Veja uma visão geral dos métodos de licenciamento da Adobe para implantar licenças para ativar e autenticar produtos da Adobe.

Observação:

  O Typekit foi renomeado para Adobe Fonts e está incluído na Creative Cloud e em outras assinaturas. Saiba mais.

Observação:

Se o tipo de licença da organização mudar, os usuários finais precisarão fazer logoff de qualquer produto ou serviço da Adobe e depois logon novamente com as mesmas credenciais para continuarem trabalhando.

Para produtos de desktop como Photoshop, Acrobat ou Illustrator, use as opções Fazer logoff e Fazer logon no menu Ajuda. Em Adobe.com, use o ícone no canto superior direito para fazer logoff e logon novamente.

Quando você compra um produto da Adobe, uma licença representa o direito de uso do software e dos serviços da Adobe. As licenças são usadas para autenticar e ativar os produtos nos computadores dos usuários finais.

Licenciamento por usuário nomeado

O licenciamento por usuário nomeado é o método de licenciamento padrão e mais popular para implantar e usar os produtos da Adobe Creative Cloud e Document Cloud. Criado para o cenário conectado à rede no qual as licenças de aplicativos são gerenciadas com base na necessidade individual do usuário quanto ao uso do aplicativo. Usando o licenciamento por usuário nomeado, você pode fornecer aos usuários finais toda a funcionalidade do software e dos serviços. Conceda aos usuários finais acesso a todos os aplicativos e serviços disponíveis com base nos direitos da sua organização.

Mais detalhes

O Licenciamento por usuário nomeado associa o uso de aplicativos e serviços da Adobe a um usuário individual. Ele funciona bem se os requisitos do produto e serviços estiverem associados a um usuário ou a uma função. O Licenciamento por usuário nomeado fornece aos administradores de TI controle total para adicionar e remover licenças de produto de um usuário a qualquer momento. Ele também facilita o monitoramento da conformidade, pois os administradores de TI não precisam monitorar as máquinas e podem gerenciar as licenças de modo centralizado.

As licenças por usuário nomeado exigem conectividade periódica à Internet. Os computadores devem conectar-se aos servidores da Adobe para a ativação inicial e, depois, pelo menos uma vez a cada 99 dias. Os usuários finais não podem usar aplicativos para dispositivos móveis, a menos que a empresa implante licenças por usuário nomeado.

Os usuários finais podem fazer logon com as próprias credenciais para acessar aplicativos e serviços. Você também pode configurar o SSO para permitir experiência e acesso contínuos como o restante dos seus aplicativos corporativos.

O Licenciamento por usuário nomeado fornece:

Para usuários finais:

  • Acesso aos aplicativos de produtividade e criação de ótima qualidade: incluindo os aplicativos na nuvem mais recentes, como o Adobe XD, o Lightroom CC e o Adobe Dimension. Estes aplicativos não estão disponíveis com nenhum outro método de licenciamento.
  • Acesso aos serviços da Adobe Cloud: inicie projetos com acesso em qualquer lugar e dispositivo a ativos nas Bibliotecas da Creative Cloud, colaboração na nuvem usando Projetos de equipe e coleções de fontes do Adobe Fonts. Automatize os fluxos de trabalho orientados por assinatura e permita um retorno mais rápido dos documentos assinados com o Adobe Sign.

Para administradores:

Implantação de aplicativos usando o Licenciamento por usuário nomeado

Não há necessidade de pré-configurar computadores para Licenciamento por usuário nomeado. Os aplicativos da Creative Cloud só precisam ser instalados ou implantados nos computadores dos usuários finais. Todos os computadores a serem licenciados devem ter acesso à Internet. Todavia, o acesso à Internet pode ser controlado por um dispositivo de firewall que intercepta e descompacta todo o tráfego na rede para verificar seu conteúdo e garantir que:

  • nenhum dado não autorizado seja enviado para fora da rede interna
  • todos os dados transmitidos sejam selados dentro de um túnel criptografado entre o dispositivo de firewall e os servidores da Adobe
  • o ponto de extremidade de cada transmissão seja um servidor autorizado da Adobe com um endereço de rede conhecido e um certificado SSL assinado publicamente e não revogado

Fluxo de trabalho de entrada do usuário final

Autenticação significa verificar a identidade do usuário e conectar essa identidade com a associação à Creative Cloud. A autorização inclui verificar a associação do usuário para determinar seu status geral, determinar quais aplicativos e serviços a associação do usuário permite que o usuário acesse e descobrir todas as restrições ou permissões especiais concedidas ao usuário. A maioria dos serviços de licenciamento é executada em servidores da Adobe. Alguns deles, no entanto, são executados localmente. Por exemplo, o aplicativo de desktop da Creative Cloud é considerado pela Adobe um serviço de licenciamento executado localmente. (Também é um serviço de implantação, porque você pode baixar e instalar aplicativos.) Os serviços de licenciamento local dependem de serviços de licenciamento hospedados pela Adobe para todas as suas funções. Os serviços de licenciamento são visíveis para os usuários em atividades como logon, aceitar os termos de uso e aceitar os contratos de licença de usuário final.

