Guia do Usuário Cancelar

Recomendações de hardware para o Premiere Pro e After Effects

  1. Guia do usuário do Adobe Premiere Pro
  2. Versões beta
    1. Visão geral do programa Beta
    2. Página inicial do Premiere Pro Beta
  3. Introdução
    1. Introdução ao Adobe Premiere Pro
    2. Novidades do Premiere Pro
    3. Notas de versão | Premiere Pro
    4. Atalhos de teclado no Premiere Pro
    5. Acessibilidade no Premiere Pro
    6. Guia do fluxo de trabalho de formato longo e episódico
  4. Requisitos de hardware e sistema operacional
    1. Recomendações de hardware
    2. Requisitos de sistema
    3. Requisitos de driver de GPU e GPU
    4. Renderização acelerada por GPU e codificação/decodificação de hardware
  5. Criação de projetos
    1. Criar um projeto
    2. Projetos abertos
    3. Mover e excluir projetos
    4. Trabalhar com vários projetos abertos
    5. Trabalhar com atalhos de projeto
    6. Compatibilidade reversa de projetos do Premiere Pro
    7. Abrir e editar projetos do Premiere Rush no Premiere Pro
    8. Práticas recomendadas: criar seus próprios modelos de projeto
  6. Workspaces e workflows
    1. Espaços de trabalho
    2. Perguntas frequentes | Importação e exportação no Premiere Pro
    3. Trabalhar com painéis
    4. Controles de toque e gesto do Windows
    5. Usar o Premiere Pro em uma configuração de dois monitores
  7. Captura e importação
    1. Captura
      1. Captura e digitalização de gravação
      2. Captura de vídeo HD, DV ou HDV
      3. Captura e recaptura em lote
      4. Configurar o sistema para captura HD, DV ou HDV
    2. Importando
      1. Transferir arquivos
      2. Importação de imagens estáticas
      3. Importação de áudio digital
    3. Importação do Avid ou Final Cut
      1. Importação de arquivos de projeto AFF do Avid Media Composer
      2. Importação de arquivos de projeto XML do Final Cut Pro 7 e do Final Cut Pro X
    4. Formatos de arquivo compatíveis
    5. Digitalização de vídeo analógico
    6. Trabalhar com timecode
  8. Edição
    1. Editar vídeo    
    2. Sequências
      1. Criar e alterar sequências
      2. Alterar configurações de sequência
      3. Adicionar clipes a sequências
      4. Reorganizar clipes em uma sequência
      5. Localizar, selecionar e agrupar clipes em uma sequência
      6. Editar com base em sequências carregadas no Monitor de origem
      7. Simplificar sequências
      8. Renderização e pré-visualização de sequências
      9. Trabalhar com marcadores
      10. Emenda de origem e destinos de faixa
      11. Detecção de edição de cena
    3. Vídeo
      1. Criar e reproduzir clipes
      2. Corte de clipes
      3. Sincronização de áudio e vídeo com a opção Mesclar clipes
      4. Renderizar e substituir mídia
      5. Desfazer, histórico e eventos
      6. Congelar e reter quadros
      7. Trabalhar com taxas de proporção
    4. Áudio
      1. Visão geral de áudio no Premiere Pro
      2. Mixer de faixa de áudio
      3. Ajuste de níveis de volume
      4. Editar, reparar e aprimorar o áudio usando o painel Áudio essencial
      5. Redução automática de áudio
      6. Remixar áudio
      7. Monitorar volume e deslocamento do clipe usando o Mixer de clipe de áudio
      8. Balanceamento e deslocamento de áudio
      9. Áudio avançado - Submixes, downmixing e roteamento
      10. Transições e efeitos de áudio
      11. Trabalhar com transições de áudio
      12. Aplicar efeitos ao áudio
      13. Medir o áudio usando o efeito Radar de volume
      14. Gravar mixagens de áudio
      15. Edição de áudio na linha do tempo
      16. Mapeamento de canal de áudio no Premiere Pro
      17. Usar o áudio do Adobe Stock no Premiere Pro
    5. Edição avançada
      1. Fluxo de trabalho de edição de multicâmera
      2. Configurar e usar o Head Mounted Display para vídeo imersivo no Premiere Pro
      3. Edição de VR
    6. Práticas recomendadas
      1. Práticas recomendadas: misturar áudio mais rápido
      2. Práticas recomendadas: edição eficiente
      3. Edição de fluxos de trabalho para filmes
  9. Efeitos e transições de vídeo
    1. Visão geral dos efeitos e transições de vídeo
    2. Efeitos
      1. Tipos de efeitos no Premiere Pro
      2. Aplicar e remover efeitos
      3. Predefinições de efeitos
      4. Reestruturação automática de vídeo para diferentes canais de redes sociais
      5. Efeitos de correção de cores
      6. Alterar a duração e a velocidade dos clipes
      7. Camadas de ajuste
      8. Estabilizar gravação
    3. Transições
      1. Aplicação de transições no Premiere Pro
      2. Modificação e personalização de transições
      3. Recorte de metamorfose
  10. Títulos, gráficos e legendas
    1. Visão geral do painel Gráficos essenciais
    2. Títulos
      1. Criar um título
    3. Gráficos
      1. Criar uma forma
      2. Alinhar e distribuir objetos
      3. Alterar a aparência do texto e das formas
      4. Aplicar degradês
