Guia do Usuário Cancelar

Noções básicas de cores

Observação:

Em 14 de julho de 2021, o painel de temas do Adobe Color foi desabilitado no Photoshop, Illustrator, InDesign e After Effects. Para mais informações, consulte Fim do painel de temas do Adobe Color.

  1. Guia do usuário do After Effects
  2. Versões beta
    1. Visão geral do programa Beta
    2. Página inicial do After Effects Beta
  3. Introdução
    1. Introdução ao After Effects
    2. Novidades no After Effects 
    3. Notas de versão | After Effects
    4. Requisitos de sistema do After Effects
    5. Atalhos de teclado no After Effects
    6. Formatos de arquivo compatíveis | After Effects
    7. Recomendações de hardware
    8. After Effects para Apple Silicon
    9. Planejamento e configuração
  4. Espaços de trabalho
    1. Itens gerais da interface do usuário
    2. Conheça a interface do After Effects
    3. Fluxos de trabalho
    4. Espaços de trabalho, painéis e visualizadores
  5. Projetos e composições
    1. Projetos
    2. Noções básicas da composição
    3. Pré-composição, aninhamento e pré-renderização
    4. Exibir informações detalhadas de desempenho com o Criador de perfil de composição
    5. Renderizador de composição CINEMA 4D
  6. Importação de gravação
    1. Preparação e importação de imagens estáticas
    2. Importação do After Effects e do Adobe Premiere Pro
    3. Importação e interpretação de vídeo e áudio
    4. Preparo e importação de arquivos de imagem 3D
    5. Importação e interpretação de itens de gravação
    6. Trabalhar com itens de gravação
    7. Detectar pontos de edição usando a Detecção de edição de cena
    8. Metadados XMP
  7. Textos e gráficos
    1. Texto
      1. Formatação de caracteres e o painel Caractere
      2. Efeitos de texto
      3. Criação e edição de camadas de texto
      4. Formatação de parágrafos e o painel Parágrafo
      5. Extrusão de texto e camadas de forma
      6. Animação de texto
      7. Exemplos e recursos de animação de texto
      8. Modelos de texto dinâmico
    2. Animações
      1. Trabalhar com Modelos de animações no After Effects
      2. Usar expressões para criar listas suspensas em Modelos de animações
      3. Trabalhar com propriedades essenciais para criar Modelos de animações
      4. Substituir imagens e vídeos em Modelos de animações e Propriedades essenciais
      5. Anime de maneira mais rápida e fácil usando o painel Propriedades
  8. Desenho, pintura e caminhos
    1. Visão geral de camadas de forma, caminhos e gráficos vetoriais
    2. Ferramentas de pintura: Pincel, Carimbo e Borracha
    3. Traçados de forma cônica
    4. Atributos de forma, operações de pintura e operações de caminho para camadas de forma
    5. Use o efeito de forma Deslocar caminhos para alterar formas
    6. Criação de formas
    7. Criar máscaras
    8. Remover objetos de seus vídeos com o painel Preenchimento com reconhecimento de conteúdo
    9. Pincel tipo rotoscópio e Refinar fosco
  9. Camadas, marcadores e câmera
    1. Seleção e organização de camadas
    2. Modos de mesclagem e estilos de camadas
    3. Camadas 3D
    4. Propriedades da camada
    5. Criação de camadas
    6. Gerenciamento de camadas
    7. Marcadores de camada e de composição
    8. Câmeras, luzes e pontos de interesse
  10. Animação, quadros-chave, rastreamento de movimento e chaveamento
    1. Animação
      1. Noções básicas de animação
      2. Animação com ferramentas Marionete
      3. Gerenciamento e animação de caminhos de forma e máscaras
      4. Animação de desenho e captura de formas usando o After Effects
      5. Ferramentas de animação diversas
      6. Trabalhar com animação orientada por dados
    2. Quadro-chave
      1. Interpolação do quadro-chave
      2. Definir, selecionar e excluir quadros-chave
      3. Editar, mover e copiar quadros-chave
    3. Rastreamento de movimento
      1. Rastrear e estabilizar movimento
      2. Reconhecimento facial
      3. Rastreamento de máscara
      4. Referência de máscara
      5. Velocidade
      6. Esticamento e remapeamento de tempo
      7. Timecode e unidades de exibição de tempo
    4. Aplicação de máscara
      1. Aplicação de máscara
      2. Efeitos de máscara