 Os aplicativos podem ser baixados e instalados em computadores clientes usando vários métodos. Para obter informações, consulte Estratégias de fornecimento do aplicativo. Os usuários precisam fazer logon para licenciar os aplicativos. Para licenciar os aplicativos, os usuários podem usar um destes procedimentos:

Aplicativo de desktop da Creative Cloud

O aplicativo de desktop da Creative Cloud facilita os fluxos de trabalho de autoatendimento para que os usuários baixem e instalem aplicativos e atualizações. Para usuários com serviços na nuvem, fazer logon também permite acessar os serviços da Creative Cloud, como ativar fontes do Adobe Fonts, obter armazenamento pessoal e compartilhar e reunir comentários no Behance.

 Se você tiver incluído o aplicativo de desktop da Creative Cloud em seus pacotes de implantação, os usuários poderão iniciar o aplicativo de desktop da Creative Cloud. Depois que os usuários fizerem logon com suas credenciais, todos os aplicativos qualificados instalados no computador serão ativados. Os usuários precisam aceitar os termos de uso para ativar os aplicativos.

Diretamente de aplicativos

Ao iniciar um aplicativo, uma tela de logon é exibida. Os usuários finais podem fazer logon com suas credenciais para licenciar o aplicativo. Se um usuário não tiver direito a esse aplicativo específico, ele será executado como uma avaliação, mas vai parar de funcionar depois que o período de avaliação expirar.

Configurações de proxy e firewall

Para garantir que os usuários sejam capazes de fazer logon, você precisará configurar os servidores de proxy e de firewall para habilitar conexões com as extremidades de serviço da Web no site da Adobe.

Para obter uma lista detalhada de licenciamento e outras extremidades de serviço, consulte Creative Cloud para corporações – Endpoints de rede.

Licenciamento por número de série

Um método histórico de licenciamento que não é vinculado a um usuário individual, mas a um computador em particular. Esse método de licenciamento é ideal para um pequeno número de clientes e, assim como o licenciamento por usuário nomeado, pode ser usado para criar pacotes pré-licenciados implantados remotamente.

Mais detalhes

Cuidado:

O aplicativo da Creative Cloud de 2019 ou versões mais recentes não oferecem suporte para licenciamento por número de série. Para obter mais informações, consulte este documento.

Migrar do licenciamento por número de série para licenças por usuário nomeado

A licença por usuário nomeado fornece várias vantagens em relação ao licenciamento por número de série. Os administradores podem controlar e monitorar rigorosamente o uso das licenças. Eles também podem gerenciar de modo centralizado as licenças atribuídas a um usuário e revogar o acesso a aplicativos e serviços, sem a necessidade de reimplantar pacotes. A licença por usuário nomeado também pode ativar o fluxo de trabalho de autoatendimento para permitir que os clientes baixem e instalem produtos e atualizações. As licenças por usuário nomeado também permitem que os usuários finais usem os serviços na nuvem, como adicionar fontes do Adobe Fonts, escolher locais de sincronização de arquivos e compartilhar e reunir comentários no Behance.

Se você tiver uma implantação existente ELA/ETLA ou VIP da CS6 ou da Creative Cloud, considere a migração dos usuários para o modo de licenciamento por usuário nomeado.

Cuidado:

Para evitar interromper fluxos de trabalho do usuário final, convide os usuários para a sua organização e adicione-os a grupos para atribuir licenças. Isso dará aos usuários algum tempo para aceitar os convites e configurar suas IDs. Você também pode informar os usuários que eles precisarão fazer logon para usar os aplicativos.

Você pode adicionar usuários e grupos usando o Admin Console. Para obter mais informações, consulte Gerenciar grupos e Gerenciar usuários.