      5. Adicionar recursos de design responsivo nos gráficos
      6. Instalar e usar modelos de animações
      7. Substituir imagens ou vídeos em modelos de animações
      8. Usar modelos de animações orientados por dados
    4. Legendas
      1. Fala para texto
      2. Trabalhar com legendas
      3. Verificar ortografia e Localizar e substituir
      4. Exportar texto
      5. Fala para texto no Premiere Pro | Perguntas frequentes
    5. Práticas recomendadas: fluxos de trabalho gráficos mais rápidos
    6. Desativação do Designer de títulos existentes no Premiere Pro | Perguntas frequentes
    7. Atualizar títulos herdados para gráficos de origem
  11. Animação e uso de quadro-chave
    1. Adição, navegação e configuração de quadros-chave
    2. Animação de efeitos
    3. Usar o efeito Movimento para editar e animar clipes
    4. Otimização da automação de quadro-chave
    5. Movimentação e cópia de quadros-chave
    6. Exibição e ajuste de efeitos e quadros-chave
  12. Composição
    1. Composição, canais alfa e ajuste da opacidade do clipe
    2. Mascaramento e rastreamento
    3. Modos de mesclagem
  13. Correção e gradação de cores
    1. Visão geral: workflowso de cor no Premiere Pro
    2. Cor automática
    3. Seja criativo com cores usando os looks Lumetri
    4. Ajustar cores usando as curvas de saturação, matiz e RGB
    5. Corrigir e corresponder cores entre tomadas
    6. Utilização de controles de HSL secundários no painel Cor de Lumetri
    7. Criação de vinhetas
    8. Looks e LUTs
    9. Escopos Lumetri
    10. Gerenciamento de cores de exibição
    11. HDR para emissoras
    12. Ativar suporte HDR para DirectX
  14. Exportação de mídia
    1. Exportar vídeo
    2. Gerenciador de predefinições de exportação
    3. Fluxo de trabalho e visão geral para exportação
    4. Exportação rápida
    5. Exportação para a Web e dispositivos móveis
    6. Exportação de imagem congelada
    7. Exportação de projetos para outros aplicativos
    8. Exportação de arquivos de OMF para o Pro Tools
    9. Exportar para o formato Panasonic P2
    10. Configurações de exportação
      1. Referência de configurações de exportação
      2. Configurações básicas de vídeo
      3. Configurações de codificação
    11. Práticas recomendadas: exportar mais rápido
  15. Colaboração: Frame.io, produções e projetos de equipe
    1. Colaboração no Premiere Pro
    2. Frame.io
      1. Instalar e ativar o Frame.io
      2. Usar o Frame.io com o Premiere Pro e o After Effects
      3. Perguntas frequentes
    3. Produções
      1. Utilização de produções
      2. Como os clipes funcionam nos projetos de uma produção
      3. Práticas recomendadas: trabalhar com produções
    4. Projetos de equipe
      1. Introdução ao Team Projects
      2. Criar um projeto de equipe
      3. Adicionar e gerenciar mídia no Team Projects
      4. Colaborar com projetos de equipe
      5. Compartilhar e gerenciar alterações com colaboradores do projeto de equipe
      6. Arquivar, restaurar ou excluir projetos de equipe
  16. Trabalhar com outros aplicativos da Adobe
    1. After Effects e Photoshop
    2. Dynamic Link
    3. Audition
    4. Prelude
  17. Organização e gerenciamento de ativos
    1. Trabalhar no painel Projeto
    2. Organização de ativos no painel Projeto
    3. Reprodução de ativos
    4. Pesquisar ativos
    5. Bibliotecas da Creative Cloud
    6. Sincronizar configurações no Premiere Pro
    7. Consolidar, transcodificar e arquivar projetos
    8. Gerenciamento de metadados
    9. Práticas recomendadas
      1. Práticas recomendadas: Aprendizagem da produção de transmissão
      2. Práticas recomendadas: trabalhar com formatos nativos
  18. Melhorar o desempenho e a solução de problemas
    1. Definir preferências
    2. Redefinir preferências
    3. Trabalhar com proxies
      1. Visão geral do proxy
      2. Fluxo de trabalho de assimilação e de proxy
    4. Verificar se seu sistema é compatível com o Premiere Pro
    5. Premiere Pro para Apple Silicon
    6. Eliminar a cintilação
    7. Ordem de campo e de entrelaçamento
    8. Renderização inteligente
    9. Suporte à superfície de controle
    10. Práticas recomendadas: trabalhar com formatos nativos
    11. Knowledge base
      1. Problemas conhecidos
      2. Problemas corrigidos
      3. Corrigir problemas de travamento do Premiere Pro
      4. Vídeo em verde e rosa no Premiere Pro ou no Premiere Rush
      5. Como gerenciar o cache de mídia no Premiere Pro?
      6. Corrigir erros ao renderizar ou exportar
      7. Solucionar problemas relacionados à reprodução e ao desempenho no Premiere Pro
  19. Monitoramento de ativos e de mídia offline
    1. Monitoramento de ativos
      1. Uso do Monitor de origem e do Monitor de programas
      2. Utilização do Monitor de referência
    2. Mídia offline
      1. Trabalhar com clipes offline
      2. Criação de clipes para edição offline
      3. Revinculação de medInstia offline