  11. Transparência e composição
    1. Visão geral e recursos da composição e transparência
    2. Canais alfa e máscaras
    3. Foscos de controle e foscos móveis
  12. Ajustar cor
    1. Noções básicas de cores
    2. Gerenciamento de cores
    3. Efeitos de correção de cores
    4. Gerenciamento de cores OpenColorIO e ACES
  13. Predefinições de animação e efeitos
    1. Visão geral das predefinições de animação e efeitos
    2. Lista de efeitos
    3. Gerenciador de efeitos
    4. Efeitos de simulação
    5. Efeitos de estilo
    6. Efeitos de áudio
    7. Efeitos de distorção
    8. Efeitos de perspectiva
    9. Efeitos de canal
    10. Efeitos de geração
    11. Efeitos de transição
    12. O efeito Reparo do obturador de rolagem
    13. Efeitos Desfoque e Tornar nítido
    14. Efeitos de Canal 3D
    15. Efeitos de utilitários
    16. Efeitos de fosco
    17. Efeitos Ruído e Granulação
    18. Efeito de ampliação com preservação de detalhes
    19. Efeitos obsoletos
  14. Expressões e automação
    1. Expressões
      1. Noções básicas de expressão
      2. Entender sobre a linguagem de expressões
      3. Utilização de controles de expressão
      4. Diferenças de sintaxe entre os mecanismos de expressão Javascript e Legacy ExtendScript
      5. Edição de expressões
      6. Erros de expressão
      7. Utilização do editor de expressões
      8. Usar expressões para editar e acessar propriedades de texto
      9. Referência de idioma de expressão
      10. Exemplos de expressão
    2. Automação
      1. Automação
      2. Scripts
  15. Vídeo imersivo, VR e 3D
    1. Construa ambientes VR no After Effects
    2. Aplicar efeitos de vídeo imersivo
    3. Ferramentas de composição para vídeos VR/360
    4. Renderizador 3D avançado
    5. Importar e adicionar modelos 3D à composição
    6. Importação de modelos 3D das bibliotecas da Creative Cloud
    7. Iluminação com base na imagem
    8. Extração e animação de luzes e câmeras de modelos 3D
    9. Rastreamento de movimento de câmera 3D
    10. Projetar e aceitar sombras
    11. Animações de modelos 3D incorporadas
    12. Coletor de sombras
    13. Extração de dados de profundidade 3D
    14. Trabalhar no Espaço de design 3D
    15. Gizmos de transformação 3D
    16. Faça mais com a animação 3D
    17. Visualização de alterações em projetos 3D em tempo real com o mecanismo Mercury 3D.
    18. Adicionar design responsivo aos gráficos 
  16. Exibições e visualizações
    1. Visualizar
    2. Visualização de vídeo com o Mercury Transmit
    3. Modificação e utilização de exibições
  17. Renderização e exportação
    1. Noções básicas de renderização e exportação
    2. Codificação em H.264 no After Effects
    3. Exportar um projeto do After Effects como um projeto do Adobe Premiere Pro
    4. Conversão de filmes
    5. Renderização de vários quadros
    6. Renderização automatizada e renderização de rede
    7. Renderização e exportação de imagens estáticas e sequências de imagens estáticas
    8. Utilização do codec GoPro CineForm no After Effects
  18. Trabalho com outros aplicativos
    1. Dynamic Link e After Effects
    2. Trabalhar com o After Effects e outros aplicativos
    3. Sincronizar configurações no After Effects
    4. Bibliotecas da Creative Cloud no After Effects
    5. Plug-ins
    6. Cinema 4D e Cineware
  19. Colaboração: Frame.io e Team Projects
    1. Colaboração no Premiere Pro e After Effects
    2. Frame.io
      1. Instalar e ativar o Frame.io
      2. Usar Frame.io com Premiere Pro e After Effects
      3. Perguntas frequentes
    3. Team Projects
      1. Introdução ao Team Projects
      2. Criar um Projeto de equipe
      3. Colaborar com o Team Projects
  20. Memória, armazenamento e desempenho
    1. Memória e armazenamento
    2. Como o After Effects lida com problemas de memória insuficiente durante uma visualização    
    3. Melhorar o desempenho
    4. Preferências
    5. GPU e os requisitos de driver de GPU para o After Effects
  21. Knowledge Base
    1. Problemas conhecidos
    2. Problemas corrigidos
    3. Perguntas frequentes
    4. After Effects e macOS Ventura
    5. Como o After Effects lida com problemas de memória insuficiente durante uma visualização

