Impressoras PostScript usam um arquivo PPD (PostScript Printer Description) para personalizar o comportamento do driver para a sua impressora PostScript específica. Um arquivo PPD contém informações sobre o dispositivo de saída, incluindo fontes instaladas na impressora, orientação e tamanhos de mídia disponíveis, frequências de tela otimizadas, ângulos de tela, resolução e recursos de saída de cores. É importante configurar o PPD correto antes da impressão. A seleção do PPD correspondente à sua fotocompositora ou impressora PostScript preenche a caixa de diálogo Imprimir com as configurações disponíveis para o dispositivo de saída.

Sobre arquivos PPD

Um arquivo PPD (PostScript Printer Description) personaliza o comportamento do driver para a sua impressora PostScript específica. Um arquivo PPD contém informações sobre o dispositivo de saída, incluindo fontes instaladas na impressora, orientação e tamanhos de mídia disponíveis, frequências de tela otimizadas, ângulos de tela, resolução e recursos de saída de cores. É importante configurar o PPD correto antes da impressão. A seleção do PPD correspondente à sua fotocompositora ou impressora PostScript preenche a caixa de diálogo Imprimir com as configurações disponíveis para o dispositivo de saída. É possível alternar para um dispositivo diferente se necessário. Os aplicativos usam as informações do arquivo PPD para determinar quais informações PostScript devem ser enviadas à impressora ao imprimir um documento.

Para obter os melhores resultados de impressão, a Adobe recomenda que você obtenha a versão mais recente do arquivo PPD para o dispositivo de saída com o fabricante. Muitos prestadores de serviços de impressão e gráficas têm PPDs para as fotocompositoras que usam. Armazene os PPDs no local especificado pelo sistema operacional. Para obter mais detalhes, consulte a documentação do sistema operacional.

Alteração do arquivo PPD

Quando você imprime em uma impressora PostScript, um arquivo PostScript ou um PDF, o Illustrator utiliza automaticamente o PPD referente a esse dispositivo. É possível alternar para um PPD diferente se necessário.

  1. Selecione Arquivo > Imprimir.
  2. No menu PPD, selecione uma das seguintes opções:
    • Um PPD que corresponda ao dispositivo de saída atual.

    • Outro. Permite selecionar um PPD personalizado, como o fornecido pelo seu escritório para uso com a impressora especificada. O nome do arquivo PPD corresponde ao nome e ao modelo da impressora ou da fotocompositora e pode exibir uma extensão de arquivo .ppd (dependendo da configuração do sistema). Navegue até o PPD desejado, selecione-o e clique em Abrir.

      Observação: Certos recursos PPD geralmente encontrados em PPDs de fotocompositoras não podem ser acessados na caixa de diálogo Imprimir do Illustrator. Para definir esses recursos de impressora, clique em Configurar (Windows), ou Impressora (Mac OS), na caixa de diálogo Imprimir.

Adicionar um arquivo PPD

Para obter os melhores resultados de impressão, a Adobe recomenda que você obtenha a versão mais recente do arquivo PPD para o dispositivo de saída com o fabricante. Muitos prestadores de serviços de impressão e gráficas têm PPDs para as fotocompositoras que usam. Armazene os PPDs no local especificado pelo sistema operacional. Para obter mais detalhes, consulte a documentação do sistema operacional.

  1. No Windows e no Mac OS, você seleciona um arquivo PPD da mesma forma que adiciona uma impressora. As etapas para selecionar um arquivo PPD são diferentes em cada plataforma. Consulte os detalhes na documentação do sistema operacional.

Impressão de caminhos longos e complexos

Se você estiver imprimindo arquivos do Adobe Illustrator que contêm caminhos longos ou complicados, talvez esses arquivos não sejam impressos e a impressora poderá enviar mensagens de erro de verificação de limite. Para simplificar caminhos longos e complexos, é possível dividi-los em dois ou mais caminhos separados. Também é possível alterar o número de segmentos de linhas usados para aproximar curvas e ajustar a resolução da impressora.

Alterar o número de segmentos de linhas usados para imprimir objetos de vetor

Curvas em um trabalho artístico são definidas pelo interpretador PostScript como pequenos segmentos de linha reta. Quando menores os segmentos de linha, mais precisa é a curva. Conforme o número de segmentos de linha aumenta, aumenta também a complexidade da curva. Dependendo da sua impressora e da quantidade de memória que ela possui, uma curva pode ser muito complexa para ser rasterizada por um interpretador PostScript. Nesse caso, um erro de verificação de limite PostScript poderá ser gerado e a curva não será impressa.

  1. Selecione Arquivo > Imprimir.
  2. Para Impressora, selecione uma impressora PostScript, um Arquivo Adobe PostScript® ou Adobe PDF.
  3. Selecione Gráficos, no lado esquerdo da caixa de diálogo Imprimir.
  4. Cancele a seleção de Automático e use o seletor de Nivelamento para definir a precisão das curvas.

    Uma configuração mais baixa (em direção a Qualidade) cria segmentos de linha reta menores e mais numerosos, aproximando a curva com maior precisão. Uma configuração mais alta (em direção a Velocidade) resulta em segmentos de linha maiores e menos numerosos, criando uma curva menos precisa, mas melhorando o desempenho.