Para remover as licenças por número de série, siga as seguintes etapas:

  1. Crie e implante um pacote que inclui o aplicativo da Creative Cloud. Este pacote pode somente conter o aplicativo da Creative Cloud ou ser empacotado junto com outros aplicativos da Creative Cloud. Implantar a versão mais recente do aplicativo da Creative Cloud atualiza os arquivos necessários para usar licenças por usuário nomeado.

    Para baixar este pacote diretamente do Admin Console, navegue até Pacotes > Modelos da Adobe. Você também pode criá-lo usando a Creative Cloud Packager.

  2. Crie um pacote de licença usando a Creative Cloud Packager.

    O pacote é criado no local especificado, e contém quatro arquivos:

    • AdobeSerialization
    • RemoveVolumeSerial
    • helper.bin
    • prov.xml
  3. Para remover a licença corporativa de aplicativos previamente licenciados, execute RemoveVolumeSerial com os privilégios de administrador.

    Observação:

    O arquivo RemoveVolumeSerial desativa todos os produtos da Creative Cloud para corporações executados em um computador cliente, independentemente do número de série especificado na criação do arquivo RemoveVolumeSerial.

    Por exemplo, se você criar um arquivo RemoveVolumeSerial usando o número de série 1234-1234-1234-1235 e implantá-lo em um computador usando o número de série 1234-1234-1234-1236, todos os produtos da Creative Cloud para corporações executados nesse computador serão desativados.

  4. Empacote e implante versões mais recentes dos aplicativos e das atualizações. Utilize o Admin Console ou a Creative Cloud Packager para criar um pacote com uma Licença por usuário nomeado. Para obter mais informações, consulte Creative Cloud Packager. Se você não deseja atualizar para as versões mais recentes dos aplicativos, ignore esta etapa.

    Se você deseja desinstalar as versões anteriores dos aplicativos, faça isso antes de implantar as versões mais recentes. Desinstalar posteriormente pode danificar as associações de arquivos.

  5. Os usuários verão uma tela de logon na próxima vez que iniciarem os aplicativos. Fazer logon com sua Adobe ID ou Enterprise ID licencia e ativa os aplicativos. Os usuários também podem iniciar e fazer logon usando o aplicativo da Creative Cloud.

Obter o número de série corporativo

Se as licenças por número de série estiverem disponíveis para sua corporação, você pode obtê-las no site de licenciamento da Adobe.

  1. Faça logon no site de licenciamento da Adobe com sua Adobe ID e senha.

  2. Escolha Licença > Recuperar números de série.

  3. Selecione uma ID de usuário final ou ID de implantação para sua organização.

  4. Selecione o Nome do produto, a Versão do produto e a Plataforma.

  5. Clique em Pesquisar.

    O nome do produto e os números de série são exibidos.

Para obter mais ajuda, consulte Como usar o site de licenciamento da Adobe (LWS).

Observação:

O site de licenciamento da Adobe não oferece suporte a Enterprise IDs. Se você estiver planejando usar o licenciamento por número de série, recomendamos que todas as contas de administrador sejam configuradas utilizando Adobe IDs.

Licenciamento por dispositivo

As licenças por dispositivo permitem que as instituições registradas no Value Incentive Plan (VIP) licenciem o software para um computador específico. Além disso, os usuários não precisam fazer logon ou inserir um número de série para acessar aplicativos.

Mais detalhes

Cuidado:

As versões de aplicativos da Creative Cloud de 2019 ou mais recentes não são compatíveis com licenciamento por dispositivo. Para obter mais informações, consulte este documento.

As licenças por dispositivo da Creative Cloud para instituições de ensino oferecem a capacidade de licenciamento de software para um computador específico em vez de um usuário nomeado ou com um número de série. Os usuários não precisam fazer logon ou inserir o número de série para usar o software. As licenças estão vinculadas aos grupos de implantação do computador, criados automaticamente ao pedir produtos.

As instituições podem comprar licenças por dispositivo da Creative Cloud para instituições de ensino participando do Value Incentive Plan (VIP) por meio de um Revendedor autorizado da Adobe para instituições de ensino ou por meio da Adobe Business Direct.

Se sua instituição comprou licenças por dispositivo, saiba mais sobre como gerenciá-las no Admin Console. Você também pode saber mais sobre como criar pacotes de licenças por dispositivo com a Creative Cloud Packager.

Esta obra está licenciada sob uma licença não adaptada da Creative Commons Attribution-Noncommercial-Share Alike 3.0  As publicações do Twitter™ e do Facebook não são cobertas pelos termos do Creative Commons.

Avisos legais   |   Política de privacidade online