Intensidade de cor e cor do HDR

A Intensidade de cor (ou Profundidade de bits) é o número de bits por canal (bpc) usado para representar a cor de um pixel. Quantos mais bits tiver cada canal RGB (vermelho, verde e azul), mais cores cada pixel pode representar.

No After Effects, você pode trabalhar em cores de 8 bpc, 16 bpc ou 32 bpc.

Além da profundidade de bits de cor, uma característica separada de números usada para representar valores de pixels ocorre quando os números são inteiros ou números de ponto flutuante. Os números de pontos flutuantes podem representar uma gama muito maior de números com o mesmo número de bits. No After Effects, os valores de pixel de 32 bpc são valores de ponto flutuante.

Os pixels de 8 bpc podem ter valores para cada canal de cor, indo de 0 (preto) a 255 (cor pura, saturada). Os pixels de 16 bpc podem ter valores para cada canal de cor, indo de 0 (preto) a 32.768 (cor pura, saturada). Se todos os três canais de cor tiverem o valor de cor pura máximo, o resultado será branco. Os pixels 32 bpc podem ter valores de 0,0 e valores acima de 1,0 (cor pura, saturada). Portanto, a cor de 32 bpc no After Effects também é cor de intervalo dinâmico alto (HDR). Os valores HDR podem ser muito mais brilhantes que o branco.

Definir a intensidade de cor e alterar configurações de exibição de cores

A configuração da intensidade de cor de um projeto determina a profundidade de bits dos valores de cor em todo o projeto.

Para ajustar a intensidade de cor de um projeto, siga um destes procedimentos:

  • Escolha Arquivo > Configurações do projeto > Cor > sob a seção Configurações de cor e escolha uma intensidade de cor na lista suspensa Profundidade de bits.
  • Selecione o botão Configurações do projeto no painel Projeto > Configurações do projeto > Cor > sob a seção Configurações de cor e escolha uma intensidade de cor na lista suspensa “Profundidade de bits”.

É possível especificar uma intensidade de cor para cada item renderizado, que substitui a intensidade de cor do projeto na renderização da saída final. Você também pode especificar a intensidade de cor para cada item de saída nas configurações do módulo de saída. (Consulte Configurações de renderização e Módulos de saída e configurações do módulo de saída.)

Embora muitos efeitos possam funcionar com todas as intensidades de cor, alguns efeitos só funcionam com intensidades de cor mais baixa. Você pode definir o painel Efeitos e predefinições para mostrar apenas os efeitos que funcionam com a intensidade de cor do projeto atual. (Consulte Painel Efeitos e predefinições.)

Vantagens comparativas de cada intensidade de cor

O intervalo dinâmico (proporção entre regiões claras e escuras) no mundo físico supera facilmente o intervalo de visão humana e de imagens impressas em papel ou exibidas em um monitor. Os valores de cor de 8 bpc e 16 bpc de intervalo dinâmico baixo podem representar somente níveis RGB do preto ao branco, que é apenas um pequeno segmento do intervalo dinâmico no mundo real.

Os valores de cor de ponto flutuante de 32 bpc do intervalo dinâmico alto (HDR) podem representar níveis de brilho maiores que o branco, incluindo objetos tão brilhantes como uma chama ou o Sol.