Esta página é um documento complementar aos requisitos do sistema do Premiere Pro e do After Effects. Ele fornece informações adicionais sobre os componentes do sistema e considerações para otimizar o desempenho.

Para obter informações sobre o After Effects e a Renderização de vários quadros, consulte a seção Configurar seu sistema abaixo.

 Deseja um resumo das informações principais? Clique aqui para baixar o PDF.

Escolher sua plataforma

O Premiere Pro e o After Effects são executados igualmente bem em computadores Windows e Apple. Como existem muitas variáveis em fluxos de trabalho de vídeo e de animações, sempre haverá distinção entre configurações diferentes, mas todas elas podem gerenciadas adequadamente com um bom sistema e um conhecimento básico dos formatos de vídeo e do fluxo de trabalho de edição.

Observação:

O Premiere Pro tem suporte nativo para os sistemas Apple M1 (incluindo M1 Pro e M1 Max). O After Effects para Apple M1 está atualmente em um beta público.

Vantagens do macOS

Hardware e software bem integrados com opções de configurações existentes para escolha. Geralmente para o vídeo, você precisa de um sistema com pelo menos 16 GB de memória, armazenamento em SSD, um processador Apple M1 (ou superior) ou um processador Intel rápido com uma placa gráfica AMD. 

O After Effects com suporte nativo para Apple M1 está atualmente em beta público.

Vantagens do Windows

Opção de escolha, capacidade de atualização e economias de custo. É possível configurar o sistema para as suas necessidades e orçamento ou escolher configurações que foram testadas com o Premiere Pro pela Dell, Lenovo, HP e por empresas especializadas em estações de trabalho de vídeo, como a Puget Systems.

