de retícula. A formação de bandas ocorre quando cada tonalidade disponível cobre uma área grande o suficiente para exibir tonalidades distintas. Além disso, se você especificar um gradiente que use dois valores percentuais cuja diferença seja inferior a 50%, estará especificando um intervalo estreito de tonalidades que, provavelmente, resultará na formação de bandas. Se tiver dificuldades para imprimir gradientes suaves sem formação de bandas, tente estas técnicas:

  • Use um gradiente que se altere no mínimo 50% entre dois ou mais componentes de cores de escala.

  • Especifique cores mais claras ou diminua o comprimento de gradientes escuros. A formação de faixas provavelmente ocorrerá entre cores muito escuras e o branco.

  • Aumente a porcentagem de alteração no gradiente.

  • Diminua a frequência de tela para o documento (somente para dispositivos de saída PostScript).

  • Se a formação de bandas ocorrer em um gráfico importado, como um arquivo do Adobe Illustrator®, talvez seja necessário ajustar o gráfico original.

  • Imprima em um dispositivo de saída PostScript® 3, que é capaz de produzir gradientes mais suaves.

  • Use gradientes mais curtos. O comprimento ótimo depende das cores do gradiente, mas tente manter os gradientes com menos de 19 cm.

Sobre pontos de retícula e pontos de impressora

A maioria das impressoras simula o cinza usando pontos de retícula impressos em uma grade. As células da grade são denominadas células de retícula, e as linhas da grade são denominadas linhas ou retículas de linhas. Cada ponto de retícula é composto de pontos de impressora. À medida que a célula de retícula é preenchida com pontos de impressora, o ponto de retícula fica maior, resultando em uma tonalidade mais escura de cinza.

A resolução da impressora determina o número de pontos disponíveis para criar o ponto de retícula. Uma impressora com pontos menores pode gerar uma variedade maior de tamanhos de ponto de retícula, produzindo mais tonalidades de cinza. A frequência de tela também é importante: à medida que a frequência de tela aumenta, a célula de retícula diminui e passa a conter menos pontos de impressora, resultando em um número menor de possíveis tonalidades de cinza. Como resultado, há uma compensação entre o número de níveis de cinza possíveis e a definição da imagem.

Tonalidade contínua simulada com pontos de impressora
Tonalidade contínua simulada com pontos de impressora

A. Tonalidade contínua simulada por retícula de linhas B. Retícula de linhas com pontos de retícula em linhas C. Pontos de retícula constituídos por pontos de impressora 

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online