O efeito Brilho e o efeito Desfoque gaussiano aplicados à imagem em um projeto de 32 bpc e um projeto de 16 bpc
O efeito Brilho e o efeito Desfoque gaussiano aplicados à imagem em um projeto de 32 bpc (esquerda) e um projeto de 16 bpc (direita)

Defina a intensidade de cor do projeto como 32 bpc para trabalhar com gravações HDR ou para trabalhar com valores de acima do intervalo – valores acima de 1.0 (branco) que não são suportados no modo 8 bpc ou 16 bpc. Os valores acima do intervalo preservam a intensidade de realces, que é muito útil para efeitos sintéticos como luzes, desfoques e brilhos como se trabalhassem com gravações HDR. O espaço fornecido ao trabalhar em 32 bpc evita muitos tipos de perda de dados durante operações como correção de cores e conversão de perfil de cores.

Mesmo se estiver usando a gravação de 8 bpc e estiver criando filmes em formato de 8 bpc, você pode obter melhores resultados tendo a intensidade de cor do projeto definida como 16 bpc ou 32 bpc. Trabalhar em uma profundidade de bits maior fornece uma precisão mais alta para cálculos e reduz bastante artefatos de quantificação, como faixas em gradientes.

Observação:

O simples aumento da intensidade de cor em um projeto não eliminará os gradientes se o formato de saída tiver uma profundidade de bits baixa. Para reduzir as faixas, o After Effects insere o pontilhamento das cores quando as cores são convertidas para cor a 8 bpc, incluindo ao renderizar e exportar para um formato de 8 bpc. Este pontilhamento não será inserido para visualizações. Para forçar o pontilhamento para visualizações, aplique um efeito de 8 bpc que não faz nada – como o efeito Aritmética com os valores padrão – a uma camada de ajuste.

Como os quadros de 16 bpc usam metade da memória dos quadros de 32 bpc, renderizar visualizações em um projeto de 16 bpc é mais rápido, e as visualizações podem ser mais longas do que em um projeto de 32 bpc. Os quadros de 8 bpc usam ainda menos memória, mas a troca entre a qualidade e o desempenho pode ser óbvia em algumas imagens com um intensidade de cor de projeto de 8 bpc.

Considerações especiais para trabalhar com cores de intervalo dinâmico alto

É possível usar o efeito Compressão-expansão de HDR para compactar o intervalo dinâmico de uma camada com um item de gravação HDR como sua origem. Assim, você pode usar as ferramentas que não aceitam cores em HDR, como efeitos de 8 bpc e 16 bits. Quando terminar, use a compressão-expansão de HDR para desfazer a compactação de intervalo dinâmico. O efeito Compactação de realce HDR permite compactar os valores de realce em uma imagem HDR para que fiquem dentro do intervalo de valor de uma imagem de intervalo dinâmico baixo.

Como podemos ver apenas um subconjunto de valores de luminância de uma cena do mundo real em uma imagem HDR em um monitor, às vezes é necessário ajustar a exposição (a quantidade de luz captada em uma imagem) ao trabalhar com uma imagem HDR. Ajustar a exibição de uma imagem HDR é como ajustar a exposição ao fotografar uma cena no mundo real, permitindo destacar detalhes de áreas escuras ou claras. Você pode usar o efeito “Exposição” para alterar os valores de cor de uma camada para a saída final ou simplesmente definir a exposição em um visualizador específico para fins de visualização.

O gerenciamento de cores é altamente recomendado ou mesmo obrigatório para obter cores previsíveis ao trabalhar com HDR. Isso permite que o After Effects faça a pré-visualização das cores no monitor com precisão, convertendo o espaço de trabalho de cores para o espaço de cores de exibição definido pelo sistema operacional. Para obter resultados melhores, use o perfil de cores fornecido pelo fabricante do monitor ou calibre as cores do monitor.

Observação:

Visto que algumas operações, incluindo brilhos, desfoques e alguns modos de mesclagem, se comportam de forma diferente no modo de 32 bpc em comparação ao modo de 8 bpc ou de 16 bpc, a composição pode parecer significativamente diferente ao alternar as configurações do projeto entre intervalo dinâmico alto e intervalo dinâmico baixo.

