A impressão de arquivos com gradientes, malhas ou misturas de cores pode ser difícil de ser feita de maneira suave (sem faixas de cor distintas) em algumas impressoras ou pode ser até mesmo impossível.

Impressão de gradientes, malhas e misturas de cores

A impressão de arquivos com gradientes, malhas ou misturas de cores pode ser difícil de ser feita de maneira suave (sem faixas de cor distintas) em algumas impressoras ou pode ser até mesmo impossível. Siga estas orientações gerais para melhorar os resultados impressos:

  • Use uma mistura que se altere no mínimo 50% entre dois ou mais componentes de cores de processo.

  • Use misturas mais curtas. O comprimento ideal depende das cores na mistura, mas tente manter as misturas com menos de 7,5 polegadas (ou 19 cm).

  • Use cores mais claras ou torne as misturas escuras mais curtas. A formação de faixas provavelmente ocorrerá entre cores muito escuras e o branco.

  • Use uma tela de linhas apropriada que preserve 256 níveis de cinza.

  • Se você criar um gradiente entre duas ou mais cores especiais, atribua diferentes ângulos de tela às cores especiais ao criar separações de cores. Em caso de dúvida sobre os ângulos necessários, entre em contato com a gráfica.

  • Imprima em um dispositivo de saída compatível com PostScript® Language Level 3, sempre que possível.

  • Se for necessário imprimir em um dispositivo de saída compatível com Postscript Language Level 2, ou ao imprimir malhas que incluem transparência, você poderá optar por rasterizar gradientes e malhas durante a impressão. Como resultado, o Illustrator converte gradientes e malhas de objetos de vetor em imagens JPEG.

Rasterizar gradientes e malhas durante a impressão

  1. Selecione Arquivo > Imprimir.
  2. Selecione Gráficos, no lado esquerdo da caixa de diálogo Imprimir, e escolha Impressão de gradiente e malha de gradiente compatível.

    Observação:

    A opção Impressão de gradiente e malha de gradiente compatível pode reduzir a velocidade de impressão em impressoras que não têm problemas com gradientes. Por isso, somente a selecione se ocorrerem problemas de impressão.

Definição da frequência de tela apropriada para a impressão de gradientes, malhas e misturas

Ao imprimir um arquivo, você pode constatar que a resolução da impressora, quando combinada com a frequência de tela escolhida, permite menos do que 256 níveis de cinza. Uma frequência de tela mais alta diminui os níveis de cinza disponíveis para a impressora. Por exemplo, se você estiver imprimindo com resolução de 2400 dpi, usando uma tela de linhas superior a 150, isso resultará em menos do que 256 níveis de cinza. A tabela a seguir lista a configuração máxima de tela de linhas que pode ser usada com impressoras para se manter todos os 256 níveis de cinza:

Resolução final da fotocompositora

Tela de linhas máxima para uso

300

19

400

25

600

38

900

56

1000

63

1270

79

1446

90

1524

95

1693

106

2000

125

2400

150

2540

159

3000

188

3252

203

3600

225

4000

250

Calcular o comprimento de mistura máximo para gradientes

O Illustrator calcula o número de etapas em um gradiente com base na porcentagem de alterações entre as cores no gradiente. Por sua vez, o número de etapas determina o comprimento máximo da mistura antes que haja a formação de faixas.

  1. Selecione a ferramenta Medida  e clique no ponto inicial e no ponto final do gradiente.
  2. Em uma folha de papel, anote a distância exibida no painel Informações. Essa distância representa o comprimento do gradiente ou da mistura de cor.
  3. Calcule o número de etapas na mistura usando esta fórmula:

    Número de etapas = 256 (número de níveis de cinza) X alteração percentual na cor

    Para descobrir a alteração percentual na cor, subtraia o valor de cor mais baixo do valor de cor mais alto. Por exemplo, uma mistura entre 20% de preto e 100% de preto corresponde a uma alteração de 80% (ou 0,8) na cor.

    Ao misturar cores de processo, use a maior alteração que ocorrer em qualquer cor. Por exemplo, utilize uma mistura de 20% de ciano, 30% de magenta, 80% de amarelo e 60% de preto para 20% de ciano, 90% de magenta, 70% de amarelo e 40% de preto. Isso indica uma alteração de 60%, uma vez que a maior alteração ocorre no magenta (de 30% a 90%).

  4. Usando o número de etapas calculado na etapa 3, verifique se o comprimento do gradiente é maior do que o comprimento máximo relevante indicado no próximo gráfico. Se for maior, reduza o comprimento do gradiente ou altere as cores.

    Número de etapas recomendadas pelo Adobe Illustrator

    Comprimento de mistura máximo

    Pontos

    Polegadas

    Cms

    10

    21,6

    0,3

    0,762

    20

    43,2

    0,6

    1,524

    30

    64,8

    0,9

    2,286

    40

    86,4

    1,2

    3,048

    50

    108,0

    1,5

    3,810

    60

    129,6

    1,8

    4,572

    70

    151,2

    2,1

    5,334

    80

    172,8

    2,4

    6,096

    90

    194,4

    2,7

    6,858

    100

    216,0

    3,0

    7,620

    110

    237,6

    3,3

    8,382

    120

    259,2

    3,6

    9,144

    130

    280,8

    3,9

    9,906

    140

    302,4

    4,2

    10,668

    150

    324,0

    4,5

    11,430

    160

    345,6

    4,8

    12,192

    170

    367,2

    5,1

    12,954

    180

    388,8

    5,4

    13,716

    190

    410,4

    5,7

    14,478

    200

    432,0

    6,0

    15,240

    210

    453,6

    6,3

    16,002

    220

    475,2

    6,6

    16,764

    230

    496,8

    6,9

    17,526

    240

    518,4

    7,2

    18,288

    250

    540,0

    7,5

    19,050

    256

    553,0

    7,7

    19,507

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online