Dividir caminhos para impressão

O Illustrator trata os caminhos divididos no trabalho artístico como objetos distintos. Para alterar o trabalho artístico após a divisão dos caminhos, é preciso trabalhar com as formas separadas ou reunir os caminhos para trabalhar com a imagem como se ela fosse uma forma única.

Convém salvar uma cópia do trabalho artístico antes de dividir caminhos. Dessa forma, se necessário, você ainda terá o arquivo original não dividido com o qual trabalhar.

  1. Siga qualquer um destes procedimentos:
    • Para dividir um caminho traçado, use a ferramenta Tesoura .

    • Para dividir um caminho composto, escolha Objeto > Caminhos compostos > Liberar, para remover o caminho composto. Em seguida, divida o caminho em partes usando a ferramenta Tesoura e redefina essas partes como caminhos compostos.

    • Para dividir uma máscara, escolha Objeto > Máscara de recorte > Liberar, para remover a máscara. Em seguida, divida o caminho em partes usando a ferramenta Tesoura e redefina essas partes como máscaras.

      Dica: Para reunir um caminho depois de dividi-lo, selecione todos os caminhos divididos que formavam o objeto original e clique no botão Adicionar à área da forma, no painel Pathfinder. O caminho é reunido, com um ponto âncora inserido em cada interseção em que um caminho dividido foi reconectado.

Controlar como as fontes são transferidas por download em uma impressora

Fontes residentes na impressora são fontes armazenadas na memória da impressora ou em um disco rígido conectado à impressora. Fontes Type 1 e TrueType podem ser armazenadas na impressora ou no computador, enquanto fontes de bitmap são armazenadas somente no computador. O Illustrator faz o download das fontes conforme necessário, contanto que elas estejam instaladas no disco rígido do computador.

  1. Selecione Arquivo > Imprimir.
  2. Para Impressora, selecione uma impressora PostScript, um Arquivo Adobe PostScript® ou Adobe PDF.
  3. Selecione Gráficos, no lado esquerdo da caixa de diálogo Imprimir, e selecione uma opção de Download:

    Nenhum

    Inclui uma referência à fonte no arquivo PostScript, informando ao RIP ou a um pós-processador onde a fonte deve ser incluída. Esta opção será apropriada se as fontes residirem na impressora. As fontes TrueType são nomeadas de acordo com o nome PostScript da fonte. No entanto, nem todos os aplicativos podem interpretar esses nomes. Para garantir uma interpretação correta das fontes TrueType, use uma das outras opções de download de fonte.

    'Subconjunto'

    Só faz o download dos caracteres (glifos) usados no documento. O download dos glifos ocorre uma vez por página. Essa opção normalmente resulta em arquivos PostScript mais rápidos e menores quando usada com documentos de uma página ou documentos curtos sem muito texto.

    'Concluído'

    Faz o download de todas as fontes necessárias para o documento no início da tarefa de impressão. Essa opção normalmente resulta em arquivos PostScript mais rápidos e menores quando usada com documentos de várias páginas.

    Observação: Alguns fabricantes de fontes restringem a incorporação de arquivos de fontes. As restrições se aplicam à cópia do software de fontes. Você deve obedecer à lei aplicável de direitos autorais e aos termos do seu contrato de licença. No caso de um software de fontes licenciado pela Adobe, o contrato de licença estabelece que o usuário pode fazer uma cópia das fontes usadas em um arquivo específico e fornecer essa cópia a uma gráfica comercial ou outro prestador de serviços de impressão, que, por sua vez, pode usar as fontes para processar esse arquivo, com a condição de que ele tenha informado o usuário sobre o seu direito de usar esse software específico. No caso de outros softwares de fontes, obtenha a devida permissão do respectivo fornecedor.

Alterar o nível de PostScript para impressão

Ao imprimir em um arquivo PostScript ou PDF, o Illustrator seleciona automaticamente o nível de PostScript do dispositivo de saída. Se quiser alterar o nível de Postscript ou o formato dos dados para arquivos PostScript, faça o seguinte:

  1. Selecione Arquivo > Imprimir.
  2. Para Impressora, selecione Arquivo Adobe PostScript® ou Adobe PDF.
  3. Selecione Gráficos, no lado esquerdo da caixa de diálogo Imprimir.
  4. Para PostScript, selecione o nível de compatibilidade com os interpretadores em dispositivos de saída PostScript.

    O Nível 2 aumenta a velocidade de impressão e melhora a qualidade de saída dos gráficos impressos em dispositivos de saída PostScript Level 2 ou superiores. O Nível 3 fornece a melhor velocidade e qualidade de saída em um dispositivo PostScript 3.

  5. (Opcional) Se você escolher Arquivo Adobe PostScript® como impressora, selecione uma opção de Formato de dados para especificar como o Illustrator envia os dados de imagem do computador para uma impressora.

    A opção Binário exporta dados de imagem como código binário, que é mais compacto que o ASCII, embora possa não ser compatível com todos os sistemas. A opção ASCII exporta dados de imagem como texto ASCII, que é compatível com redes mais antigas e impressoras paralelas, e geralmente é a opção ideal para gráficos usados em várias plataformas. É também geralmente a melhor opção para documentos usados apenas no Mac OS.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online