Recursos adicionais sobre cores em HDR

Andrew Kramer fornece um tutorial em vídeo em seu site Video Copilot no qual ele demonstra as vantagens de usar cores de 32 bpc com desfoque de movimento.

Em seu site fnord, Brendan Bolles explica como usar o efeito Conversor de perfil de cores e os perfis de cor de filme para ajustar cores e realizar o mapeamento de tons para que uma imagem HDR pareça ter sido filmada em película de cinema.

Tutorial de aprendizagem

Você pode criar e salvar temas de cores, explorar e procurar temas existentes e consultar os temas de cores salvos usando o seu perfil da Adobe Creative Cloud. Consulte este tutorial para aprender a usar o Adobe Color no After Effects.

Correção, classificação e ajuste de cores

Quando você monta uma composição, precisa ajustar ou corrigir frequentemente as cores de uma ou mais camadas. Esses ajustes podem ocorrer por diversos motivos. Alguns exemplos:

  • Você precisa fazer com que vários itens de gravação pareçam ter sido filmados nas mesmas condições para que possam ser compostos ou editados juntos.

  • Você precisa ajustar as cores de uma fotografia para que pareça ter sido disparada à noite e não durante o dia.

  • Você precisa ajustar a exposição de uma imagem para recuperar detalhes dos realces com excesso de exposição.

  • Você precisa melhorar uma cor em uma fotografia porque você irá compor um elemento gráfico sobre a mesma com essa cor.

  • Você precisa restringir as cores para um intervalo específico, como o intervalo seguro para transmissão.

Os termos correção de cores e correção de cores são frequentemente usados com o mesmo significado, embora o termo correção de cores seja usado às vezes para referir-se distintamente aos ajustes de cores feitos para fins criativos, não à correção de problemas com cores. O termo correção de cores é usado com um sentido geral e abrangente no After Effects.

O After Effects inclui muitos efeitos integrados de correção de cores, incluindo o efeito Curvas, o efeito Níveis e outros efeitos na categoria de efeitos de Correção de cores. Você pode usar o efeito Aplicar LUT de cor para aplicar os mapeamentos de cor na tabela de pesquisa de cores para fins de correção de cores. (Consulte Efeitos de correção de cores e Efeito Aplicar LUT de cor.)

O plug-in Camera Raw pode ser usado para corrigir e ajustar as imagens estáticas em JPEG, TIFF e em formatos do Camera Raw.

Recursos adicionais de correção e ajuste de cores

A predefinição de animação de Rebel CC é uma ferramenta simples, de correção de cores de estilo telecine para colorir ou classificar um filme. Esta predefinição de animação usa expressões para controlar o efeito Níveis (controles individuais). Para saber mais e baixar a predefinição de animação, consulte o blog ProLost de Stu Maschwitz.

Stu Maschwitz oferece uma publicação em seu blog ProLost que discute a correção de cores para tons de pele, com links para alguns recursos sobre configurações de teste que mostram vários tons de pele em um vetorscópio.

Usar histogramas para ajustar a cor

Um histograma é uma representação do número de pixels de cada valor de luminância em uma imagem. Um histograma com valores diferentes de zero para cada valor de luminância indica uma imagem que usa a gama tonal inteira. Um histograma que não usa o intervalo tonal inteiro corresponde a uma imagem sem brilho, que não apresenta contraste.

Uma tarefa de correção de cores comum é ajustar uma imagem para aumentar os valores em pixels de maneira mais uniforme da esquerda para a direita no histograma, em vez de acumulá-los em uma das duas extremidades. Aplicar o efeito Níveis e ajustar suas propriedades Branco de entrada e Preto de entrada no histograma é uma maneira simples e eficiente de executar essa tarefa para várias imagens.