O Windows pode ser mais fácil de atualizar, o que pode significar uma vida útil mais longa para o sistema.

Laptop ou desktop?

A edição de vídeo exige muito e requer poder de processamento e armazenamento rápido. É possível usar configurações que atendam a esses requisitos em sistemas de desktop e de dispositivos móveis. Os desktops, normalmente, oferecem uma melhor relação de “custo-benefício”, incluem mais opções de configuração e são mais fáceis de atualizar.

Dentre as vantagens dos laptops estão a portabilidade, o fato de poderem ser conectados a monitores externos, além da possibilidade de aumento da capacidade por meio de armazenamentos externos e até mesmo eGPUs externas. Os laptops podem ser mais caros, a depender da potência que oferecem.

Desktops da Apple

Os modelos atuais das linhas Mac Pro, iMac Pro, iMac M1 e Mac mini com pelo menos 16 GB de memória e armazenamento SSD suportarão os fluxos de trabalho de edição de vídeo.

Laptops da Apple

Os laptops MacBook Pro atuais com pelo menos 16 GB de memória e armazenamento SSD suportarão a edição de vídeo padrão, incluindo mídias em HD e 4K.

Desktops Windows

Crie ou escolha configurações que incluam uma CPU rápida e de vários núcleos, placas gráficas AMD ou NVIDIA, armazenamento SSD rápido e 32 GB ou mais de memória.

Laptops Windows

Dependendo do modelo, os laptops com Windows oferecem várias opções para configurar uma estação de trabalho de edição de vídeo que atenda às suas necessidades.

Observação:

Você também pode escolher entre as configurações de desktop que foram testadas com o Premiere Pro pela Dell, Lenovo, HP e por empresas especializadas em estações de trabalho de vídeo, como a Puget Systems.

Quanto de armazenamento eu preciso?

Os arquivos de vídeo são grandes, portanto você precisará de muito espaço. Além de armazenamento rápido integrado, recomendamos o uso de pelo menos um dispositivo de armazenamento externo rápido como parte de seu fluxo de trabalho de edição (SSD ou NVMe com uma conexão Thunderbolt ou USB 3.1). Recomendamos um dispositivo adicional de armazenamento de grande capacidade para arquivar projetos de vídeo concluídos.

Tamanho do arquivo e profundidade de bits

Tamanho do arquivo

Atualmente, as duas resoluções mais comuns para o conteúdo de vídeo são HD e 4K. Medido em pixels da tela (largura x altura), a resolução HD é normalmente de 1920x1080 e as gravações em 4K são quatro vezes maiores, em 3840x2160.

HD 4K
Os arquivos em HD são menores, o que significa que eles ocupam menos espaço no disco rígido, são mais fáceis de editar e mais rápidos para exportar. A maioria dos conteúdos no YouTube ainda estão na resolução HD. 
Os arquivos 4K ocupam mais espaço de armazenamento e exigem mais potência computacional para reprodução e exportação. A vantagem do 4K é que você tem mais detalhes nas imagens e mais espaço de corte sem perder a qualidade.

Profundidade de bits

A profundidade de bits se refere à quantidade de informações de cores contidas em um arquivo.

Arquivos de vídeo de 8 bits Arquivos de vídeo de 10 bits
Os arquivos de 8 bits são mais amplamente usados e menos exigentes em termos de edição de vídeo.
Os arquivos de 10 bits exigem mais potência computacional para reprodução.Você pode não notar a diferença a olho nu, mas para correções de cores mais avançadas, os arquivos de 10 bits oferecem muito mais detalhes de cores para trabalhar.

Configurar seu sistema

As quatro variáveis principais na criação de uma estação de trabalho de vídeo são o processador (CPU), a memória, os gráficos (GPU) e o armazenamento. Um sistema bem equipado de alta tecnologia pode executar o Premiere Pro e o After Effects muito bem. Entender como cada aplicativo usa os recursos do sistema o ajudará a criar o melhor sistema para as suas necessidades.