Histograma da imagem que não usa a gama tonal inteira
Histograma da imagem que não usa a gama tonal inteira

Controles deslizantes de entrada movidos para que a saída use a gama tonal inteira
Controles deslizantes de entrada movidos para que a saída use a gama tonal inteira

Histograma mostrando o recorte de realce
Histograma mostrando o recorte de realce

Histograma mostrando o recorte de sombra
Histograma mostrando o recorte de sombra

Painel de escopos Lumetri

O painel Escopos Lumetri fornece escopos de vídeo integrados para exibir as propriedades de cores do seu vídeo. Os escopos de vídeo incluem:

  • Vetorscópios
  • Histogramas
  • Exibição
  • Forma de onda
Escopos de vídeo no painel Escopos Lumetri
Escopos de vídeo no painel Escopos Lumetri

Observação:

Se você não vir o painel Escopos Lumetri, selecione Janela > Espaço de trabalho > Cor.

Cada quadro de vídeo é composto por pixels e cada pixel contém propriedades de cores, que podem ser categorizadas como crominância, luminância e saturação. É possível avaliar as propriedades para corrigir as cores do vídeo e assegurar a consistência entre as capturas.

Suporte aos Escopos Lumetri para o fluxo de trabalho de transmissão

O painel Escopos Lumetri foi projetado para o fluxo de trabalho de cores de transmissão. O painel mede as cores nos espaços de cor de Rec. 601, Rec. 709 e Rec 2020. Para abrir os espaços de cor, clique com o botão direito do mouse no painel Escopos Lumetri e selecione Espaço da cor.

  • Rec. 601: o espaço da cor é utilizado para codificação de sinais de vídeo analógicos na forma de vídeo digital.
  • Rec. 709: o espaço da cor é utilizado para workflows normais de HDTV.
  • Rec 2020: o espaço da cor é usado para HDR e UHDTV (UHD 4k e 8k).

Se tiver definido um espaço de cor diferente para o seu projeto do After Effects, os escopos representam a aparência da composição conforme o seu espaço de cor, mas transformado no espaço de cor (601, 709 ou 2020) definido no painel Escopos Lumetri.

Para obter mais informações sobre o fluxo de trabalho de cores de transmissão, consulte Cores seguras para transmissão.

Espaço de trabalho para uso de ferramentas de cor

Um novo espaço de trabalho chamado de Cor para trabalhar com o painel Escopos Lumetri e o efeito Cor de Lumetri está disponível no After Effects. Para abrir o espaço de trabalho, selecione Janela > Espaço de trabalho.

Sincronização do painel do visualizador atual

O painel Escopos Lumetri analisa e exibe as alterações feitas no painel visualizador atual. Mede a cor do painel Composição, Camada ou Gravação atual. É possível alterar o visualizador atual para ver resultados diferentes. Para bloquear a exibição dos Escopos Lumetri em um painel de visualização específico, habilite a opção Visualizador principal no painel visualizador correspondente. Por exemplo, ao modificar as curvas de cores RGB da composição, a forma de onda seleciona a cor e exibe as informações de alteração da cor.

Para obter mais informações sobre os painéis, consulte Painéis e espaços de trabalho.

Após fazer as alterações na composição conforme as informações de cores dos escopos Lumetri
Após fazer as alterações na composição conforme as informações de cores dos escopos Lumetri

Antes de usar os escopos Lumetri para ler as informações de cores
Antes de usar os escopos Lumetri para ler as informações de cores

Modelos de cores e espaços de cores

Um modelo de cores é uma maneira de descrever a cor usando números para que os computadores possam trabalhar com elas. O modelo de cor usado no After Effects é o modelo de cores RGB, no qual cada cor é descrita em termos de valores de luz vermelha, verde e azul e adicionados juntos para fazer a cor. Outros modelos de cores incluem CMYK, HSB, YUV e XYZ.

O espaço de cores é uma variante de um modelo de cores. O espaço de cores é diferenciado por um gamut (gama de cores), um grupo de cores primárias (primários), um ponto branco e uma resposta de tons. Por exemplo, no modelo de cores RGB estão vários espaços de cores, incluindo — em ordem decrescente de tamanho de gama de cores — ProPhoto RGB, Adobe RGB, sRGB IEC61966-2.1 e Apple RGB. Embora cada um desses espaços de cores defina a cor usando os mesmos três eixos (R, G e B), as respectivas gamas de cores e curvas de resposta de tons são diferentes.

Embora muitos dispositivos usem componentes vermelho, verde e azul para gravar ou expressar a cor, os componentes têm diferentes características. Por exemplo, a cor azul para uma câmera não é exatamente o mesmo azul para outra câmera. Cada dispositivo que grava ou expressa cor tem seu próprio espaço de cores. Quando uma imagem é movida de um dispositivo para outro, as cores da imagem podem parecer diferentes, porque cada dispositivo interpreta os valores RGB de acordo com seu próprio espaço da cores.

O gerenciamento de cores utiliza perfis de cores para converter cores de um espaço de cores em outro, para que as cores tenham a mesma aparência de um dispositivo para outro.

Gama e resposta de tons

A resposta de tons para um espaço de cores é o relacionamento da intensidade da luz para com o sinal que cria ou registra (percebe) a luz.

O sistema visual humano não responde linearmente à luz. Em outras palavras, nossa percepção de quão brilhante é uma luz não duplica quando mais do dobro de fótons tocam em nossos olhos em um momento específico. Semelhantemente, os elementos de exibição de um monitor CRT não emitem luz que é duas vezes mais brilhante quando uma tensão duas vezes maior é aplicada. A relação entre intensidade da luz e intensidade do sinal para um dispositivo de exibição é expressa por uma função de energia. O expoente desta função de energia é chamado de gama. Geralmente, o relacionamento entre intensidade da luz e intensidade do sinal para um dispositivo de entrada é o inverso do relacionamento para um dispositivo de saída, embora os valores de gama possam ser diferentes dos dispositivos de entrada e saída para acomodar a diferença entre a iluminação de cena e iluminação do ambiente de exibição.

Observação:

Mover o controle deslizante de tons médios (como o controle de Gama do efeito Níveis) em um histograma de correção de cores tem o mesmo resultado que modificar a gama, alterando a curva de resposta de tons sem mover o ponto branco. Modificar a curva no efeito Curvas também modifica a resposta de tons, mas não necessariamente com uma curva de gama.

Charles Poynton fornece um conjunto excelente de recursos em seu site em relação à gama e outras tecnologias de cores.

Resposta de tons linear: quando a gama é igual a 1

Levantar qualquer número à potência de 1 indica o número original como resultado. Um valor gama de 1,0 é usado para exprimir o comportamento de iluminação no mundo natural, fora do contexto dos sistemas perceptuais não lineares. Diz-se às vezes que um sistema com um valor gama de 1,0 opera em luz linear, enquanto um sistema codificado com um valor gama diferente de 1,0 para corresponder ao sistema visual humano é perceptual.

Se você ativou o gerenciamento de cores (especificando um espaço de cores de trabalho), é possível executar todas as operações de cor em luz linear, linearizando o espaço de cores de trabalho. Um espaço de cores linearizado usa os mesmos primários e ponto branco que a versão não linear; a curva de resposta de tons é feita apenas em uma linha reta.

Observação:

Muitas operações de composição, como combinação de cores com modos de mesclagem, beneficiam da execução em um espaço de cores linear. Para obter a mesclagem mais natural e mais realista de cores, trabalhe em um espaço de cores linear. Se você não ativou o gerenciamento de cores, ainda pode realizar operações de mesclagem usando um valor gama de 1,0. (Consulte Linearizar o espaço de trabalho e ativar a mesclagem linear.)

Gama do sistema, gama do dispositivo e a diferença entre cena e ambiente de exibição

O valor de gama de um sistema inteiro — da captura à produção, para mostrar o ambiente de exibição — é o produto dos valores de gama usados para cada uma das etapas no sistema. Este produto não é sempre 1,0, como seria se as operações executadas para codificação correspondessem exatamente (invertidas) às operações executadas para decodificação. Um motivo para ter um valor gama do sistema diferente de 1,0 é a diferença que geralmente existe entre as condições de iluminação com que uma cena é capturada e as condições de iluminação com que é exibida. (Considere que você normalmente assiste um filme em um ambiente esmaecido, mas as cenas não são gravadas normalmente em um ambiente esmaecido.)