Processadores

O After Effects e o Premiere Pro funcionam melhor com velocidades de clock da CPU de 3,2 GHz ou superiores.

Com a transição para a renderização de vários quadros, o After Effects pode tirar proveito de CPUs de vários núcleos. A partir do After Effects 22.0, os usuários deverão notar aprimoramentos de desempenho imediatos nas visualizações e exportações. Em sistemas de alta tecnologia, o After Effects com Renderização de vários quadros pode ser até 4x mais rápido. Recomendamos fortemente o uso dos processadores Core i7 e Core i9 da Intel ou equivalentes da AMD.

Premiere Pro: para o Premiere Pro, oito núcleos são suficientes. Dependendo da tarefa, o Premiere Pro é executado a uma taxa de eficiência de 93 a 98% com oito núcleos.

  • É necessário ao menos um processador Intel Core i7 ou Core i9, um equivalente da AMD ou um Apple M1. O Intel Core i7 e o Core i9 (e os últimos processadores Xeon para dispositivos móveis) oferecem uma tecnologia de sincronização rápida que acelera a decodificação/reprodução de H.264 e HEVC.
  • Alguns processadores Intel Xeon para desktop não oferecem a tecnologia de QuickSync. Estes podem ser mais adequados para fluxos de trabalho de alta tecnologia com formatos de câmera de cinema (por exemplo, RED, Sony Venice, ARRI) e formatos de transmissão (por exemplo, XDCam HD).

After Effects: para o After Effects 22.0 e posterior, uma CPU de 8 ou 12 núcleos é um bom ponto de partida. Para fluxos de trabalho exigentes, CPUs de 32 núcleos tiram o máximo proveito da renderização de vários quadros.

A quantidade de memória também afeta a capacidade do After Effects de usar os núcleos de CPU disponíveis.

  • Os processadores AMD Ryzen 7 (8 núcleos) e Ryzen 9 (12 ou 16 núcleos) oferecem excelente desempenho e suporte a 64GB de RAM ou mais.
  • Para desempenhos da mais alta tecnologia, recomenda-se o AMD Threadripper (24 ou 32 núcleos) ou Intel Xeon (24 ou 32 núcleos) que oferecem suporte a 256GB de RAM ou mais
  • Para usuários do After Effects que também estão executando o Premiere Pro, considere o Intel Core i7 ou Core i9 com aceleração de hardware de sincronização rápida para formatos H.264 e HEVC. Use com pelo menos 32 GB de memória.
Observação:

Atualmente, o suporte nativo para o Apple Silicon (M1, M1 pro e M1 Max) está no After Effects (Beta).

Memória

Premiere Pro: as estações de trabalho de edição de vídeo em sistemas Windows ou Macs baseados em Intel devem ter 32 GB de memória ou mais. Para os sistemas Apple M1, recomendamos 16 GB de memória compartilhada (atualmente o máximo disponível).

After Effects 22.0 ou posterior: recomendamos começar com 64 GB de RAM. Como regra geral para a Renderização de vários quadros, inclua 4 GB de RAM para cada núcleo da CPU, adicione 20 GB e arredonde para a configuração padrão de RAM mais próxima.

Gráficos

Ambos, o Premiere Pro e o After Effects são desenvolvidos para tirar proveito da GPU.

Premiere Pro: recomendamos uma GPU com pelo menos 4 GB de memória (VRAM).Várias GPUs, incluindo eGPUs, agilizarão a exportação e a renderização no Premiere Pro.

After Effects 22.0 ou posterior: recomendamos uma GPU com pelo menos 8 GB de VRAM.

Os sistemas Apple M1 usam memória compartilhada para processamento de gráficos. Para edição de vídeo, recomendamos sistemas M1 com pelo menos 16 GB de memória unificada.

Drivers gráficos desatualizados são uma das causas mais comuns de problemas de desempenho com aplicativos de vídeo. Para um desempenho ideal, verifique se você possui os drivers mais recentes para sua GPU, incluindo GPUs Intel integradas. Para obter mais informações, consulte Requisitos de GPU e de driver de GPU para o Premiere Pro.

Armazenamento

O armazenamento rápido é essencial para a produção de vídeo e isso significa usar um armazenamento rápido em SSD ou NVMe. A menos que você tenha uma matriz RAID rápida, os discos giratórios não oferecem velocidade suficiente para vídeos em HD ou UHD.

  • Unidades de memória Flash SSD ou NVMe
  • Para o armazenamento local, uma configuração ideal usa três unidades:
    • Unidade do sistema para o sistema operacional e aplicativos
    • Unidade para o Cache de mídia - arquivos de aceleração, incluindo arquivos de pico (.pek) e de conformidade de áudio (.cfa). O Premiere pode fazer milhares de chamadas para esses arquivos a cada segundo.
    • Unidade de mídia para ativos de vídeo e outras mídias do projeto

É possível usar unidades externas rápidas para a mídia e para o Cache de mídia. Se houver apenas duas unidades disponíveis, você pode armazenar o cache de mídia e a mídia na mesma unidade.

Armazenamento compartilhado: com uma conexão rápida de 10Gps ou superior, o Premiere Pro e o After Effects funcionam bem com sistemas NAS (Network Attached Storage), incluindo ambientes mistos com macOS e Windows. Com o armazenamento compartilhado, o cache de mídia sempre deve ser armazenado localmente para usuários individuais.

Atualização do sistema

Adicionar memória é o ponto mais fácil e geralmente o que causa maior impacto se você deseja atualizar o sistema para melhorar o desempenho do Premiere Pro e do After Effects.

Atualize o sistema Premiere Pro nesta ordem de prioridade:

  1. Adicione mais memória RAM: até 128 GB se a placa-mãe for compatível (especialmente para conteúdos de forma longa) 
  2. Uma unidade de processamento gráfico (GPU) mais rápida ou GPUs adicionais para exportações e renderizações mais rápidas com o Premiere Pro
  3. Para armazenamento: unidades SSD ou NVMe mais rápidas (ou adicionais)
  4. CPU com uma velocidade de clock mais rápida

Atualize seu sistema para o uso do After Effects 22.0 ou superior nesta ordem de prioridade:

  1. Uma CPU com 32 núcleos vai maximizar as vantagens da Renderização de vários quadros.
  2. Adicione mais RAM: 128 GB ou mais, dependendo do caso de uso.
  3. Adicione unidades SSD ou NVMe mais rápidas ou providencie uma conexão mais rápida para o armazenamento compartilhado.
  4. GPU mais rápida com mais de 8 GB de VRAM.

Perguntas frequentes

Os tempos de exportação são afetados pelo hardware gráfico e pelo fluxo de trabalho. Uma segunda GPU (da mesma classe da GPU principal) pode fornecer aumentos substanciais de velocidade na exportação. A criação de visualizações durante a edição também pode acelerar os tempos de exportação.

Supondo que você tenha um bom sistema, o desempenho dos fluxos de trabalho com várias câmeras é mais dependente da configuração do projeto do que do hardware. Usuários experientes criam seus próprios modelos de projeto para padronizar sua configuração.

Um monitor de referência calibrado conectado por meio de hardware de transmissão externo é altamente recomendado para exibição precisa de conteúdo crítico entrelaçado e colorido. O monitoramento adequado do conteúdo HDR requer um monitor externo compatível com HDR.

Trata-se de uma questão de preferência pessoal. Como a linha do tempo é um elemento central da interface do usuário do Premiere Pro, uma tela ultra larga de 37”combinada com um segundo monitor de referência é uma excelente opção.

O monitoramento simultâneo de áudio multicanal requer uma placa de som multicanal. No Windows, a placa de som deve ser compatível com ASIO.

Seu fluxo de trabalho, e como você decide trabalhar com formatos de arquivo, podem ter um impacto significativo no desempenho geral. Nosso guia de práticas recomendadas para trabalhar com formatos nativos possui sugestões para projetar seu fluxo de trabalho a fim de garantir o desempenho ideal com seu hardware.

Logotipo da Adobe

Fazer logon em sua conta