Por exemplo, a gama do dispositivo para uma câmera HD é aproximadamente 1/1.9 e a gama do dispositivo para uma exibição HD é aproximadamente 2,2. Multiplicar esses valores dá uma gama do sistema de aproximadamente 1,15, que é apropriado para condições de exibição de televisão esmaecidas de uma típica sala de estar. A gama do sistema para produção de imagens em movimento é muito maior (aproximadamente 1,5 a 2,5) para se adaptar ao ambiente mais escuro de exibição de um cinema. A gama para o negativo do filme é de aproximadamente 1/1,7 e a gama para o filme de projeção é de aproximadamente 3 a 4.

Perfis de cores têm referência em cena se as curvas de resposta de tons forem baseadas em condições na cena típica. Perfis de cores têm referência em saída se as curvas de resposta de tons forem baseadas no ambiente de exibição típico.

Por padrão, ao usar o gerenciamento de cores, o After Effects ajusta automaticamente o contraste de imagens ao converter entre perfis de cores com referência em cena e perfis de cores com referência em saída. Esta conversão automática (ajuste do estado da imagem) se baseia nos valores de gama especificados no padrão de vídeo HDTV.

  • Para desabilitar essa transformação de cor automática, desmarque Compensar perfis com referência em cena na caixa de diálogo Configurações do projeto.

O recurso Compensar perfis com referência em cena também existe no Adobe Photoshop CS4 e posteriores, mas esse recurso não existe em outros aplicativos. Para corresponder as cores de outros aplicativos, incluindo o After Effects CS3 e anterior, desabilite a conversão automática. Quando você abre um projeto criado no After Effects CS3 ou anterior, a opção Compensar perfis com referência em cena está desmarcada por padrão.

Cada instância do efeito Conversor de perfil de cores também pode ser definida como: compensar perfis com referência em cena, não compensar perfis com referência em cena ou usar a configuração indicada pela opção Compensar perfis com referência em cena do projeto. (Consulte Efeito Conversor de perfil de cores.)

QuickTime e gama em projetos sem gerenciamento de cores

O After Effects 7.0 e anteriores usavam codecs do QuickTime para decodificar vários tipos de mídia, e os ajustes de gama executados pelo QuickTime no Windows eram diferentes dos ajustes de gama executados no macOS. Os ajustes de gama executados pelo After Effects CS3 e posterior diferem dos ajustes de gama executados pelos codecs do QuickTime. Os ajustes de gama executados pelo After Effects CS3 e posteriores no Windows são idênticos aos ajustes de gama executados pelo After Effects CS3 e posteriores no macOS. Além disso, por não usar os codecs do QuickTime, o After Effects preserva os valores acima do intervalo em projetos de 32 bpc.

Selecione Corresponder ajustes de gama do QuickTime do After Effects legados na caixa de diálogo Configurações do projeto para realizar o seguinte:

  • Evitar alterações de cores ao trabalhar com projetos criados no After Effects 7.0 ou anterior

  • Fazer corresponder as cores em um projeto criado no After Effects 7.0 ou anterior

  • Certificar-se de que as cores no painel Composição correspondam às cores do QuickTime

A opção Corresponder ajustes de Gama de QuickTime do After Effects legados está selecionada por padrão para projetos criados no After Effects 7.0 ou anterior. Você deve criar novos projetos sem esta opção selecionada.

A opção Corresponder ajustes de Gama de QuickTime do After Effects legados está selecionada por padrão para projetos criados no After Effects 7.0 ou anterior. Você deve criar novos projetos sem esta opção selecionada.

A série de artigos e vídeos de Chris Zwar no site da ProVideo Coalition fornece uma boa compreensão sobre o gerenciamento de cores.

 Adobe

Receba ajuda com mais rapidez e facilidade

Novo usuário?

Adobe MAX 2024

Adobe MAX:
a conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online

Adobe MAX

A conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online

Adobe MAX 2024

Adobe MAX:
a conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online

Adobe MAX

A conferência da criatividade

14 a 16 de outubro, Miami Beach e online